Posse de Anderson Torres no Ministério da Justiça e Segurança Pública.
Posse de Anderson Torres no Ministério da Justiça e Segurança Pública.| Foto: Isaac Amorim/MJSP

Para começar este resumo de notícias. Após a reforma ministerial da semana passada, sete ministros foram empossados nesta terça-feira (6) pelo presidente Jair Bolsonaro. A chegada dos novos titulares já resultou em mudanças. O novo ministro da Justiça e Segurança Pública, Anderson Torres, anunciou a troca dos chefes da Polícia Federal (PF) e da Polícia Rodoviária Federal (PRF). Na PF, o delegado Paulo Maiurino será o diretor-geral no lugar de Rolando de Souza, que estava no cargo desde maio de 2020. Já o inspetor Silvinei Vasques assume a direção-geral da PRF, em substituição a Eduardo Aggio. Bolsonaro disse que “mudanças são naturais”, mas há algumas razões para as duas trocas.

Secretaria de Governo. Quem também tomou posse foi a nova ministra-chefe da Secretaria de Governo, Flávia Arruda. A deputada federal assume o posto com alguns desafios, como promover os ajustes necessários ao Orçamento 2021 e dar andamento às reformas. Já o novo ministro das Relações Exteriores, Carlos Alberto França, elencou três pilares principais.

Currículo. Sobre o novo diretor-geral da Polícia Federal, Paulo Maiurino tem 22 anos de carreira na corporação e apresenta um perfil mais político do que técnico. Conheça mais sobre ele.

Utilidade pública  

Conteúdo liberado. A Gazeta do Povo colocou no ar uma funcionalidade que permite o envio de conteúdos exclusivos para leitores que não são assinantes do jornal. Por meio da novidade, o site gera um código de compartilhamento que libera o link das barreiras de acesso e permite a leitura sem entraves. Entenda como funciona a novidade.

Vacinas. Com 317 votos favoráveis e 120 contrários, a Câmara dos Deputados aprovou o projeto de lei que permite que a iniciativa privada compre vacinas contra a Covid-19 para imunizar seus funcionários. Olavo Soares explica o que muda com a proposta. O presidente Jair Bolsonaro afirmou que existe “uma grande possibilidade” de o Brasil passar a fabricar a vacina russa Sputnik V.

Atualização. O Brasil registrou nesta terça (6) 4.195 mortes por Covid-19, um novo recorde diário. Também foram confirmados 86.979 novos casos da doença, segundo o boletim do Ministério da Saúde. Ao todo, o Brasil já contabiliza 13.100.580 diagnósticos positivos, com 336.947 óbitos e 11.558.784 recuperados.

Política e economia

Leilões. Começa nesta quarta-feira (7) uma agenda de três dias seguidos de leilões de ativos da infraestrutura. Neste pacote, serão concedidos à iniciativa privada 22 aeroportos, incluindo o terminal de Curitiba, o primeiro trecho da Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol), na Bahia, e cinco terminais portuários. Com essas concessões, o governo federal espera atrair R$ 10 bilhões em compromissos de investimentos, como destaca Jéssica Sant’Ana.

Viagens pelo país. Também nesta quarta o presidente Jair Bolsonaro retoma a agenda de viagens pelo país, passando por três estados em um único dia. Ele visita as cidades de Chapecó (SC), Foz do Iguaçu (PR) e São Paulo. Além dos compromissos oficiais, Bolsonaro irá se encontrar com empresários que têm criticado o governo. Wesley Oliveira mostra que o objetivo do encontro é melhorar a interlocução com o mercado.

Giro pelo mundo. A Rússia aumentou a presença militar na fronteira com a Ucrânia. Isabella Mayer de Moura explica por que isso suscita temores de uma escalada na guerra civil entre ucranianos e separatistas. Nos Estados Unidos, a mudança na lei eleitoral fez a principal liga de beisebol boicotar o estado da Geórgia. Já a Coreia do Norte anunciou que não participará da Olimpíada de Tóquio.

O que mais você precisa saber hoje

Drama social. Desemprego, dívidas e fome: efeitos da pandemia nas favelas vão muito além da doença

Imunização. EUA: todos os adultos poderão receber vacina a partir de 19 de abril

Mais prazo. IR 2021: Senado aprova prorrogação para declaração, mas governo avalia veto

Ciência. Nature: revistas acadêmicas retiram centenas de pesquisas consideradas fraudulentas

Colunas e artigos

Ciência e religião. Independentemente da discussão jurídica em torno da realização de cultos e missas durante a pandemia, a ciência pode ajudar a termos celebrações mais seguras. Marcio Campos, do blog Tubo de Ensaio, explica de que maneira. Paulo Polzonoff faz sua análise do mais recente fenômeno da literatura brasileira, “Torto Arado”. E o podcast Quarentena Cult debate o filme “O Artista do Desastre”, um estranho conto de fadas de Hollywood.

Nossa visão  

Taxa de juros. A chamada “taxa básica de juros”, conhecida por Selic, está fixada atualmente em 2,75% ao ano. Essa taxa tem sua relevância maior pelo fato de a ser a taxa anual de juros que o governo paga em sua dívida pública, representada pelos títulos emitidos pelo Tesouro Nacional. Tema para o nosso novo editorial: A influência dos juros na retomada do crescimento.

As taxas de juros pagas pelo governo sobre a dívida pública, a começar pela Selic atual de 2,75% ao ano, não são altas como muito se fala. Pelo contrário, são taxas compatíveis com a lógica mundial e, após descontada a inflação, dão uma taxa real de juros relativamente baixa. Em síntese, o custo da dívida pública não é um fator de estrangulamento dos gastos governamentais nem um componente distorcido na estrutura da dívida pública, como já foi no passado.

Para inspirar

Casal adota 7 irmãos. Um grave acidente automobilístico nos Estados Unidos tirou a vida de um casal, que deixou sete filhos. A história chegou a Pam Willis, que, junto com o marido, decidiu adotar todos os irmãos. Detalhe: o casal já tinha cinco filhos. Confira essa história no Sempre Família. Tenha um ótimo dia!

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]