Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Protesto contra o passaporte vacinal nos Estados Unidos
Protesto contra o passaporte vacinal nos Estados Unidos| Foto: EFE/EPA/JUSTIN LANE

Um juiz federal dos Estados Unidos suspendeu nesta segunda-feira (29) a obrigatoriedade de vacinação contra a Covid-19 imposta pelo governo do presidente Joe Biden a profissionais de saúde.

A decisão judicial abrange os estados do Alasca, Arkansas, Iowa, Kansas, Missouri, Nebraska, New Hampshire, Dakota do Norte, Dakota do Sul e Wyoming, mas há ações semelhantes pendentes em outros estados.

Uma regra federal exige a imunização para trabalhadores de estabelecimentos de saúde e prestadores de cuidados domiciliares que têm financiamento dos programas de saúde do governo americano. O ciclo de vacinação deve ser completado até 4 de janeiro.

Segundo a Associated Press, na decisão o juiz distrital Matthew Schelp citou que os centros dos programas federais Medicare e Medicaid não receberam do Congresso autorização clara para decretar a exigência da vacina para os trabalhadores que participam dos dois programas governamentais de saúde para idosos, pessoas com deficiência e de baixa renda.

Este mês, a Justiça já havia suspendido outra regra federal para que empresas com mais de cem funcionários garantissem que seus funcionários fossem vacinados ou usassem máscaras e fizessem exames semanais de Covid-19.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]