Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
pfizer doação eua
Médica palestina prepara uma dose da vacina Pfizer-BioNTecha contra Covid-19 no Centro Médico Palestino na cidade de Dura, na Cisjordânia, 10 de junho de 2021| Foto: ABED AL HASHLAMOUN/Agência EFE/EPA/Gazeta do Povo

Os Estados Unidos confirmaram nesta quinta-feira (10) que vão doar 500 milhões de vacinas anticovid da Pfizer para países de renda baixa e média, "uma ação histórica que ajudará a turbinar a luta global contra a pandemia", segundo comunicado do governo americano.

" Esta é a maior compra e doação de vacinas já feita por um único país e um compromisso do povo americano de ajudar a proteger as pessoas ao redor do mundo contra a Covid-19", diz a nota.

Noventa e dois países serão beneficiados pela doação, que ocorrerá por meio da plataforma Covax. Segundo o Gavi, organização que gerencia o Covax junto com a OMS, a lista inclui todas as economias com PIB per capita abaixo de US$ 4.000. Confira a lista:

  • Países de baixa renda: Afeganistão, Benin, Burkina Faso, Burundi, República Centro-Africana, Chade, República Democrática do Congo, Eritreia, Etiópia, Gâmbia, Guiné, Guiné-Bissau, Haiti, Coreia do Norte, Libéria, Madagascar, Malaui, Mali, Moçambique, Nepal, Níger, Ruanda, Serra Leoa, Somália, Sudão do Sul, Síria, Tajiquistão, Tanzânia, Togo, Uganda, Iêmen.
  • Países de renda média-baixa: Angola, Argélia, Bangladesh, Butão, Bolívia, Cabo Verde, Camboja, Camarões, Comores, Costa do Marfim, Djibuti, Egito, El Salvador, Suazilândia, Gana, Honduras, Índia, Indonésia, Quênia, Kiribati, Quirguistão, Laos, Lesoto, Mauritânia, Micronésia, Moldávia, Mongólia, Marrocos, Mianmar, Nicarágua, Nigéria, Paquistão, Papua Nova Guiné, Filipinas, São Tomé e Príncipe, Senegal, Ilhas Salomão, Sri Lanka, Sudão, Timor-Leste, Tunísia, Ucrânia, Uzbequistão, Vanuatu, Vietnã, Cisjordânia e Gaza, Zâmbia, Zimbábue;
  • Outras economias elegíveis: Dominica, Fiji, Granada, Guiana, Kosovo, Maldivas, Ilhas Marshall, Samoa, Santa Lúcia, São Vicente e Granadinas, Tonga, Tuvalu.

Países da União Africana também serão beneficiados, segundo nota do governo americano.

As vacinas começarão a ser enviadas em agosto: 200 milhões de doses serão entregues até o final deste ano e as 300 milhões restantes serão entregues no primeiro semestre de 2022. A Pfizer planeja produzir esse meio bilhão de doses nos EUA em suas instalações em Kalamazoo (Michigan), McPherson (Kansas), Chesterfield (Missouri) e Andover (Massachusetts).

15 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]