i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
bom dia

Lula Livre! Ou melhor: esperem mais uns dias, companheiros

E mais: a estreia de Pedro Menezes na Gazeta, o cravo brigou com a Rosa, quem larga na frente na corrida eleitoral e a lista de páginas excluídas pelo Facebook

  • PorRenan Barbosa
  • renanbarbosa@gazetadopovo.com.br
  • 06/08/2018 23:45
 |
| Foto:

Bom dia!

Será que o leitor já ouviu falar de alguém que se jura inocente, que não enfrenta ameaças, tem uma boa casa o esperando fora do presídio, mas não quer sair da cadeia? Pois a defesa do ex-presidente Lula (PT) decidiu retirar o pedido de liberdade protocolado no Supremo Tribunal Federal (STF).

Segundo a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, a decisão foi do próprio Lula, que deseja evitar a declaração antecipada de sua inelegibilidade pelo Supremo. Haverá prova tão clara de que Lula está mais interessado em capitalizar politicamente do que ganhar sua liberdade? 

As maracutaias de Lula e sua trupe confirmam que o PT não terá limites na estratégia de esgarçar as instituições o quanto puder neste período eleitoral. Por isso, é preciso ter claras as previsões legais e as possibilidades de atuação do Poder Judiciário, como a Gazeta do Povo explicita em Editorial, a partir das declarações mais recentes do ministro Luiz Fux:

Fux também traçou o roteiro para que a Justiça Eleitoral escape dessa armadilha. ‘O candidato sub judice é aquele que tem a sua elegibilidade ainda sujeita à apreciação da Justiça’, explicou. Mas quem tem condenação em segunda instância pelos crimes descritos na Lei da Ficha Limpa está em situação diferente: ‘o candidato condenado em segunda instância já é inelegível. É um candidato cuja situação jurídica já está definida. Não pode concorrer um candidato que não pode ser eleito’.

Costurando pela esquerda

As manobras todas fazem parte de uma estratégia mais ampla do PT, que não quer perder a hegemonia sobre a esquerda, levando-a para o segundo turno. O partido isolou Ciro Gomes (PDT), garantindo a neutralidade nacional do PSB às custas da candidatura de Marília Arraes (PT) em Pernambuco e de Marcio Lacerda (PSB) em Minas Gerais.

Poste². No domingo (5), a cúpula petista achacou o PCdoB a ponto de fazer Manuela D´Ávila (que se mantém em uma espécie de silêncio constrangido desde então) desistir da candidatura própria e virar vice do vice – ou poste do poste. No fim das contas, o PT coligou-se com PCdoB, PROS e PCO.

Indefinição. Por enquanto, será mesmo Fernando Haddad (PT), o atual vice da chapa, que vai representar Lula nos debates, porque a Justiça negou o pedido do PT para que Lula participe de debate televiso nesta quinta-feira (9), por videoconferência. Resta saber se as emissores e as outras campanhas vão aceitar a presença de um vice.

Costurando pela direita

Geraldo Alckmin (PSDB), que, quando pode, dá tônica liberal a seus discursos, vai enfrentar Jair Bolsonaro (PSL) nesse primeiro tiro de corrida pelo segundo turno. A campanha do tucano tenta formular uma estratégia para roubar eleitores do ex-capitão, que aglutina em torno de si tanto a direita que ganhou voz na internet quando o sentimento anti-establishment. Ao redor de si, Alckmin tem uma coligação que, além do PSDB, compreende DEM, PP, PR, PSD, SD, PRB, PTB, PPS.

Meta: 7 de setembro

André Gonçalves, do Conexão Brasília, explica por que Bolsonaro e o “poste de Lula” largam na frente nessa corrida, e crava:

Os tucanos têm chance de romper a aura que ronda o ‘mito’ de Bolsonaro? Essa é a grande batalha que veremos ao longo das próximas semanas. Palpite: se suportar até 7 de Setembro, Bolsonaro resiste até o fim do primeiro turno. Se resistir, teremos uma mudança de quadro: Alckmin mudará o canhão de lado para tentar desconstruir Haddad. Em qualquer dos dois cenários, será a ultracoligação do PSDB que precisará mostrar a que veio contra forças que, surpreendentemente, ainda não deram sinais de que vão ruir.

Ainda ele

Há um outro fator importante, que Lúcio Vaz coloca em discussão a partir de um levantamento exclusivo de seu blog, com base em dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do Ministério do Desenvolvimento Social: o Bolsa Família. 

Confira

13

É o número de candidatos ao Planalto. Kelli Kadanus facilita sua vida e apresenta todos os nomes, seus vices, as coligações, o tempo estimado e o número de inserções na televisão a que cada agrupamento deve ter direito.

O fator caserna

Pedro Menezes estreia na Gazeta do Povo pegando como gancho a chapa puro-sangue militar entre Jair Bolsonaro (PSL) e general da reserva Hamilton Mourão (PRTB):

O alinhamento entre os interesses políticos do presidente e dos comandantes das armas pode não parecer preocupante enquanto assistimos o Exército gastar mais com pensões do que com munição, mas as jogadas certas podem levar ao xeque-mate no longo prazo. Fiéis do capitão sabem quanto as Forças Armadas podem pesar numa negociação política – e gostam disso. Flávio Morgenstern, por exemplo, destacou no twitter que a presença de Mourão na chapa pode ‘impedir um impeachment’.

Embate

O segundo e último dia de audiência pública sobre a descriminalização do aborto no STF foi marcado por um embate inédito, entre uma ministra da corte e um senador, sobre a divisão de competências entre os poderes. Por trás da discussão, uma decisão dos constituintes brasileiros de 1987-1988.

Censura?

Você viu primeiro na Gazeta: o Facebook respondeu aos questionamentos do Ministério Público Federal (MPF) de Goiás e divulgou a lista das 196 páginas excluídas em massa no mês passado, além de ter explicado um pouco melhor a razão de suas ações. Mas ainda persistem muitas dúvidas.

Estilo de vida

Está em busca de novos vinhos? Ou prefere um destino menos comum para as próximas férias? Confira a seleção dos nossos editores:

In vino, aquilo. Talita Boros Voitch (Bom Gourmet) recomenda: “Um júri formado por 38 provadores degustou às cegas mais de 150 rótulos de vinhos e espumantes de 54 vinícolas de todo o Brasil. O resultado é uma extensa lista com os melhores vinhos brasileiros. O Bom Gourmet selecionou os campeões de cada categoria que você conhece aqui”. 

Pra lá de Bagdá. Isadora Rupp (Viver Bem) recomenda: “Chega de Estados Unidos — a moda agora é viajar para a Ásia. Pelo menos entre os brasileiros: o continente teve um boom de turistas tupiniquins nos últimos anos. A cultura totalmente diferente da nossa é uma das explicações para a procura, mas existem outros motivos práticos, como o preço das passagens aéreas, como explica o repórter Guilherme Grandi”. 

Volta ao mundo em 1 minuto

O que significa a debandada das tropas diante do suposto atentado contra Nicolás Maduro? E não é que Trump admitiu que seu filho se reuniu com os russos? Vandré Kramer (Mundo) escreve:

Futuro sombrio. O cenário não poderia ser pior para Nicolás Maduro, o ditador venezuelano. A debandada das tropas, após a suposta tentativa de atentado no sábado, refletiu pouca coragem e lealdade a ele nas Forças Armadas. A situação o colocou em uma posição de fragilidade. E, segundo analistas, poderá desencadear mais repressão na Venezuela.  

Situação incomum. Mr. Trump dá as caras de novo neste espaço. Agora, admite que seu filho se reuniu com russos, em 2016. A justificativa: obter informações sobre Hillary Clinton, sua adversária na disputa pela Casa Branca. Uma situação incomum, ainda mais de um país que estava sujeito a sanções americanas.  

De volta. As sanções dos Estados Unidos contra o Irã voltaram a vigorar depois de três anos de interrupção. E um novo pacote deve entrar em vigor em novembro. Enquanto isso, a Europa tenta salvar o acordo nuclear com o país asiático”.

Paraná

Aqui no estado, a longa tradição que começa em Caim e Abel e passa por Esaú e Jacó. Euclides Lucas Garcia (Política Paraná) escreve:

Pavimento. Mais uma desistência inesperada mexeu com o cenário eleitoral do Paraná no finzinho do prazo das convenções. O delegado Francischini (PSL) abriu mão de disputar o Senado e vai tentar uma cadeira na Assembleia Legislativa. A decisão facilita o caminho do ex-governador Beto Richa (PSDB) para chegar a Brasília

3 a 2. Com as coligações dos dez candidatos a governador do Paraná fechadas, já é possível saber como será distribuído o tempo da propaganda no rádio e na tevê. Dos 9 minutos, Cida Borghetti (PP) terá 3 à disposição. Ratinho Jr. (PSD) ficará com 2 minutos. O horário eleitoral vai de 31 de agosto a 4 de outubro. 

Traição. Apesar das negativas de Alvaro Dias (Podemos), fica cada vez mais difícil derrubar a tese de que ele tenha traído o irmão mais novo, Osmar Dias (PDT). Depois de o pedetista desistir de disputar o governo do Paraná, o Podemos, presidido pelo senador, fechou apoio a Ratinho Jr. (PSD), que seria o maior adversário de Osmar até outubro”.

Curitiba

Na capital, já é bom ir pensando no almoço do Dia dos Pais. Confira a seleção dos nossos editores:

Sem desculpa. Gilson Garrett Jr (Guia) recomenda: “Uma atividade cultural, lúdica e de graça! Sim! Essa tríade é possível aos fins de semana na Casa Encantada do Bosque Alemão. Bruxinhas do bem se revezam na contação de histórias para as crianças. Veja todos os detalhes!

Vanguarda. Luan Galani (Haus) recomenda: “Além de marcos na paisagem, sedes do Clube Curitibano, o mais tradicional da capital paranaense, ajudaram na urbanização da cidade acompanhando o que havia de vanguarda na arquitetura de suas respectivas épocas. Confira as histórias!”. 

Família. Talita Boros Voitch (Bom Gourmet) recomenda: “Neste domingo é dia de dar uma folga para o churrasqueiro da família. Que tal levá-lo para almoçar em alguma churrascaria à la carte? Confira a lista com pratos tamanho família - servem 3 ou 4 pessoas - para o Dia dos Pais”.

E dá pra acreditar que apenas 67 das 190 câmeras de segurança usadas pela Guarda Municipal de Curitiba estão funcionando? Raquel Derevecki te explica direitinho.

Um ótimo dia a todos!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.