Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Após rejeição no STF, Bolsonaro pede que PGR investigue Alexandre de Moraes
| Foto:

O podcast de hoje fala sobre o pedido do presidente Jair Bolsonaro (PL) à Procuradoria-Geral da República (PGR), para que investigue o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Alexandre de Moraes por abuso de autoridade na condução do inquérito das fake news. A representação é semelhante à queixa apresentada pelo mandatário ao Supremo e que foi rejeitada ontem pelo ministro Dias Toffoli, relator do processo. No documento o chefe do Executivo alega que Moraes teria realizado "sucessivos ataques à democracia, desrespeito à Constituição e desprezo aos direitos e garantias fundamentais". Bolsonaro passou a ser investigado por Moraes no inquérito das fake news por causa de uma live, em julho do ano passado, em que ele, com base em vídeos que circulam na internet, apontou fraudes nas urnas eletrônicas. As investigações indicaram ao menos nove delitos cometido pelo presidente da república. Entre eles crimes contra a honra, incitação e apologia ao crime, denunciação caluniosa, associação criminosa e crimes contra a segurança nacional.

E ainda:

O Tribunal de Contas da União (TCU) aprovou o modelo de privatização da Eletrobras. Em uma análise prévia, sobre pedido para interrupção do julgamento, a paralisação da análise foi rejeitada por 7 votos a 1, em placar que acabou por se repetir no resultado final. O relator leu um acórdão de consenso em que foram incluídos ajustes indicados pelos ministros favoráveis ao voto dele. Entre os pontos cobrados estão mais explicações sobre as premissas de precificação utilizadas e a manutenção de item que dificulta uma eventual reestatização. A desestatização da Eletrobras será feita por meio de aumento do capital social da empresa. O processo reduzirá a participação federal dos atuais 72% para, no máximo, 45% e deve movimentar um total de R$ 100 bilhões.

Ricardo Mandarino, secretário da Segurança Pública do governador da Bahia, Rui Costa (PT), defendeu a descriminalização do uso da maconha. Ele afirmou que a droga emancipa e aumenta a criatividade das pessoas. Ele também disse que as pessoas que perdem o controle do uso moderado e social da droga são poucas. Em posicionamento enviado à Gazeta do Povo, a Secretaria de Segurança Pública da Bahia afirmou que o combate ao tráfico de drogas é uma das prioridades da pasta. Na nota, o órgão disse que as falas de Mandarino teriam sido retiradas de contexto e que "opiniões pessoais não mudam a execução do trabalho de combate ao tráfico".

As autoridades da Coreia do Norte informaram a detecção de mais de 232 mil casos de covid-19 no país e, recusaram a assistência da vizinha Coreia do Sul, o que indica que o regime de Pyongyang parece disposto a buscar ajuda apenas com a China ou a Rússia. Desde a confirmação da presença do patógeno no país, uma semana atrás, foram contabilizadas 62 vítimas da doença. Na Coreia do Norte, o governo não adquiriu vacinas e chegou a recusar uma doação de quase 5 milhões de doses oferecida no ano passado. Portanto, não existe um plano nacional de imunização contra a covid-19. Até o momento, 7,1% da população local foi infectada pelo novo coronavírus em menos de um mês.

A opinião de Daniel Lopez, que fala que a tecnologia do fim do mundo chegou e que todos nós concordamos com ela.

E o destaque do Sempre Família sobre mercado de trabalho. Como os programas de estágio podem ser uma oportunidade para jovens amadurecerem pessoal e profissionalmente. Por meio de vivências práticas supervisionadas por profissionais mais experientes, os programas de estágio expõem os jovens a desafios de negócio que os ajudam a entender o ecossistema de uma organização, preparando-os para o mercado de trabalho futuro.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]