Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Equipes de resgate examinam destroços do avião que caiu na Venezuela com 51 pessoas a bordo | Globovisión/Reuters
Equipes de resgate examinam destroços do avião que caiu na Venezuela com 51 pessoas a bordo| Foto: Globovisión/Reuters
  • Veja onde foi

Caracas - Um acidente aéreo na manhã de ontem na Venezuela deixou um saldo de 15 mortos e 36 sobreviventes, informou em entrevista coletiva o ministro de Transporte e Comunicações, Francisco Gar­­cés. O governador local decretou três dias de luto no Estado de Bo­­lívar.

Equipes técnicas começaram a inspecionar os destroços do avião da empresa aérea Conviasa, que caiu perto da cidade de Puer­­to Ordaz, sudeste da Venezuela. Eram 51 pessoas a bordo – 47 passageiros e quatro tripulantes. Os sobreviventes foram levados ao hospital Uyapar e, depois, distribuídas entre clínicas particulares da cidade.

O acidente aconteceu por volta das 9h50 locais, quando o avião de fabricação francesa, modelo ATR-42, sigla YV-1010, caiu a cerca de 10 km da cabeceira da pista do aeroporto internacional Ma­­nuel Carlos Piar. O voo 2350 partiu de Porlamar, na ilha turística de Margarita, e seguia para Ciu­­dad Guyana.

O avião colidiu em um terreno usado pela siderúrgica estatal Sidor, deixando pedaços da fuselagem em meio a barris e contêineres. Por causa disso, não houve mortos ou feridos no solo.

Aparentemente, o piloto teria "perdido o controle", informou o governador local Fran­­cisco Ran­­gel Gomez, que explicou que a tripulação teve tempo de comunicar a torre de controles sobre os problemas técnicos que o avião apresentava. "Mas ainda não sa­­bemos as causas exatas do acidente", disse.

A estatal Consórcio Vene­­zo­­lano de Indústrias Aeronáuticas y Servicios Aeros SA começou a operar em 2004, e atende destinos na Venezuela, Caribe, Argen­­tina, Irã e Síria.

O mais recente acidente aéreo de grande proporção na Vene­­zuela ocorreu em 2008, quando um avião da companhia local Santa Barbara caiu com 46 a bordo, matando todos os ocupantes.

No Brasil, as aeronaves ATR são utilizadas pela TRIP Linhas Aéreas em voos regionais. Se­­gundo o site da companhia aérea brasileira, os ATR são aviões turbo-hélices, fabricados pelas em­­presas Aeroespatiale (França) e a Alenia (Itália), que fazem parte do consórcio Airbus e são utilizados em mais de 60 empresas aé­­reas em todo o mundo. Na Vene­­zuela o acidente ocorreu com um ATR-42, enquanto a TRIP utiliza o mesmo avião e também o ATR-72.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]