Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Ex-ministro Eduardo Pazuello depôs na CPI da Covid.
Ex-ministro Eduardo Pazuello depôs na CPI da Covid.| Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

Para começar este resumo de notícias. No segundo dia de depoimento à CPI da Covid, o ex-ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, falou sobre a crise no Amazonas, onde faltou oxigênio para pacientes com Covid-19, voltou a abordar a compra de vacinas e comentou a condução do combate à pandemia enquanto esteve na pasta. O uso da cloroquina também foi abordado na reunião, provocando mais um bate-boca entre os parlamentares. Depois, com os ânimos menos acirrados, os senadores fizeram menos perguntas e se dividiram entre manifestações de elogio ou crítica ao ex-ministro.

Checagem. Relator da comissão, o senador Renan Calheiros (MDB-AL) afirmou que Pazuello mentiu pelo menos 14 vezes durante seu depoimento. Ele voltou a defender a contratação de um serviço de checagem de informações.

Relatório preliminar. A CPI tem apenas um depoimento marcado para terça-feira (25), da secretária de Gestão do Trabalho do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro. Depois disso, os membros farão um balanço e vão elaborar um relatório preliminar. Olavo Soares detalha os próximos passos.

Utilidade pública  

Mortes por Covid. Três países da América do Sul encabeçam a lista daqueles com mais de um milhão de habitantes e o maior número de mortes diárias por Covid-19. Saiba quais são. O Chile, que já imunizou quase metade dos habitantes, atualizou os dados de eficácia da vacina Coronavac. No Brasil, foram registrados os primeiros casos da cepa indiana do coronavírus.

Produção de vacinas. Governadores se reuniram com o embaixador chinês no Brasil e pediram ajuda para evitar novos atrasos na liberação de insumos para produção de vacinas no país. O Ministério da Saúde incluiu mais doenças na lista de grupos com prioridades para vacinação. E saiba se há riscos de efeitos adversos caso a pessoa tome doses de vacinas diferentes.

Atualização. O Brasil registrou nesta quinta (20) mais 2.403 mortes por Covid-19 e 82.039 novos casos da doença, segundo boletim do Ministério da Saúde. Ao todo, o Brasil já contabiliza 15.894.094 diagnósticos positivos e 444.094 óbitos. Quanto à vacinação, até o momento foram imunizados 37.822.746 com a primeira dose e 17.968.145 com a segunda.

Política e economia

Eleições 2022. Após recuperar os direitos políticos, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) confirmou pela primeira vez que será candidato à presidência nas eleições de 2022. Ao que tudo indica, ele irá polarizar a disputa com o presidente Jair Bolsonaro, que disse estar “namorando” com um novo partido. Correndo por fora, aparece mais uma vez o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), agora assessorado por um ex-marqueteiro do PT.

Situação de Salles. Após ser alvo da Operação Akuanduba, da Polícia Federal, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, conta com o aval do presidente Jair Bolsonaro para permanecer no cargo. Rodolfo Costa explica o que garante sua continuidade e como o governo avalia a ação da PF.

Giro pelo mundo. Após 11 dias de conflito com centenas de mortes, o governo de Israel aprovou um cessar-fogo com o Hamas na Faixa de Gaza. Na China, um documento confirmou que vídeos de uigures negando abusos ao seu povo foram encomendados pelo governo. A prefeita de Chicago, Lori Lightfoot, anunciou que só irá conceder entrevistas a jornalistas negros.

O que mais você precisa saber hoje

Indústria. Por que multinacionais estão enxugando operações ou deixando o Brasil

Tributos. Governo lança novo modelo de negociação de dívidas tributárias com desconto de até 50%

Segurança pública. Audiência de custódia: medida para dar celeridade à Justiça ou favorecer a impunidade?

Gigantes do Asfalto. O que os caminhoneiros acharam do pacote de medidas anunciado pelo governo

Colunas e artigos

Origem do coronavírus. A hipótese de que o novo coronavírus teve origem em laboratório vem ganhando força. Flavio Gordon analisa o porquê do silêncio em torno do assunto e do potencial militar do vírus. Madeleine Lacsko diz por que a ideia de apagar posts em redes sociais é uma solução errada para um problema complexo. O blog Missão China analisa os efeitos da queda no crescimento populacional do país.

Nossa visão  

Privatização da Eletrobrás. Uma privatização que o país aguarda há pelo menos quatro anos, desde que o governo Michel Temer enviou o primeiro projeto de lei sobre o tema ao Congresso, finalmente tem ao menos meio caminho andado. Na noite de quarta-feira (19) a Câmara dos Deputados aprovou o substitutivo de Elmar Nascimento (DEM-BA) que permitirá a privatização da Eletrobrás. Tema para o nosso novo editorial: A privatização da Eletrobrás avança.

A Câmara fez sua parte ao aprovar a privatização e dar ao Senado um mês inteiro para que analise a MP, ao contrário de outras ocasiões em que os senadores recebiam os textos poucos dias antes de caducarem. Cabe à casa legislativa não confirmar os temores de que a CPI da Covid monopolize as atenções a ponto de deixar em segundo plano a desestatização da Eletrobrás, um marco que nunca esteve tão próximo de se concretizar.

Para inspirar

Anticorpos contra a Covid. O alívio de saber que o filho já está protegido contra o coronavírus é a sensação que toda gestante quer ter. Foi exatamente o que aconteceu com a médica Talita Mengali Izidoro, vacinada quando estava na gestação e que viu o filho nascer com anticorpos contra a Covid-19. Entenda como isso é possível. Tenha um ótimo dia e aproveite o fim de semana!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]