i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
visita

Secretário-geral da ONU volta ao Haiti no domingo

Ban Ki-moon vai encontrar dirigentes haitianos e visitar pessoas que continuam desabrigadas

  • PorReuters
  • 12/03/2010 16:26

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), Ban Ki-moon, irá ao Haiti no domingo para encontrar dirigentes nacionais e pessoas que continuam desabrigadas por causa do terremoto de janeiro, disse um porta-voz nesta sexta-feira.

A exemplo de milhares de outros edifícios, a sede da ONU em Porto Príncipe desabou por causa do tremor de magnitude 7,0 ocorrido em 12 de janeiro. O diretor local da ONU, Hedi Annabi, morreu no incidente, assim como seu adjunto brasileiro.

Ban, que nesta semana se mostrou comovido durante uma homenagem aos 101 funcionários da ONU mortos no terremoto, visitará Porto Príncipe, a capital, e se reunirá com o presidente René Préval e o primeiro-ministro Jean-Max Bellerive, segundo o porta-voz Martin Nesirky.

Ele também vai se encontrar com dirigentes da Minustah, força militar da ONU comandada pelo Brasil.

A viagem de um dia será a segunda dele ao empobrecido país caribenho desde o terremoto, incidente que mais matou funcionários da ONU em 65 anos de história da entidade.

A Minustah recebeu reforços depois do terremoto, passando de 3.500 para 12.651 soldados e policiais. Essa força tem mandato para zelar pela segurança do país, e atualmente está assumindo tarefas humanitárias, conforme os soldados dos EUA e de outros países deixam o Haiti.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.