i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Artigo

A esperança vitimada

  • PorJosé J. de Espíndola
  • 21/11/2020 18:55
Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa.| Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Presentemente, o que há de militares no Congresso? Não contemos o Bolsonaro, porque o Bolsonaro é um caso completamente fora do normal, inclusive um mau militar.” (General Ernesto Geisel, em entrevista de 28 de julho de 1993)

Este país, o Brasil, parece não ter mais jeito. Quando se acende a esperança, é aí mesmo que a desesperança desaba sobre nós.

Votei na esperança do combate à corrupção, como bem falei em um artigo que publiquei durante a campanha eleitoral de 2018. O título do artigo já em si era bastante sugestivo: “Uma única razão para votar em Bolsonaro: a esperança”. Destaco um trecho daquele artigo, escrito sob o entendimento que tinha de Jair Bolsonaro à época:

Há um manifesto nas redes sociais em que o autor (ou autores) relata 60 motivos para ele (ou eles) votar no candidato de Lula, Fernando Haddad. Faço, então, o meu contraditório. Eu não preciso de 60 motivos para não votar em Haddad. Basta-me um: saber que ele é, como se declara, o próprio Lula, ou seja, o “alter ego” do prisioneiro de Curitiba, o maior corrupto da história política das democracias ocidentais, em todos os tempos. Basta-me saber que Haddad foi o candidato concebido e gestado pelo “Princeps Corruptorum” lá na cadeia em Curitiba, onde cumpre pena judicial por corrupção passiva e lavagem de dinheiro. E pergunto: como é possível uma pessoa, que certamente se considera honesta, votar num candidato gestado e parido por um encarcerado por corrupção e lavagem de dinheiro?

Basta-me uma única razão para não votar em Haddad (ou seja, em Lula): a mesma razão pela qual eu jamais votaria em Fernandinho Beira-Mar (ou alguém por ele indicado) para cargo público algum. Mas, mesmo assim, façamos uma reflexão:

Não votar em Bolsonaro significa um voto a menos contra a desgraça do lulopetismo que se abateu sobre o Brasil. É um voto a menos de protesto contra o que de mais danoso, de mais sórdido, de mais incompetente, de mais corrupto se abateu sobre o Brasil nos últimos 14 anos.

Sobre Bolsonaro, tem-se algumas certezas: 1. Jamais roubou, ou esteve do lado de quem rouba; 2. Sempre combateu a corrupção e os corruptos; 3. Jamais atacou a Lava Jato, o Judiciário e o MPF por essas instituições combaterem a corrupção (pelo contrário, sempre mostrou apoio entusiástico ao combate à corrupção que estas entidades oferecem); 4. Nenhuma suspeita de malfeitos, inclusive contra mulheres e homossexuais. As aleivosias gestadas na máquina lulopetista, azeitada a milhões da corrupção, fazem parte da estratégia de “fazê o diabo prá ganhá eleição” e têm se mostrado apenas isso: aleivosias.

Esperava, então, que a futura vaga de Celso de Mello viesse a ser ocupada por alguém comprometido com a honra da corte e do país. Portanto, ocupada por alguém que, jurista conhecido e reconhecido – além de possuidor de caráter ilibado, claro –, fosse indubitavelmente comprometido com a Lava Jato e com o combate à corrupção institucional. Esperava isso, fui levado por Bolsonaro a sonhar com isso, durante a sua campanha. Aliás, após eleito, Bolsonaro foi buscar para compor o seu governo o maior símbolo da Lava Jato, o ínclito juiz Sergio Moro. Mas, parafraseando Carlos Drummond, tinha um Flavio Bolsonaro no meio do caminho... O resto é história sabida. A integridade e impessoalidade de Moro não lhe permitiram mexer na PF para blindar Flávio e o próprio Jair, como este exigia. A incompatibilidade se armou e Sergio Moro teve de deixar o governo.

Se Moro, ou alguém de sua qualidade moral e jurídica, tivesse substituído Celso de Mello – como era a esperança instilada por Bolsonaro na época da campanha eleitoral –, contar-se-ia hoje com seis votos no STF para se retornar ao entendimento da prisão após condenação em segunda instância. Sem esta jurisprudência não haverá combate possível à corrupção de colarinho branco no Brasil. Sem esta jurisprudência, não adianta, por exemplo, condenar Lula em “n” processos a um total de “m” anos de cadeia. Teremos de ficar esperando o “trânsito em julgado” após o processo percorrer quatro (!) instâncias judiciais, demorando em cada uma um tempo descomunal, tal o número de chicanas jurídicas que a legislação brasileira permite. Quatro absurdas instâncias judiciais! Mais uma jabuticaba que, em sendo jabuticaba, só dá no Brasil.

Esta miragem, o trânsito em julgado – sabe-se por experiência pregressa –, só será alcançada nas calendas gregas, aquelas datas que nunca chegam porque nem existem. Gente como Lula, Zé Dirceu (este já condenado a mais de 30 anos de reclusão) e demais membros da espécie Homo corruptus não voltarão mais a ser presos e ponto final. Seus processos, com elevada probabilidade, prescreverão. Eis a que ponto se chegou neste país dos imensos absurdos!

Essa desgraça toda compõe o quadro atual e futuro do Brasil. Por quê? Porque Jair Bolsonaro, em vez de escolher o substituto de Celso de Mello com aquele perfil desenhado acima, escolheu – atendendo a recomendação do senador Ciro Nogueira – o oposto do que seria correto e compatível com as promessas de moralização da campanha: escolheu Kassio Nunes Marques, que fizera carreira galopando nas costas de Lula (duas vezes) e de Dilma Rousseff. Claro, culmina sua carreira “jurídica” galopando, desta vez, nas costas de Jair Bolsonaro. Eis, enfim, alguma coisa muito clara a ligar Lula, Dilma e Jair Bolsonaro: os três deram uma mãozinha milagrosa à carreira de Kassio Nunes Marques.

E quem é Ciro Nogueira, aquele que levou Kassio Nunes ao Planalto e o apresentou a Jair Bolsonaro? Segundo a PGR, em denúncia de 10 de fevereiro 2020 ao STF, o senador Ciro Nogueira teria recebido R$ 7,3 milhões em “vantagens indevidas” da construtora Odebrecht. Esse valor seria proveniente de doações eleitorais legais e ilegais que tiveram origem no esquema de corrupção na Petrobras.

Então tá: Ciro Nogueira, figura do Centrão no Senado, enrolado na Lava Jato, apresentou a Jair Bolsonaro seu eventual futuro juiz no STF. Coisa linda e séria, pois não? Mais do que isso, apresentou o eventual futuro juiz de Flavio Bolsonaro e do próprio Jair, este último agora envolvido em pelo menos dois inquéritos no STF. O primeiro é o INQ 4.828, que investiga violações à Constituição durante realizações de atos em apoio ao presidente, em especial os realizados no dia 19 de abril de 2020. Na ocasião, o presidente compareceu a um protesto em que apoiadores defenderam intervenção militar e a edição de um novo AI-5; o segundo é o INQ 4831, que apura eventual interferência política do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal. Foi instaurado após a exoneração de Moro do Ministério da Justiça, por recusa ao desejo do presidente de colocar um amigo da família no comando da PF.

Chamar esta apresentação de Kassio Nunes por Ciro Nogueira a Jair Bolsonaro, no Alvorada, de coisa de republiqueta bananeira é ofender as republiquetas bananeiras da América Latina, coitadas. Isto é coisa de Uganda, quando ainda era dirigida por Idi Amin Dada, entre 1971 e 1979.

No STF, Kassio já faz parte da notória Segunda Turma, onde lá já conspiravam contra o combate à alta corrupção no Brasil figuras como Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski. Os três – Gilmar, Lewandowski e Kassio – agora formam maioria absoluta a favor dos acusados de alta corrupção.

Aliás, durou um minuto e 30 segundos o primeiro voto de Kassio naquela Segunda Turma, e ele não errou o alvo: acompanhou o relator Gilmar Mendes – um dos “fiadores” de sua candidatura ao STF – confirmando, por 4 a 1, a soltura de um promotor denunciado por corrupção em um esquema derivado da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro. Mas não ficou apenas neste voto sua adesão firme a Gilmar Mendes naquela sessão: Kassio também votou com Gilmar e Lewandowski para, por 3 votos a 2, retirar da 7ª Vara da Justiça Federal (Lava Jato) – que tem como titular o juiz Marcelo Bretas – o processo sobre pagamento de propinas por empresários do setor de ônibus no Rio de Janeiro, enviando-o a tramitar na Justiça Estadual do Rio de Janeiro. Esses beneficiados de agora pela Segunda Turma devem estar, em seus íntimos, festejando agradecidos: Obrigado, senador Ciro Nogueira! Obrigado, presidente Jair Bolsonaro! Mas esse tipo de festa está apenas começando.

No pleno do STF, Kassio se somará a Gilmar Mendes, Dias Toffoli, Ricardo Lewandowski, Marco Aurélio Mello e Rosa Weber, supostamente recompondo, de forma sólida e coerente, após a saída de Celso de Mello, a “facção pró-crime”, nome atribuído a este grupo pelo notável articulista J. R. Guzzo. A esperança da mudança de jurisprudência para a prisão após condenação em segunda instância foi para o espaço. Durante a próxima década, pelo menos, este quadro trágico não se mudará. Fico estarrecido ao notar que assunto tão nefasto ao país esteja praticamente ausente do noticiário nacional.

A alta corrupção nacional deve estar exultante. Imagino que políticos como Ciro Nogueira devem ser todos alegria. Também penso que Jair Bolsonaro e seu filho Flávio já podem respirar aliviados. Já eu, como certamente muitas pessoas que entendem o que está acontecendo no Brasil, estamos muito tristes e decepcionados.

A minha esperança, demonstrada naquele artigo de campanha referido acima, também evaporou-se. É coisa muito triste, mas, em se vivendo neste país, convenhamos, dificilmente nos surpreendemos. Mas não consigo enxergar, na história republicana deste Brasil, estelionato eleitoral de maior porte do que este da eleição de Jair Bolsonaro.

José J. de Espíndola é engenheiro mecânico, mestre em Ciências em Engenharia, doutor pela Universidade de Southampton (Inglaterra), doutor honoris causa pela UFPR e professor titular aposentado da UFSC.

11 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 11 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • D

    d'Amortan

    ± 7 minutos

    Bolsonaro, infelizmente, só fez queimar e tirar vigor de movimentos conservadores. Agora, portanto, teremos de remar e encontrar uma pessoa carismática que leve as pautas conservadoras adiante. Não dá para esperar nada deste ser desagradável que é o atual presidente. Um traidor.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • J

      João Mauricio

      23/11/2020 0:44:09

      Faz parte de errarmos nas nossas escolhas, porém insistir no erro, daí vira burrice ou descaso ou complacência. Cairemos quantas vezes forem preciso, porém nos levantaremos sempre.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • C

        Celito Medeiros

        22/11/2020 19:51:59

        Este texto representa muitos que votaram em Bolsonaro e confiaram na dupla com o Dr. Sergio Moro. Vou começar com o equívoco sobre a declaração de Geisel, pois Bolsonaro foi inocentado pelo próprio julgamento do Tribunal Militar, conteste que for capaz! Sei muito bem sobre este processo e as acusações, quem era o Chefe do SNI de Figueiredo? Eu escrevi aqui na GP, depois de tantos criticarem o Dr. Moro, que seria um lance genial se o Bolsonaro o nomeasse para Ministro do Supremo, mas infelizmente isto não aconteceu e a decepção do nome escolhido foi para muitos estarrecedora, senão infeliz. Existe uma estratégia militar em recuar para depois vencer a batalha final, ainda tenho esperanças!

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        2 Respostas
        • C

          Celito Medeiros

          23/11/2020 0:47:48

          João Mauricio: Importam os fatos e não o que você pensa ser importante. Se não sabe tudo a respeito, respeite os que sabem.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

        • J

          João Mauricio

          23/11/2020 0:41:40

          Inocentado por conveniência, pois depois pediram p/ele se retirar.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

      • T

        TIAGO SILVA

        22/11/2020 19:04:33

        Ótimo texto! Prepare-se para as críticas da seita Bolsonarista.... eles ainda continuam nessa barca furada!

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • G

          Gustavo

          22/11/2020 17:55:48

          Ótimo artigo!! Não podemos dizer amém pra tudo o que está sendo feito só porque bolsonaro não é de esquerda. A agenda anticorrupção foi para o espaço .

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • E

            E.NETO

            22/11/2020 17:54:36

            Então o problema não é o Governo e sim o STF? Um ministro indicado pelo PR poderia mudar o panorama e influir nos outros 10 indicados por PT, PSDB e PMDB?

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • C

              claudia_197134@hotmail.com

              22/11/2020 16:53:06

              Para os que se arrependeram por terem votado no Bolsonaro, minha sugestão é para que aguardem as próximas eleições presidenciais e não votem nele. O DEM&PSDB devem lançar um candidato assim como também as esquerdas. Votem num deles que estaremos melhor. Ou então, não votem.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • D

                D.D.

                22/11/2020 16:41:50

                Bolsonaro é o "**** útil ". Assim o foi ao receber o meu voto e de outro terço da população que queria se livrar da quadrilha petista; e assim o é atualmente falando bobagem para distrair a mídia e população enquanto a roubalheira segue solta e praticada pelos seus, agora, aliados que também se aproveitam de sua infeliz utilidade. Para a esquerda e para os ladrões de centro, de direita e de esquerda, melhor deixar ele lá.. tá ótimo assim.. Para aquele terço que votou nele, só resta aguardar para ver se surge alguém útil ao país e não **** em seu significado.

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • C

                  Carvalhaes

                  22/11/2020 16:17:41

                  Escreveu tudo o que estava entalado na minha garganta! Parabéns!

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  Fim dos comentários.