i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Artigo

O Brasil de 2020 será melhor que o de 2019?

  • PorAndre Kamkhaji e Maurice Kattan
  • 19/10/2019 18:00
O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa ao sair do Palácio da Alvorada.
O presidente Jair Bolsonaro fala à imprensa ao sair do Palácio da Alvorada.| Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Ainda é cedo para responder “sim” ou “não” à pergunta do título. As perspectivas são boas, principalmente quando se leva em conta que muitos temas que deveriam ter ocupado papel central na agenda do governo e das casas parlamentares durante este ano foram postergados para 2020. Nós nos referimos, por exemplo, à realização das privatizações necessárias para reabastecer os cofres públicos e suspender a sangria de dinheiro que sustenta estatais mal geridas; à realização de uma reforma administrativa que efetivamente reduza o tamanho do Estado, tornando-o mais eficiente; e à retomada da pauta da desburocratização.

Se as medidas saneadoras forem bem implementadas, poderão assegurar pelo menos uma parte das condições necessárias para a retomada do crescimento

Quando 2019 começou, o mercado estava otimista com as perspectivas de uma reforma previdenciária e do desempenho de uma equipe econômica de orientação nitidamente liberal. No entanto, fatores externos, como a guerra comercial entre China e Estados Unidos, e uma série de circunstâncias internas, majoritariamente de natureza política, atrapalharam essa caminhada. Adentramos o último trimestre do ano com inflação negativa e outros sintomas de estagnação econômica.

Hoje, o governo não tem capacidade de investimento. Ao mesmo tempo, o país tem déficit de infraestrutura e demanda reprimida. Se as medidas saneadoras forem bem implementadas, poderão assegurar pelo menos uma parte das condições necessárias para a retomada do crescimento.

É fundamental que o Brasil se torne novamente atrativo para os investidores internacionais, mostrando solidez institucional, seriedade na condução da macroeconomia e empenho na adoção de boas práticas (inclusive no aspecto socioambiental). Feita essa lição de casa, poderemos reaver a nossa posição de destino seguro para os investidores que desejam realmente empreender, não especular.

Devemos ponderar que, infelizmente, a recuperação não ocorrerá de modo uniforme em todos os segmentos. O agronegócio e a construção civil, por exemplo, têm um dinamismo próprio que favorece sua rápida ascensão, enquanto outros segmentos tendem a demorar mais. De qualquer forma, o aquecimento da economia e a volta do emprego favoreceriam o país como um todo.

Paralelamente, o Brasil precisa voltar a investir na educação e na formação profissional dos cidadãos. Somos pouco competitivos e, conforme já foi demonstrado em rankings globais, menos produtivos do que a média dos trabalhadores de outros países. Já passamos da hora de corrigir essas distorções e de aprimorar o nosso capital humano.

Em resumo, 2020 poderá ser um bom ano para o Brasil. Mas isso vai depender principalmente do nosso próprio empenho.

André Kamkhaji e Maurice Kattan são sócios-diretores da Union National.

4 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 4 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • P

    PAULO C.P.

    ± 3 horas

    Se o BOZO renunciar vai melhorar com certeza.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • J

      JAMC

      ± 4 horas

      Se o Topera renunciar melhora um pouco

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • D

        Decio mango

        ± 4 horas

        Quando fechar este congresso e STF tudo pode melhorar..

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • F

          FRANCISCO BEDUSCHI

          ± 7 horas

          Quando pararmos de financiar eleições a coisa vai melhorar. Por mais que se procure argumentos, nada justifica os fundos eleitorais formados por dinheiro público.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          Fim dos comentários.