Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
O presidente do TSE, ministro Edson Fachin.
O presidente do TSE, ministro Edson Fachin.| Foto: Abdias Pinheiro/SECOM/TSE.

O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Edson Fachin, comentou nesta quinta-feira (12) a participação das Forças Armadas nas eleições. “Quem trata de eleição são forças desarmadas”, afirmou o ministro, que disse ainda que “ninguém e nada interferirá” na Justiça Eleitoral. Em sua live semanal, o presidente Jair Bolsonaro (PL) respondeu à declaração de Fachin e declarou que “as Forças Armadas não estão se metendo nas eleições”. Veja o que disse Bolsonaro.

De olho no MDB. Com um possível esvaziamento da chamada terceira via, tanto o presidente Jair Bolsonaro quanto o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) estão de olho no MDB. Entenda qual o peso do partido na disputa presidencial.

Palanques duplos. Preocupados em montar alianças fortes nos estados, Bolsonaro e Lula têm enfrentado uma dificuldade extra: a oferta de palanques duplos. Veja como isso afeta a campanha dos pré-candidatos.

Política, Economia e Utilidade pública

Privatização da Petrobras. O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida, apresentou uma solicitação ao Ministério da Economia para estudar a privatização da Petrobras. Para o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), o assunto está fora do radar. Entenda por que a mudança no ICMS não baixou o preço do diesel.

Tratamento contra Covid. A Coreia do Norte anunciou oficialmente as primeiras mortes por Covid-19 e 350 mil casos da doença. Saiba mais sobre o Paxlovid, medicamento considerado o melhor tratamento precoce contra o vírus até agora.

Giro pelo mundo. Após a manifestação da Finlândia, a OTAN se disse pronta para receber o país, porém, a Rússia promete retaliação. Entenda por que a moeda russa está mais valorizada do que antes da guerra. Na Argentina, a inflação atingiu o maior patamar em 30 anos.

Opinião da Gazeta

Combustíveis e intervencionismo. A cada aumento, rola uma cabeça. Assim tem sido no passado recente quando o assunto são os reajustes de combustíveis promovidos pela Petrobras em respeito à sua política de preços. A bola da vez foi uma elevação de quase 9% no preço do diesel praticado nas refinarias. Veja um trecho da opinião da Gazeta:

Uma intervenção neste momento não apenas prejudicaria a própria Petrobras, mas também causaria risco de desabastecimento ao quebrar os concorrentes privados, responsáveis por parte do fornecimento nacional de combustíveis. Mesmo assim, Lula e Ciro querem repetir o roteiro – e, a julgar pelas declarações de Bolsonaro, também o presidente mostra estar sucumbindo à tentação populista.

Leia o editorial na íntegra

O que mais você precisa saber hoje

Danos morais. STJ e STF determinam que jornalista pague R$ 310 mil a Gilmar Mendes por críticas em livro

Ensino superior. UnB aprova fim da exigência de passaporte da vacina

Inclusão. Conheça 5 startups que usam tecnologia para melhorar acessibilidade

Entrevista. María Elvira Roca Barea: “Discordar é um ato heroico que te converte em pária universal”

Colunas e artigos

As viagens de Lula. Os ex-presidentes da República gastaram R$ 547 mil com viagens até abril deste ano – tudo pago pela Presidência da República. Quem mais gastou foi Luiz Inácio Lula da Silva (PT). A coluna de Lúcio Vaz detalha essas despesas.

J.R. Guzzo pergunta: quem vai pagar pelas escolas fechadas na pandemia?

Luís Ernesto Lacombe mostra os fracassos à vista nas promessas de pré-candidatos à Presidência.

Para inspirar

Tetraplégica mãe de gêmeos. Aos 16 anos, Vanessa Angela Formolo foi vítima de um acidente automobilístico que a deixou tetraplégica. Isso não impediu que ela realizasse um de seus sonhos, o de ser mãe. Não só isso: deu à luz gêmeos. Conheça a história dela. Tenha um ótimo dia e aproveite o fim de semana!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]