i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Artigo

O erro fascista dos antifascistas

  • PorPedro Henrique Alves
  • 25/11/2020 20:31
Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa.| Foto: AFP

O centro nevrálgico do erro progressista, com certeza, está em sua teoria do conhecimento. Mais do que uma estratégia filosófica e política da Escola de Frankfurt a fim de reinventar o marxismo, devemos ir além do rastreio histórico do problema e localizar também o erro filosófico central que sustenta o cosmo das ideologias modernas ― mais especificamente, aqui tratado, do identitarismo. O atual caos epistêmico começa no retumbante fracasso intelectual que visa, a todo custo, aliar as novas concepções filosóficas e políticas da academia à lógica mais óbvia e elementar do raciocínio humano. Em suma, o relativismo cultural e a ética setorial, esta baseada nos anseios grupais, e não mais em uma ordem natural, são uma verdade inconteste para o progressismo. O problema é: se a verdade não é objetiva e não tendente ao absoluto, então simplesmente não há motivo algum para que alguém acredite nas próprias verdades progressistas.

Na realidade, nunca encontrei afirmação mais ontologicamente absurda e surreal do que: a verdade é relativa à cultura onde ela se expressa. É como chegar em um australiano e dizer que, do meu ponto de vista, ele é um ser humano, mas que sob a perspectiva epistemológica de um boliviano ele pode ser um ornitorrinco pansexual. O “pós-modernismo”, contraditoriamente, jura que tal epistemologia relativista é a mais absoluta verdade das verdades absolutas que não existem.

Sinceramente não consigo sequer pensar como alguém em sã consciência pode ponderar algo desse tipo sem ter náuseas intelectuais. Entretanto, o pior mesmo é saber que as universidades religiosamente ensinam isso, e até produzem teses de doutorado com esse fundo completamente ilógico. Muitos acadêmicos relativistas poderão se levantar para afirmar que não o são: “ora, mas isso é um disparate; jamais cremos que existe um relativismo absoluto”. Todavia, o relativismo absoluto é o ponto de sustentação da teoria identitária. Se o relativismo não se afirmar, e se a verdade não for diluída até se gastar por completo na infinidade de identidades que hoje nos circundam, metade das filosofias contemporâneas acabam mortas num inerte pântano de palavrórios de uma novilíngua bizarra. O progressismo respira desesperadamente o relativismo científico e ético!

E como a consequência imediata do relativismo é a própria intolerância dogmática ― já, já explico o porquê ―, eles não tardam em defender a indulgente concepção de que devemos crer nas teses deles de maneira fideísta, caso não queiramos ser prontamente caçados e escrachados do montante dos respeitáveis. No fundo, o pós-modernismo criou a epígrafe mais tirânica de todos os tempos: “ou você endossa as nossas teses, ou é um fascista”.

Ora, seguindo essa linha de raciocínio, o que resta aos independentes e sensatos se não “ser um fascista” segundo o progressismo?

Uma recente empreitada dos sacerdotes do relativismo identitário tenta diminuir o conhecimento objetivo e científico ao patamar do “é apenas mais um discurso”. Como se o relato biográfico de um vereador de São Bento do Sapucaí tivesse o mesmo grau de cientificidade de um relatório arquitetônico de um satélite da NASA; ou os textos da Tiburi tivessem a mesma certeza objetiva de uma análise química dos laboratórios da Bayer. O progressismo acadêmico é a maior ameaça que já existiu ao pensamento científico.

Mas como não há nada debaixo do céu que não possa piorar sob a administração dos macacos pensantes, a pós-modernidade agora fala de uma “nova epistemologia”, ou, como denunciou o equilibrado socialista brasileiro Antonio Risério, “epistemologias”. Não se trata, como alguns fogosos progressistas podem pensar, de algo relacionado a novos prismas de análise ― o que já é completamente contemplado pela velha e boa episteme científica ―, trata-se, antes, de uma epistemologia focada na linguagem desconstrutiva e não mais na análise dos fatos.

Deixem-me explicar melhor: a epistemologia, isto é, a busca do conhecimento real daquilo que está fora e se oferta à minha análise racional, deixa de ser uma investigação sobre a realidade mesma, passando a ser apenas um discurso com o pressuposto fincado na percepção neossocialista de inclusão, tolerância e demais desígnios panfletários progressistas. Nesse contexto, a verdade não é mais o conhecimento correto e objetivo sobre algo, mas apenas o que se diz sobre algo em determinado grupo, sob determinada condição, espaço, tempo, pressão, calor, gênero, sexo, raça, cultura etc., a fim de agradar a cartilha da patota à qual se serve. Em uma análise filosófica mais detida, perceberíamos que a base dessa concepção epistemológica identitária não passa de uma atualização rasa da concepção de poder foucaultiana e de ética habermasiana: em última análise, não existe a Verdade ou mesmo verdades, mas sim apenas as interações entre poderes e discursos, onde o mais dominante imporá a sua realidade particular aos menos dominantes.

Sumarizando o que estou dizendo: a filosofia epistemológica identitária, progressista, não ESTÁ errada, ela É errada; não se trata de falhas condicionais ou acidentais, mas sim de uma concepção ontologicamente equivocada, de uma essência conceitual vigorosamente falsa.

Assim sendo, a verdade se torna extremamente relativa e, na prática: inconceituável. Por exemplo, a realidade óbvia, científica e objetiva nos mostra que há tão somente dois gêneros atrelados à biologia do ser humano: o masculino e o feminino; isso nada tem a ver com opções, gostos, percepções, intolerâncias, eurocentrismo, patriarcalismo, cristianismo, sociologias arcaicas ou matemáticas conservadoras, trata-se tão somente da inferência real das coisas sob a percepção sã da realidade. Todavia, conclamam os acadêmicos progressistas: pode ser que, para o grupo dos gordos negros e mancos de Sorocaba, isso não seja necessariamente real; assim como, para a união feminista das ruivas peludas e albinas do Alasca, o sexo masculino não passa de uma invenção capitalista para vender camisinhas ― não duvido que haja alguma “pós-verdade” que declare isso, você duvida?

A tão adorada “outra episteme” dos progressistas nada mais é do que o nada existencial, o emudecimento cimentado por um discurso de tolerância extremamente intolerante e banal. A teoria pós-moderna, ao buscar a tolerância na aceitação relativista transcultural, acaba encerrando o debate num silêncio sepulcral, onde o medo de ferir o dogma de uma das milhares de minoria alheias que nos cercam apenas nos oferece a possibilidade aterradora da mudez. Aliás, consequência essa que é extremamente paradoxal, afinal, não há turba mais barulhenta e chata do que os progressistas.

Sempre considerei a verdade absoluta uma realidade que está para além da nossa razão, restando-nos apenas a humildade de reconhecer nossas incapacidades, ao mesmo tempo que mantemos heroicamente a esperança de continuar avançando científica e filosoficamente sobre os montes da realidade que, até ontem, pareciam impossíveis de transpor. Newton descobriu, conceituou e explicou a força que puxava a maçã para baixo, ainda que não conjecturasse cientificamente a respeito de onde veio a força que criou as regras universais e os átomos que, finamente interligados e moldados, findariam em uma macieira.

Mas já estou me alongando demais na crítica, encerremos este ensaio com um julgamento de valor progressofóbico: o pós-modernismo é um porre e um dos maiores embustes criados desde o arianismo hitlerista; espero de toda minh'alma que o quanto antes se encerre esse delírio acadêmico coletivo, essa ilusão infrutífera e verdadeiramente idiota imposta por um progressismo acéfalo.

Fato é que não se fazem foguetes, celulares, papéis higiênicos, fraldas e álcool em gel com teorias relativistas. Os satélites não dependem da aprovação cultural e racial dos Black Lives Matter; a biologia reprodutiva “caga” para as considerações “pós-científicas” de Judith Butler e Jean Wyllys; e, por incrível que pareça a alguns, as regiões atingidas pelas queimadas na Amazônia voltarão a ter florestas independentemente do ativismo de Greta, o ecossistema não se importa com ela, nem com seu ativismo.

Romper com a histeria política e social pós-moderna é condição de sanidade, é o primeiro passo de volta à seriedade. Esse rompimento consiste em um ativismo tanto em prol do equilíbrio, quanto em favor da prudência civilizacional, ativismo muito além do que qualquer endosso a pautas conservadoras ― ainda que os conservadores tenham tido o mérito de sair na frente contra esta loucura grupal. Assim como a civilização recusou os cátaros e os nazistas após suas ideias difundirem o caos genocida na sociedade, espero que não inauguremos mais uma era de irracionalidades existenciais, afinal, são as irracionalidades éticas e políticas que costumam abrir valas comuns e encher câmaras de gás.

Por fim, se alguém lhe diz que a verdade é relativa, está simultaneamente declamando a falsidade de suas ideias, e, se assim espontaneamente o faz, por que deveríamos acreditar num mentiroso? Não acredite!

Pedro Henrique Alves é filósofo e colunista do Instituto Liberal.

21 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 21 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • M

    Marcos Ctba

    26/11/2020 19:10:58

    OS Kretinos deveriam tomar vergonha cara para ver que quem são inuteis e desiludidos são eles mesmo. Mas como são abduzidos pelo canto da sereia, e não tem a capacidade de ver isso, são usados e manipulados.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • R

      Ricardo de Mello Araujo

      26/11/2020 18:25:36

      Artigo maravilhoso!

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • M

        Mariane Botigelli Calvo Valentim

        26/11/2020 15:36:06

        Texto maravilhosamente verdadeiro, tanto quanto 2+2 são 4!

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • J

          josewammes1@hotmail.com

          26/11/2020 14:09:33

          Caro Pedro, Me tirou um peso. Estes bastardos, querem nos impor, na "marra, no cacete" suas ideologias, crenças, valores, frustrações e desesperanças. Não conseguirão, enquanto houver "Pedros". Parabéns!

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • A

            Antonio Carlos Hoff

            26/11/2020 13:53:17

            A verdade relativa não passa de um delírio para justificar o comunismo decrépito e camaleão que tenta se disfarçar de certas conveniências.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • L

              Luiz

              26/11/2020 13:42:22

              Invenção de um bando de ignorantes e desocupados ... afinal, eles tem que fazer alguma coisa na vida, gastar o seu tempo ... mas como não sabem nada, e não querem saber, vivem de inventar teorias absurdas ... precisa é arranjar trabalho pra essa turma que vive às custas dos outros

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              • L

                Luiz Gomes Jardim

                26/11/2020 12:24:05

                Viva!

                Denunciar abuso

                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                Qual é o problema nesse comentário?

                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                Confira os Termos de Uso

                • L

                  Luisa

                  26/11/2020 12:23:15

                  Prezado Pedro Henrique, irretocável. Peço permissão para divulgar seu texto com meus alunos, que não são assinantes da Gazeta.

                  Denunciar abuso

                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                  Qual é o problema nesse comentário?

                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                  Confira os Termos de Uso

                  • A

                    Alan Z

                    26/11/2020 11:50:41

                    Excelente artigo. O autor poderia escrever de forma mais simples para atingir a um maior número de pessoas, só uma sugestão.

                    Denunciar abuso

                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                    Qual é o problema nesse comentário?

                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                    Confira os Termos de Uso

                    • P

                      Paulo César de Castro Silveira

                      26/11/2020 11:33:10

                      Esse jornal tem que parar de chamar comunista de fascista. Essa gente da Antifa é marxista, financiado por marxistas e usam estratégia marxista de destruir a civilização cristã, por isto devem ser chamados de comunistas.

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                      2 Respostas
                      • L

                        LSB

                        26/11/2020 12:54:57

                        Comunismo, nazismo e fascismo são regimes irmãos... poucas diferenças e grandes semelhanças entre eles... Hitler se inspirou nos expurgos e campos de concentração de Stalin para criar os seus (hitler menciona isso)... essa FALSA oposição “diametral” (extrema esquerda e direita) foi invenção da esquerda (tanto para “se defender” como tb para tentar queimar o capitalismo, q tb teria seu extremismo nessa narrativa).

                        Denunciar abuso

                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                        Qual é o problema nesse comentário?

                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                        Confira os Termos de Uso

                      • L

                        Luisa

                        26/11/2020 12:10:34

                        São todos totalitários. A distinção entre fascista e comunista é mais um falso dilema criado com o propósito de confundir e desviar a atenção do que interessa.

                        Denunciar abuso

                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                        Qual é o problema nesse comentário?

                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                        Confira os Termos de Uso

                    • J

                      Juarez Waltrick Kohler

                      26/11/2020 11:32:36

                      Os antifascistas são apaixonados pela CENSURA. Só eles podem falar o que lhes convem, na hora que lhes convem. Os "outros", não. E digo, NÃO MESMO. Pois são apenas mentiras e discursos de ódio. kkkkk É realmente uma comédia.

                      Denunciar abuso

                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                      Qual é o problema nesse comentário?

                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                      Confira os Termos de Uso

                      • P

                        Paulo César de Castro Silveira

                        26/11/2020 11:16:52

                        O erro é chamá-los de fascistas. Eles são COMUNISTAS.

                        Denunciar abuso

                        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                        Qual é o problema nesse comentário?

                        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                        Confira os Termos de Uso

                        • J

                          JEFFERSON REGIS ANDRADE FERNANDES

                          26/11/2020 11:05:16

                          A ultima lembra muito, Roger Scruton: "Se alguém diz que à verdade é relativa, ela está pedindo para não acreditar nela, então, não acredite"

                          Denunciar abuso

                          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                          Qual é o problema nesse comentário?

                          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                          Confira os Termos de Uso

                          • K

                            kukafe

                            26/11/2020 10:39:04

                            Não tenho esperanças como o autor. O relativismo bebe na fonte do antropocentrismo, onde se ensina o "Coram Deo"? Quem está diante de Deus? Quem acorda e transcende os pensamentos? Em quem há um oráculo de adoração? O artigo é excelente, dá até vontade de rever sobre esperança. Bom dia.

                            Denunciar abuso

                            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                            Qual é o problema nesse comentário?

                            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                            Confira os Termos de Uso

                            • B

                              Barata Cichetto

                              26/11/2020 10:09:57

                              Impecável, irretocável.

                              Denunciar abuso

                              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                              Qual é o problema nesse comentário?

                              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                              Confira os Termos de Uso

                              • R

                                ROSI LOPES

                                26/11/2020 10:07:02

                                Excelente artigo.

                                Denunciar abuso

                                A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                Qual é o problema nesse comentário?

                                Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                Confira os Termos de Uso

                                • P

                                  Pzig

                                  26/11/2020 9:54:48

                                  Tiranetes em pele de baderneiros!

                                  Denunciar abuso

                                  A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                  Qual é o problema nesse comentário?

                                  Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                  Confira os Termos de Uso

                                  • T

                                    TIAGO

                                    26/11/2020 9:52:27

                                    É o erro que não aprenderam com a história. Hitler queria o bem dos arianos; Lenin, Stalin, Fidel queriam o bem dos pobres e assim justificaram tudo que fizeram usando a desculpa de busca pelo bem maior. É o que fazem antifascista, inclusive o pequeno stf que censura fala no twitter sob a desculpa de que falar destrói a democracia. É pelo bem maior.

                                    Denunciar abuso

                                    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                    Qual é o problema nesse comentário?

                                    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                    Confira os Termos de Uso

                                    • A

                                      alberto barbosa jr

                                      26/11/2020 3:13:03

                                      Artigo extraordinário: ilustrativo na seleção dos fatos/conceitos apresentados e contundente na crítica bem fundamentada de tais ideias extravagantes que não encontram respaldo na realidade nem se sustentam enquanto construção lógica. Mas esse é o viés do pós-modernismo/esquerdismo, que justamente virou as costas para a razão e deseja ganhar poder sobre o mundo na base do grito.

                                      Denunciar abuso

                                      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

                                      Qual é o problema nesse comentário?

                                      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

                                      Confira os Termos de Uso

                                      Fim dos comentários.