Juan Manuel Santos (esq.), terá maioria legislativa no novo Congresso escolhido nas eleições de 9 de março | EFE/MAURICIO DUEÑAS CASTAÑEDA
Juan Manuel Santos (esq.), terá maioria legislativa no novo Congresso escolhido nas eleições de 9 de março| Foto: EFE/MAURICIO DUEÑAS CASTAÑEDA

O presidente da Colômbia, Juan Manuel Santos, disse em discurso neste domingo (20) diante dos representantes da Câmara e do Senador que tomaram posse hoje que entre as prioridades de seu governo estará terminar com a reeleição.

"Vamos eliminar a reeleição presidencial e vamos estender o período presidencial para cinco ou seis anos", afirmou Santos durante a instalação do novo Congresso.

O presidente, que em 7 de agosto tomará posse do segundo mandato de quatro anos, esclareceu que a medida começará a valer a partir de 2018, quando terminar sua gestão.

"Que fique claro que essa extensão não vai me beneficiar, mas aos líderes que me sucederem", ressaltou.

A reeleição na Colômbia foi estabelecida em 2004, quando o então presidente Álvaro Uribe promoveu uma polêmica emenda à Constituição aprovada graças ao voto de dois desertores que terminaram presos, e isso valeu a ele a reeleição em 2006.

Uribe chegou a pretender um terceiro mandato, mas foi impedido pela Corte Constitucional em 2010, quando foi Santos foi eleito, que desta vez foi beneficiado por aquela reforma e pôde optar por um segundo mandato.

Santos se comprometeu a aplicar a medida de ampliação de mandato a prefeitos e governadores, e de unificar os períodos de todos os cargos.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]