Uma van que levava pelo menos 30 crianças caiu nesta terça dentro de um rio na região da Caxemira, no Paquistão. A maioria dos passageiros morreu ou está desaparecia. O motorista perdeu o controle quando trafegava por uma via elevada, e o veículo despencou de uma altura de 15 metros no rio Jhelum, na capital regional de Muzaffarabad, informou o chefe de polícia local, Ghulam Akber. As autoridades conseguiram salvar o motorista e apenas quatro crianças, disse ele.

O professor Bashir Mughal disse que as equipes de resgate levaram mais de uma hora para chegar e que foram os moradores locais que resgataram as crianças da água. Quinze corpos foram recuperados em várias partes do rio, mas ainda há crianças desaparecidas, disse Akber. Alguns corpos podem ter sido retirados por moradores antes da chegada das autoridades, afirmou ele.

Mohammad Ramzan, motorista da vila de Kanina, de onde era a maior parte das crianças da van, disse que perdeu quatro filhas e um filho no acidente. "Deus havia me dado as crianças e Ele as levou", disse Ramzan, enquanto sua mulher chorava. "Tudo o que posso fazer é viver com a tristeza desta tragédia pela vida toda."

As crianças que estavam no veículo voltavam da escola após participarem da celebração do Eid al-Fitr, o feriado que acontece após o fim do Ramadã, disse o chefe de polícia Akber. As autoridades estimaram inicialmente que havia 30 crianças na van, mas o número pode ser mais alto porque algumas das crianças que participaram da celebração não são passageiros regulares, informou Akber. As equipes de resgate retiraram a van do rio, mas não havia nenhuma criança no interior do veículo.

Atentado

Também nesta terça-feira, uma bomba colocada à margem de uma estrada matou dois soldados paramilitares que faziam uma patrulha de rotina numa área do noroeste do Paquistão, perto da fronteira com o Afeganistão, informou Riaz Khan, governador da área tribal de Khyber. A bomba explodiu enquanto o veículo no qual estavam os soldados viajava por uma estrada na área de Sheen Qamar, em Khyber, disse Khan. Nenhum grupo assumiu a autoria do ataque, mas o Taleban paquistanês já realizou ataques semelhantes na região.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]