i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Tumulto nos EUA

Prefeito de Portland é vaiado por manifestantes e atingido com gás lacrimogêneo em noite de caos

    • Gazeta do Povo
    • 23/07/2020 10:01
    portland wheeler
    O prefeito de Portland Ted Wheeler reage depois de ser exposto ao gás lacrimogêneo disparado por policiais federais enquanto participava de um protesto| Foto: Nathan Howard/Getty Images/AFP

    O prefeito de Portland, Ted Wheeler, se juntou aos manifestantes antirracismo na noite desta quarta-feira (22) e acabou sendo atingido por gás lacrimogênio lançado por agentes de federais quando a multidão avançou contra a cerca que protege o prédio de um tribunal federal. A tentativa de aproximação com os manifestantes também não terminou bem para o político democrata, que foi vaiado pela maioria deles.

    Nas últimas semanas, a cidade americana do estado do Oregon se tornou o epicentro dos confrontos entre manifestantes e tropas designadas pela gestão de Donald Trump para defender monumentos e propriedades federais. Os protestos antirracismo estão acontecendo todas as noites há oito semanas, mas Ted Wheeler alega que a presença dos federais em Portland só piorou a situação e pediu que o Departamento de Segurança Interna dos EUA ordene a retirada dos agentes. O governo Trump defende o envio de tropas para a cidade porque as autoridades locais não foram capazes de impedir a depredação de espaços públicos e propriedades do governo federal.

    Na noite desta quarta-feira, mais de 2 mil pessoas estavam reunidas nas proximidades de um tribunal federal no centro de Portland. O prefeito foi convidado por organizadores do protesto e apareceu por lá para demostrar apoio à causa do Black Lives Matter e expressar seu descontentamento com a presença dos agentes federais na cidade. Durante seu discurso, houve um momento em que foi aplaudido, mas na maior parte do tempo foi vaiado. Um grupo de manifestantes apresentou uma série de demandas, inclusive a renúncia dele.

    "A razão de eu estar aqui hoje à noite é para ficar com você", disse Wheeler à multidão. "Se eles estão lançando gás lacrimogêneo contra você, estão lançando gás lacrimogêneo contra mim". E de fato foi isso que acabou acontecendo.

    Wheeler se misturou com os manifestantes que estavam bem em frente ao tribunal e ficou lá por cerca de uma hora, sendo atingido por várias rodadas de gás lacrimogênio. De acordo com o site Oregon Live ele usava uma máscara descartável e óculos de proteção.

    O prefeito disse a um repórter do New York Times que o uso do gás lacrimogêneo naquela situação foi uma "flagrante reação exagerada" e que ele não viu nada que justificasse a reação dos agentes federais. "Esta não é uma estratégia de redução de tensão", disse ele. "Esta é uma guerra urbana simples e está sendo trazida a este país pelo presidente e precisa parar agora", continuou.

    Ao deixar o local, Wheeler foi novamente vaiado.

    Um hora depois do ocorrido, o Departamento de Polícia de Portland declarou situação de motim no centro da cidade e alertou as pessoas que gás lacrimogêneo poderia ser usado pela polícia para acabar com tumultos. "Disperse imediatamente", tuitou a polícia local no início da madrugada desta quarta. "O não cumprimento desta ordem pode sujeitá-lo a prisão ou citação ou a agentes de controle de tumultos, incluindo, entre outros, gás lacrimogêneo e/ou armas de impacto".

    Além de prefeito, Wheeler é o comissário de polícia da cidade, cujo departamento já usou das mesmas táticas para dispersar manifestantes no início da onda de protestos contra o racismo, por isso sua presença no protesto não foi bem recebida pela maioria da multidão. O prefeito também está em maus lençóis com a classe empresarial da cidade, que o acusa de não ter controlado os protestos antes da chegada dos agentes federais.

    1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 1 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • M

      Maquiavel

      ± 0 minutos

      A polícia tem mais é que descer o sarrafo nestes vândalos **********!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso