Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

Caro usuário, por favor clique aqui e refaça seu login para aproveitar uma navegação ainda melhor em nosso portal. FECHAR
PUBLICIDADE

EUA

Trump demite secretário de Estado; diretor da CIA será chefe da diplomacia

Com o troca-troca, uma mulher, pela primeira vez na história, deverá assumir o comando da agência de inteligência do país

  • Folhapress
Sai Rex Tillerson (esquerda) e entra Mike Pompeo: mudança vem em momento em que o governo Trump está envolvido em delicadas negociações com a Coreia do Norte | Mandel Ngan/AFP
Sai Rex Tillerson (esquerda) e entra Mike Pompeo: mudança vem em momento em que o governo Trump está envolvido em delicadas negociações com a Coreia do Norte Mandel Ngan/AFP
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

O presidente dos EUA, Donald Trump, demitiu o secretário de Estado, Rex Tillerson, e o substituiu pelo diretor da CIA, Mike Pompeo. A decisão foi anunciada pelo republicano em rede social.

Trump pediu na sexta-feira (9) que Tillerson deixasse o posto; o secretário, que estava em viagem à África, voltou mais cedo a Washington, nesta segunda (12).

A mudança vem em um momento em que o governo Trump está envolvido em delicadas negociações com a Coreia do Norte.

Com a ida de Pompeo ao Departamento de Estado, é esperado que Gina Haspel vá substituí-lo no comando da CIA - a primeira mulher a comandar a agência de inteligência, caso o nome dela seja confirmado.

Em comunicado, Trump elogiou Pompeo e Haspel, chamando a indicação dela de “passo histórico”.

“Quero agradecer a Rex Tillerson por seu serviço. Muita coisa foi conquistada nos últimos quatorze meses, e desejo bem a ele e a sua família”, escreveu o presidente.

O presidente, que vem se desentendendo com Tillerson - considerado por Trump muito ligado ao “establishment” - decidiu que era importante fazer a mudança agora, durante os preparativos para conversas com o líder norte-coreano Kim Jong-un e para negociações de tarifas comerciais.

Apesar da animosidade com Trump, Tillerson vinha resistindo a sair do posto de principal diplomata dos EUA. A distância entre os dois, porém, ficou evidente quando o presidente aceitou o convite para se reunir com Kim Jong-un, para surpresa de Tillerson, que estava em viagem.

o que você achou?

deixe sua opinião

PUBLICIDADE

mais lidas de Mundo

PUBLICIDADE