Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Vacinas - Coronavac
Vacina coronavac atingiu eficácia mínima (50%), mas porcentual exato do imunizante ainda não foi revelado.| Foto: Divulgação/Instituto Butantan

Pesquisadores turcos afirmaram nesta quinta-feira (25) que a vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela empresa biofarmacêutica chinesa Sinovac é 91,25% eficaz. A Turquia é o segundo país a obter resultados da Coronavac. Na quarta-feira (23), autoridades brasileiras disseram que a vacina atingiu o limiar da eficácia, mas os dados não foram divulgados. A Sinovac adiou o anúncio dos resultados dos testes em estágio final até janeiro, para consolidar os dados de outros países onde os testes ocorreram. A taxa de eficácia anunciada pela Turquia não pode ser verificada imediatamente de forma independente.

No Brasil, o governo de São Paulo e o Instituto Butantan, que desenvolve a vacina em parceria com a Sinovac, adiaram a divulgação pela quarta vez. As autoridades locais disseram que a vacina atingiu o mínimo de eficácia exigida, mas a porcentagem ainda não é conhecida publicamente. Em uma publicação no Twitter, a biomédica e divulgadora científica Mellanie Fontes-Dutra ressalta que os dados divulgados pelos pesquisadores turcos são preliminares e que as amostras populacionais usadas nos países são diferentes. "Aqui no Brasil já vacinamos bastante participante, e podemos estar num ponto diferente do que a Turquia está, por exemplo", observa.

18 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]