Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Os membros do sindicato dos trabalhadores do setor de petróleo e gás da Argentina (Supe) bloquearam temporariamente a entrada de uma refinaria operada pela companhia de petróleo argentina YPF, a unidade local da espanhola Repsol YPF, para pressionar a empresa a aumentar seus salários em 25%, disse Ra­­mon Garaza, porta-voz do sindicato.

"Como todos os outros sindicatos, nós estamos negociando salários mais altos", declarou o porta-voz. O SUPE representa cerca de 12 mil funcionários em todo o país, afirmou Garaza.

Sem prejuízo

Um funcionário da YPF disse que a manifestação, que ocorreu na refinaria da companhia em Men­­doza, não afeta as operações. A companhia tem três refinarias na Argentina - a maior delas está localizada em La Plata, na província de Buenos Aires.

Segundo Garaza, se a companhia não oferecer um reajuste salarial aceitável ao sindicato, os trabalhadores realizarão hoje um protesto na refinaria de La Plata. Essa refinaria é a maior da Argentina e fornece combustível aos consumidores da Grande Buenos Aires e de seus arredores, onde mora cerca de um terço da população do país.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]