Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

O soldado norte-americano que matou 16 civis em uma vila no Afeganistão pediu desculpas por seu "ato de covardia", na audiência para ouvir sua sentença. O sargento Robert Bales disse nesta quinta-feira (22) que estava agindo "com a máscara do medo e da bravata" quando entrou no local durante a noite em missão e matou moradores da vila.

Bales, 39 anos, se declarou culpado em junho em um acordo para evitar a pena de morte pelos ataques ocorridos em 11 de março de 2012. O júri está agora avaliando se cabe liberdade condicional em sua sentença de prisão perpétua. Bales diz que ele está triste consigo mesmo pela raiva sentida, por beber muito e por esconder seus problemas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]