Combustíveis sobem nas refinarias nesta terça (2).
Combustíveis sobem nas refinarias nesta terça (2).| Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Para começar este resumo de notícias. A terça-feira começa com mais um aumento no preço dos combustíveis e do gás de cozinha, o terceiro no ano. Conforme o anúncio feito na segunda-feira (1) pela Petrobras, a gasolina sofrerá alta de 4,7% nas refinarias e o diesel, de 5%. Já o gás de cozinha terá um aumento de R$ 1,90 no botijão de 13 kg nas refinarias. Na tentativa de conter os reajustes sucessivos, o governo federal encaminhou ao Congresso no mês passado um projeto que estabelece uma alíquota única, para todos os estados, do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis. Vandré Kramer mostra que a ideia é mais complicada do que parece, visto que afeta o pacto federativo e pode levar a discussão ao Supremo Tribunal Federal (STF).

Interferência. Outra consequência dos aumentos recentes foi a queda de Roberto Castello Branco da presidência da Petrobras, por determinação do presidente Jair Bolsonaro. A medida não foi bem vista pelo mercado, que considerou a mexida uma interferência indevida do presidente da República na estatal.

O que diz a lei. Mas o que diz a lei sobre os limites de atuação do presidente da República nas estatais? A advogada Ana Cláudia faz uma análise dos aspectos políticos e legais da intervenção na gestão da Petrobras. Já a correspondente em Brasília, Jéssica Sant’Ana mostra o que dizem as leis das estatais e sociedades anônimas.

Utilidade pública  

Medidas restritivas. No momento mais crítico da pandemia do coronavírus no Brasil, a pressão sobre o governo federal só aumenta. Nesta terça, 18 governadores assinaram uma nota em que cobram medidas mais restritivas para o avanço da Covid-19 e afirmam que o governo “parece priorizar a criação de conflitos”. Outra nota, assinada pelo Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass), defende um toque de recolher em todo o país das 20h às 6h. Por outro lado, o Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal se manifestou contrário ao lockdown, classificando a medida como “ineficaz”. Como medida de enfrentamento, o presidente Jair Bolsonaro anunciou que o país terá ainda em março 22 milhões de doses de vacinas disponíveis.

Variante brasileira. Pesquisadores estão descobrindo novas informações sobre a nova variante brasileira do coronavírus, chamada de P.1. ou variante de Manaus. Estudos divulgados no fim de fevereiro trazem algumas evidências de que ela surgiu em novembro, seria até duas vezes mais transmissível, aumentaria em até 10 vezes a carga viral no organismo humano e poderia causar reinfecções. Veja o que concluíram os pesquisadores. Outro estudo, esse de pesquisadores da Universidade de Toronto, no Canadá, aponta efeitos de um medicamento antiviral experimental que foi capaz de acelerar a recuperação de pacientes com a Covid-19. Reportagem mostra que desenvolver um tratamento eficaz contra a doença ainda é um desafio para a ciência.

Atualização. Em 24 horas, entre domingo (28) e segunda-feira (1) o Brasil registrou mais 35.742 casos do novo coronavírus, e 778 mortes pela doença, segundo o último boletim divulgado pelo Ministério da Saúde. Ao todo, o Brasil já registrou 10.587.001 diagnósticos positivos, com 255.720 óbitos e 9.457.100 recuperados.

Política e economia

Liberais se articulam. O movimento liberal vem crescendo nos últimos anos no Brasil e quer aproveitar essa ascensão para eleger mais representantes para o Congresso Nacional em 2022. Wesley Oliveira ouviu representantes desse movimento, que falam sobre as estratégias traçadas para aumentar a representação política nas próximas eleições. A recente interferência na Petrobras foi um dos fatores que afastaram os liberais do governo Bolsonaro. Mas atualmente, qual o tamanho da base governista dentro da Câmara? Olavo Soares foi pesquisar se o presidente pode contar com o apoio de mais de 300 deputados ou só tem garantidos os integrantes do seu “núcleo fiel”. Saiba qual foi a conclusão.

Advogados conservadores. Você já ouviu falar na Ordem dos Advogados Conservadores do Brasil (OACB)? O grupo, formado por cerca de 200 associados, ganhou fama nos últimos dias ao publicar um comunicado nas redes sociais, convocando seguidores a enviar denúncias de manifestações de cunho ofensivo ao presidente Jair Bolsonaro, seus familiares e membros do governo. Gabriel Sestrem conversou com Geraldo José Barral Lima, presidente da associação, e conta a história da OACB, que causas defendem e como surgiu a ideia de coletar manifestações contra o governo.

Giro pelo mundo. O ex-presidente da França, Nicolas Sarkozy, foi condenado a três anos de prisão por corrupção e tráfico de influência. A justiça francesa suspendeu dois anos da sentença, por isso, ele cumprirá um ano em prisão domiciliar. Entenda o caso. Ainda na França, uma capela centenária foi destruída para construção de uma escola de engenharia. Nos Estados Unidos, o ex-presidente Donald Trump saiu fortalecido da convenção republicana realizada no último fim de semana. Isabella Mayer de Moura conta que, se não for candidato, há grandes chances de ele indicar o concorrente à Casa Branca em 2024.

O que mais você precisa saber hoje

Legado. A recessão criada por Lula e Dilma foi pior para a economia do que a pandemia

Educação. Muita ideologia e baixo impacto científico. Como melhorar as pesquisas em Ciências Humanas?

Indústria. Renault anuncia R$ 1,1 bilhão em investimentos na fábrica de São José dos Pinhais

Pandemia. Entidade do setor de restaurantes quer moratória de tributos do governo federal

Colunas e artigos

Crendice identitária. Escolas e universidades norte-americanas adotaram a crendice identitária como se fosse algo científico. Em sua coluna, Madeleine Lacsko relata o que está acontecendo nesses locais: sem saber aceitar um “não”, alunos ricos acusam falsamente professores e funcionários de racismo. Na economia, o Bitcoin não é nenhuma novidade: há anos você já ouve falar da criptomoeda mais popular desse meio. Mas você sabe exatamente como funciona e por que ele é especial? Em artigo, Brad Palumbo, editor da Foundation for Economic Education, ajuda a entender o que está por trás do Bitcoin e por que ele alcançou valores recordes recentemente.

Nossa visão  

Pedágio. Com as discussões sobre o futuro modelo de concessão dos pedágios no Paraná ainda em curso, uma quase unanimidade já se formou, principalmente entre sociedade civil organizada e setor produtivo do estado: o modelo híbrido proposto pelo governo federal não atende os anseios dos paranaenses. Tema para o nosso novo editorial: O pedágio no Paraná e o erro do modelo híbrido.

Após décadas de sofrimento com as tarifas mais altas do país – resultado da soma de contratos mal redigidos, voluntarismos governamentais e imbróglios judiciais intermináveis – e com a escassez de obras, a chance de reduzir significativamente esses custos, que matam a competitividade do estado, está prestes a ser perdida.

Para inspirar

Embaixada Solidária. Há seis anos, Edna Nunes puxou conversa com uma haitiana no ônibus enquanto ia para o trabalho. Dessa conversa surgiu uma amizade, que resultou na Embaixada Solidária, uma iniciativa que já ajudou quase 3 mil estrangeiros que chegaram ao Paraná. Lucian Haro, do Sempre Família, conta todos os detalhes dessa história. Tenha um bom dia e uma ótima semana!

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]