i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Ex-presidente

O que o retorno de Evo Morales representa para a Bolívia

    • Gazeta do Povo
    • 09/11/2020 21:55
    O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales.
    O ex-presidente da Bolívia, Evo Morales.| Foto: AFP

    Após ficar aproximadamente um ano longe da Bolívia, primeiro na Argentina e depois no México, Evo Morales atravessou a fronteira rumo ao seu país natal nesta segunda-feira (9). Uma multidão recebeu o socialista na cidade de Villazón. Em outubro de 2019, Evo foi eleito para mais um mandato à frente do Executivo boliviano, mas o resultado dessas eleições foi contestado e considerado fraudulento pela Organização dos Estados Americanos (OEA), dando início a uma crise política no país e culminando na renúncia de Evo e, em seguida, seu refúgio.

    O retorno de Morales à Bolívia ocorre apenas um dia após seu afilhado político no Movimento para o Socialismo (MAS), o economista Luis Arce, tomar posse como novo presidente. Arce, que foi escolhido a dedo por Evo para ser seu substituto, saiu vencedor do pleito presidencial realizado no dia 18 de outubro. Assim que a vitória de Arce foi projetada, Evo começou a falar da eleição no plural: “não somos vingativos, não somos revanchistas, todos estão convidados a trabalhar”, afirmou, na ocasião, acrescentando que seu retorno à Bolívia era somente uma “questão de tempo”. Esse tempo chegou rapidamente.

    Leia também: Quem é Luis Arce, o novo presidente da Bolívia

    Durante a campanha, Arce foi duramente criticado por seus opositores no sentido de que seria um mero “fantoche” de Evo. Diante disso, o economista tentou passar uma imagem de independência, de que seu padrinho não deveria atuar como uma espécie de sombra durante sua gestão. Quando soube que estava eleito, falou em governar para todos os bolivianos, com “unidade nacional”. Em seu discurso de posse, repetiu o apelo, pedindo à nação que se reconcilie. Ao mesmo tempo, chamou o governo transitório de Jeanine Añez, senadora ligada à direita no país que assumiu após a renúncia de Evo no ano passado, de “brutal” e “golpista”.

    Em entrevista concedida à BBC logo após as eleições, o novo presidente boliviano foi questionado de forma direta sobre uma eventual influência de Morales em seu governo. Respondeu à pergunta afirmando que “já disse muitas vezes que não sou Evo Morales”. Completou: “se Evo quiser ajudar na gestão, será bem-vindo, mas não significa que ele estará no governo”.

    Também à BBC, no início de novembro, Evo garantiu que não vai ser um protagonista na gestão do pupilo, mas que pretende se dedicar à formação de lideranças políticas, bem como à criação de peixes em sua fazenda, na região de Chapare.

    Sobre a alegação de Arce de que Evo não atuaria em seu governo, o ex-mandatário disse: “nunca pensei nisso (...). Falei longamente sobre como compartilhar experiências, embora ele tenha muita experiência em gestão pública. Minha tarefa será dos movimentos sociais, como cuidar dos princípios ideológicos do partido [MAS], cuidar do Lucho [apelido de Arce] e do processo de mudança”. Comentou, ainda, que não vai sugerir um ministro sequer.

    O retorno tão rápido de Morales à Bolívia assim que seu pupilo tomou posse, contudo, põe dúvida tanto sobre as afirmações do ex-presidente quanto sobre as de Arce. Após Evo governar por 13 anos e diante de um país bastante polarizado, Arce sabe que a imagem do mentor está desgastada. Ao mesmo tempo, contudo, o antigo chefe do Executivo ainda possui apoio bastante significativo, especialmente em relação aos indígenas bolivianos. É difícil acreditar, portanto, que Morales não vá participar ativamente do atual governo, ainda que, a princípio, somente nos bastidores.

    11 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
    Use este espaço apenas para a comunicação de erros
    Máximo de 700 caracteres [0]

    Receba Nossas Notícias

    Receba nossas newsletters

    Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

    Receba nossas notícias no celular

    WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

    Comentários [ 11 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

    • L

      Luiz Maia

      ± 0 minutos

      Socialistas loucos (de espertos)...corruptos, milionários, desfalcam as nações e se dizem inocentes!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • M

        Marcos Ctba

        ± 7 minutos

        mais coca para evo mastigar

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • F

          FABIO MAC

          ± 45 minutos

          Bolivianos , argentinos parecem aquelas pessoas perdidas na selva que andam em círculos. Argentina voltou aos que a colocaram na ruína . O Brasil está muito perto do mesmo destino. Depois não sabem o porquê dos problemas.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • L

            Luigi Tenco

            ± 3 horas

            A Bruxa do 71 voltou a governar de fato a Argentina, o Evo já está voltando ao governo na Bolívia. Aqui, a gente conseguiu barrar Lularápio não elegendo o fantoche Hadad, mas temos de manter a vigilância, porque essa corja ainda não se conformou de ter perdido o poder $$$$. Lularápio está articulando com outros laranjas, e deve ter candidato fantoche pra 2022. Só acredito no fim da influência da corja esquerdista depois de o Planalto ficar uns 20 e tantos anos sem um cleptocrata esquerdista.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • J

              Josmar José dos Santos Júnior

              ± 3 horas

              Cuidado! Evo Morales gosta do discurso bolivariano, mas na realidade é um sujeito bem pragmático. Durante seu governo, o PIB da Bolívia cresceu em média 4,5% ao ano; a fronteira agrícola foi expandida na Amazônia a custa das chibatas internacionais nas nossas costas; devolveu o Battisti sem pestanejar, nem foi ao socorro de outros bolivarianos no continente; liberou e regularizou o trabalho a partir dos 14 anos de idade e VEIO na posse do Presidente Bolsonaro, inimigo declarado do bolivarianismo... Este sujeito é um hábil estrategista, cuidado!

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              1 Respostas
              • L

                Luigi Tenco

                ± 3 horas

                "Hábil estrategista" que não sabe nem escolher um barbeiro decente, kkkk

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

            • A

              ALVARO JOSE JUNQUEIRA NUNES

              ± 4 horas

              Mais um caudilho volta a interferir no país que ajudou a quebrar. Destino das pobres republiquetas sul-americanas. Porém a confusão política atingiu também os Estados Unidos e aqui no Brasil gente que devia estar na cadeia continua atrapalhando ruidosamente.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • E

                Emerson Pugsley

                ± 5 horas

                Deveria sim representar a justiça sendo feita pois o mesmo saiu correndo com várias acusações em suas costas e agora está pintando de herói do povo boliviano. Um piadista com certeza!!!

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • M

                  MAURO JOSE KUMMER

                  ± 5 horas

                  retrocesso

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • F

                    Flavio Teixeira

                    ± 5 horas

                    Uruguai, Argentina, Bolívia, Venezuela

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    1 Respostas
                    • F

                      Flavio Teixeira

                      ± 5 horas

                      brasil se tornando, de novo, uma ilha. Cercado de esquerdóides por todos os lados....

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                  Fim dos comentários.