Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Dar espaço para cada absurdo cuspido por Donald Trump – como fez a CNN – acabou tendo um efeito colateral: há pessoas que veem no bilionário um cara “honesto”, que “diz o que pensa”. |
Dar espaço para cada absurdo cuspido por Donald Trump – como fez a CNN – acabou tendo um efeito colateral: há pessoas que veem no bilionário um cara “honesto”, que “diz o que pensa”.| Foto:

1. Parados

Professores de todo o Paraná decidiram o que fazer em resposta às decisões tomadas pelo governador Beto Richa.

Eles vão parar.

*

2. BR-277

No próximo dia 22, um sábado, ciclistas vão fechar a BR-277 em protesto contra a morte do ciclista Eduardo Antonio, de 43 anos, mortos no último dia 8 por um motorista embriagado.

Eduardo evitava pedalar em estradas com medo de assalto, mas comandava um grupo de ciclistas na BR-277 quando foi colhido da estrada por um Corsa.

*

3. Há vagas

Em meio à crise, uma notícia rara de encontrar nos últimos meses: a Vivo está contratando quase 100 novos funcionários em áreas como assistente administrativo, atendente de telemarketing e consultor de negócios.

*

4. Mas como?

É a pergunta que muita gente se faz quando vê Donald Trump disputando a Casa Branca com Hillary Clinton.

O “Washington Post” explica que o efeito Trump começou com o reality show “O Aprendiz” e nos últimos meses ganhou força com a cobertura da CNN.

Você sabe por que: porque Trump dá audiência e audiência vira dinheiro.

E é possível que dar espaço para cada absurdo dito pelo republicano acabou tendo um efeito colateral: pessoal olham para ele como alguém “espontâneo”, “honesto” e “que diz o que pensa”. (As aspas foram tiradas de eleitores americanos ouvidos pela mesma CNN.)

*

5. O triste fim da Samsung

Depois de lançar um smartphone com bateria explosiva e pedir para os consumidores desligarem os celulares (e se livrarem leves o mais rápido possível), analistas argumentam que danos à imagem da sul-coreana podem ser irreversíveis.

Que bom para o Google.

*

6. Se estiver à toa no sábado (15)

Experimente participar de evento que vai ensinar a pilotar drones, montar robôs e usar impressoras 3D.

*

7. Pá, que porreiro*

A nota do Enem permite a entrada em 17 universidades portuguesas, de Algarve a Santarém.

(*”Cara, que legal”, em português de Portugal.)

*

8. O novo tabaco

A Organização Mundial de Saúde recomenda aumento de impostos sobre refrigerantes para diminuir o consumo.

A medida, segundo a OMS, teria impacto sobre as taxas de diabete, obesidade e problemas dentários.

É o começo.

Dizem que os refrigerantes são o novo tabaco e que, no futuro, lembraremos como algo absurdo as crianças terem acesso livre à bebida doce gaseificada.

*

9. Horário de verão

Quer entrar tranquilo no horário de verão?

Ele começa neste fim de semana – na noite de sábado para domingo –, quando é preciso adiantar os relógios em uma hora.

Para não sofrer com a mudança, acorde alguns minutos mais cedo desde já.

E veja outras sugestões.

*

10. Não atire no mensageiro

A conta de luz pode ficar até 5% mais cara no ano que vem.

*

11. Pancadas

A previsão para hoje e para os próximos dias é de nuvens e chuvas ocasionais. (Ou não.)

*

12. Filmãozinho

“Kubo e as Cordas Mágicas”, uma animação “épica” sobre um jovem acertando contas com o pai e seu passado, é dirigida pelo filho do fundador da Nike. (Freud explica.)

O filme, feito com a técnica de stop-motion – com bonecos fotografados quadro a quadro –, é produzido pelo mesmo estúdio que fez “Coraline”.

E já dizem que ele é favorito ao Oscar 2017 de animação.

*

13. Streaming

E a primeira produção brasileira da Netflix se chama “3%”.

*

Este “Bom dia!” foi ilustrado por Osvalter Urbinati e editado por Irinêo Baptista Netto.

Procurou algo aqui e não encontrou? Escreva contando o que foi: inetto@gazetadopovo.com.br

Obrigado pela leitura e até amanhã.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]