Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

A Suíça lançou mão ontem da Constituição para evitar o desbloqueio de US$ 5,7 milhões (R$ 10,2 milhões) mantidos no país pela família do ex-ditador haitiano Jean-Claude Duvalier, o Baby Doc.

A decisão de liberar o dinheiro havia sido tomada pelo Tribunal Federal (máxima instância jurídica suíça) horas antes do terremoto que devastou o Haiti no dia 12.

Os fundos estavam congelados a pedido do Haiti desde a queda, em 1986, de Duvalier, nunca indiciado no seu país. A lei suíça determina que o caso prescreve após 15 anos sem indiciamento.

Duvalier, 58 anos, governou o Haiti com mão de ferro por quase 15 anos, num regime que se seguiu à ditadura do pai, François Duvalier, o Papa Doc. Após sua queda, fugiu à França com o que se suspeita serem milhões em fundos roubados do Haiti.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]