Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Origem do coronavírus será analisada mais a fundo pela OMS.
Origem do coronavírus será analisada mais a fundo pela OMS.| Foto: Pixabay

Para começar este resumo de notícias. Refutada até pouco tempo atrás, a hipótese de que o coronavírus pode ter tido sua origem em laboratório vem ganhando força. Cientistas da Organização Mundial de Saúde (OMS) que investigam a origem da doença identificaram áreas da pesquisa que precisam de maior análise. Esses estudos podem contribuir com os pedidos de críticos por mais transparência da China – onde o vírus foi descoberto – e estimular uma volta dos pesquisadores ao país para mais estudos. Saiba o que a OMS identificou e quais os próximos passos.

Relatório. As dúvidas sobre o assunto levaram o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, a instruir as agências de inteligência norte-americanas a intensificarem as investigações sobre a origem do coronavírus na China. Um relatório com os resultados deverá ser apresentado em até 90 dias.

Consenso? Até pouco tempo atrás, não eram aceitáveis questionamentos sobre a origem natural do vírus. Em artigo, o jornalista Rich Lowry, do National Review, se debruça sobre o tema e diz por que é preciso tomar cuidado com os chamados “consensos científicos”.

Utilidade pública  

Doações na pandemia. Mais de R$ 7 bilhões. Esse é o valor arrecadado até agora para ações de resposta e enfrentamento à pandemia do coronavírus, segundo acompanhamento feito pela Associação Brasileira de Captadores de Recursos (ABCR). Saiba quais foram os setores que mais fizeram doações e para onde esses recursos foram destinados.

Vírus ancestral. Pesquisadores da Fiocruz descobriram que a Covid-19 é capaz de reativar um vírus ancestral que leva a casos mais graves da doença. Entenda a descoberta. O estado de São Paulo identificou o primeiro caso da variante indiana do coronavírus. A Pfizer iniciou um estudo para avaliar a segurança e eficácia da sua vacina em gestantes brasileiras.

Atualização. O Brasil registrou nesta quarta (26) mais 2.398 mortes por Covid-19 e 80.486 novos casos da doença, segundo boletim do Ministério da Saúde. Ao todo, o Brasil já contabiliza 16.274.695 diagnósticos positivos e 454.429 óbitos. Quanto à vacinação, até o momento foram imunizados 43.239.648 com a primeira dose e 21.328.961 com a segunda.

Política e economia

CPI da Covid. A CPI da Covid aprovou a convocação de nove governadores. Também serão convocados a depor novamente o ex-ministro da Saúde Eduardo Pazuello e o atual titular, Marcelo Queiroga. Olavo Soares conta como foi a sessão, que teve ainda discussão sobre um pedido de convocação do presidente Jair Bolsonaro, e como será a próxima fase da comissão.

Lava Jato. A Operação Lava Jato atingiu várias empresas, algumas com longo histórico de atuação no Brasil e no exterior. O que isso acabou sendo positivo para o país, já que levou muitas empresas a aprimorarem práticas de compliance e definirem regras para garantir ética nos negócios. Tiago Cordeiro explica como foi possível.

Giro pelo mundo. Um tiroteio na cidade norte-americana de San Jose deixou oito pessoas mortas, inclusive o atirador, e vários feridos. Na Síria, o ditador Bashar Al-Assad deve conquistar um novo mandato numa eleição simbólica. E, ao ser abordado por um grupo de brasileiros no Vaticano, o papa Francisco fez uma brincadeira sobre o Brasil.

O que mais você precisa saber hoje

Segurança pública. Como o narcotráfico levou o Rio de Janeiro a uma guerra urbana sem precedentes

Economia. Projeções para o PIB sobem e bancos já veem maior crescimento econômico desde 2010

Estados Unidos. Gastos de Biden para financiar aborto superam os de Obama

Maus tratos. Violência contra crianças e adolescentes cresceu na pandemia, mas atendimentos diminuíram

Colunas e artigos

Escolhas de vida. O que os índices econômicos dizem sobre as nossas escolhas de vida? Em sua coluna, Bruna Frascolla explica por que gastos elevados nem sempre devem ser vistos como indício de fartura. Daniel Lopez analisa os conflitos em Israel e questiona: estaríamos diante de um novo warlord? Para celebrar o feito de Aretha Duarte, primeira mulher negra latino-americana a chegar ao topo do Everest, André Barcinski recomenda três ótimos filmes sobre escalada.

Nossa visão  

Crescimento econômico. Após o estrago da pandemia na atividade econômica em 2020, o mercado financeiro vem enxergando 2021 com um pouco mais de confiança. As previsões de crescimento do PIB neste ano estão em alta, com a mediana de estimativas coletadas no boletim Focus, do Banco Central, crescendo meio ponto porcentual nas últimas cinco semanas e chegando a 3,52%. No entanto, há instituições avaliando que o país deve crescer acima de 4%, e já há um banco entre os pesquisados pelo BC que trabalha com um avanço de 5%. Tema para o nosso novo editorial: O otimismo com o PIB e os erros passados.

Ainda está na memória recente do brasileiro o fim da história que teve o “pibão” de 7,5% em 2010 como um de seus capítulos. O PT surfou na onda das commodities, colocou Dilma Rousseff no Planalto, e ela manteve a “nova matriz econômica” iniciada no segundo mandato Lula e conduzida pelo ministro Guido Mantega. Inchaço do Estado, gastança desenfreada e estímulo total ao consumo em vez da poupança cobraram sua fatura cinco anos depois, e mesmo que não tivesse havido Covid-19 ainda estaríamos lidando com as consequências daquele descalabro.

Para inspirar

Pioneiro na ciência. Quase três décadas após sua concepção, uma teoria inovadora proposta por um cientista brasileiro obteve sua primeira comprovação na natureza, fora dos laboratórios. Gabriel de Arruda Castro explica o que é a teoria da Preparação para o Estresse Oxidativo e qual sua importância. Tenha um ótimo dia!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]