i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
bom dia

Os primeiros obstáculos da reforma da Previdência e outros desafios do governo

E mais: novo Congresso já encaminha primeiros pedidos de CPIs

  • PorRicardo Sabbag
  • 11/02/2019 00:24
 |
| Foto:

Como era antecipado pelos analistas políticos, a reforma da Previdência já se concretiza como o primeiro grande desafio do governo Bolsonaro. Apesar dos esforços e movimentos do ministro Paulo Guedes, um grupo de parlamentares já se organiza para apresentar uma contraproposta. Deputados e senadores relançaram na quarta-feira (6) a Frente Parlamentar Mista em Defesa da Previdência Social. Ela tem como objetivo impedir que o texto enviado pelo governo seja aprovado no Congresso e quer propor um projeto alternativo.

Além desse grupo parlamentares, entidades de classe se organizam em Brasília para pressionar deputados e senadores contra o projeto. Associações ligadas a aposentados, servidores e pensionistas questionam a existência do déficit do sistema previdenciário e discordam de medidas que devem estar no texto, como idade mínima igual para homens e mulheres, contribuição de servidor público aposentado e adoção do regime de capitalização. 

CPIs à vista? 

A reforma da Previdência pode ser a principal preocupação do governo, mas não é o único assunto que está no radar da nova legislatura do Congresso. Requerimentos para criação de Comissões Parlamentares de Inquérito – as famosas CPIs – têm ganhado destaque neste início de ano. Já são três formalizados na Câmara e, no Senado, uma solicitação alcançou o número mínimo necessário de assinaturas para tramitar. Olavo Soares, de Brasília, lista os assuntos que podem receber uma investigação especial pelos parlamentares. 

A agenda de Jair Bolsonaro após receber alta do hospital – o boletim médico divulgado na tarde de domingo indica que a saúde do presidente continua em boa evolução – também está sendo preenchida por compromissos e temas que vão além da necessária revisão de regras da Previdência. Uma delas diz respeito à nomeação de reitores de universidades federais. Em especial, da Universidade Federal do Rio de Janeiro, hoje ocupada por Roberto Leher, filiado ao PSol. Tiago Cordeiro dá o tom: Bolsonaro pode impedir a nomeação, mesmo que Leher se candidate à reeleição e fique em primeiro lugar no pleito interno, mas deverá enfrentar resistência. 

O desequilíbrio ideológico na universidade brasileira, que por vezes parece inteiramente ocupada pela esquerda, é o tema do editorial da Gazeta do Povo desta segunda:

A homogeneização político-ideológica nas universidades é prejudicial para a própria instituição e uma negação de sua essência. 

Oposição católica 

Se é possível reconhecer que as universidades precisam de equilíbrio em seu perfil político-ideológico apesar da perda de protagonismo dos partidos de esquerda, o Palácio do Planalto também vê crescer em outro campo, a Igreja Católica, a oposição ao governo Bolsonaro. Militares do Gabinete de Segurança Institucional avaliaram que os setores do chamado “clero progressista” pretenderiam aproveitar o Sínodo sobre a Amazônia, que acontecerá em outubro em Roma, para criticar o governo brasileiro e obter impacto internacional. 

A ideia de romper laços ideológicos tem sido uma tônica entre membros do governo. Em passagem pelo Paraná, na feira Show Rural, de Cascavel, a ministra do Meio Ambiente, Tereza Cristina, afirmou, em entrevista exclusiva à Gazeta do Povo, que pretende “quebrar a maneira ideológica” de relacionar agricultura ao meio ambiente. Giorgio Dal Molin revela que entregar ao Congresso o Sisbi (Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal), é a prioridade da pasta no momento. 

A influência de Bolsonaro 

No Paraná, o maior aliado de Jair Bolsonaro no estado, o deputado estadual Fernando Francischini, inicia sua segunda legislatura na Assembleia Legislativa com um plano em mente: viabilizar sua candidatura à prefeitura de Curitiba em 2020. Carlos Coelho conta como o parlamentar começa a construir esse caminho: aliando-se ao governador Ratinho Junior e presidindo a comissão mais importante da casa, de Constituição de Justiça. 

Todo político sabe que uma das melhores maneiras, senão a melhor, de obter reconhecimento do eleitorado é por meio de grandes obras e programas. Acontece que nem sempre essas são as soluções mais adequadas para resolver os problemas dos municípios. Uma iniciativa do Tribunal de Contas do Estado foi na contramão dessa ideia e mostrou resultados positivos, que impactam diretamente na vida dos cidadãos

No esporte 

Domingo foi a última rodada do primeiro turno do Campeonato Paranaense. Athletico e Paraná venceram suas partidas, mas foi o Coritiba, que ficou no empate com o Operário, em Ponta Grossa, que se classificou à semifinal da Taça Barcímio Sicupira. Carneiro Neto, colunista da Gazeta, fala em seu comentário como o jogo no Germano Krüger, nos Campos Gerais, foi o melhor do Paranaense e deixa o Coxa e o Fantasma em posição privilegiada na próxima fase do torneio. 

Milagre 

Em Curitiba, depois de 37 dias internado na UTI, o pequeno Théo, de um ano e 11 meses, recebeu alta na última quinta-feira (7). Ele foi uma das vítimas do acidente na BR-277, no dia 2 de janeiro, em Paranaguá, litoral do estado. Nove pessoas ficaram feridas e o pai do menino morreu no local. Théo teve traumatismo craniano, fraturou o fêmur e por isso precisou passar por cinco cirurgias. “Deus começou a operar seus milagres”, disse a mãe de Théo, Melina. 

Programas de verão 

Para quem ainda pode aproveitar o verão, uma boa pedida é fazer um passeio no Parque Estadual de Vila Velha, em Ponta Grossa, à noite. Em algumas datas, é possível se inscrever e conhecer os arenitos durante a noite, sob a luz do luar. O próximo passeio da lua minguante acontece nos dias 22 e 23 de fevereiro, informa o Guia Gazeta do Povo. 

E para quem só está esperando a folia do Carnaval, vale conferir o CarnaVibe, o maior evento de pré-carnaval com música eletrônica do país, que vai acontecer no dia 23 de fevereiro. Será a quarta edição do festival que neste ano ter uma estrutura especial com três palcos, preparada para receber os milhares de carnavalescos da música eletrônica. Os ingressos estão à disposição com valores a partir de R$ 30. Assinantes da Gazeta do Povo têm 50% de desconto. 

Uma bom dia e ótima semana!

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.