Até quando vamos ter de conviver com as malditas gangues que se autodenominam torcidas organizadas? Não passam de poucos vigaristas que comercializam inúmeros produtos que vendem para pessoas sem personalidade e sem caráter, em prejuízo dos clubes. Presidente Petraglia, já desisti de minhas duas cadeiras e, como muitos, só volto aos estádios quando esses marginais forem banidos de nossa casa.

Mário Luiz Prendin

Internet e aplicativos 1

A vaidade tomou conta das pessoas. Às vezes, com exposição gratuita para fazer mostrar que se está namorando, ou fazendo sexo. Ou da forma machista, tantas vezes utilizada pelos homens. Agora as mulheres se utilizam da mesma forma sórdida. Seria uma desforra? Pena que a arma utilizada pelas "Lulus" seja igual à de alguns homens: a ignorância.

Maria Stephan

Internet e aplicativos 2

Desde o Antigo Egito, a beleza feminina é avaliada, como se a mulher fosse apenas um pedaço de carne. No século 20, surgiram os concursos de misses, até com notas de zero a dez. Por trás do movimento dos rapazes contra o aplicativo Lulu há o machismo. Afinal, o físico e o comportamento das mulheres sempre foram avaliados, por meio de notas, desde que o mundo é mundo. Se as damas sofreram por anos com as avaliações masculinas, então elas também possuem o direito de classificar os homens, tanto na vida real quanto na vida virtual.

Luciana do Rocio Mallon

Nelson Mandela 1

Dilma não conheceu Nelson Mandela, nem sua família, mas vai ao funeral prestar homenagem ao falecido. Há tantos brasileiros sendo mortos nos péssimos hospitais públicos federais, mas ela não toma providências nem vai homenageá-los, porque não dão notícia nas tevês e rádios. Ela não tem nada mais importante a fazer aqui? Não, só tem a reeleição, que é a única coisa que lhe interessa, e toda notícia na mídia pode ser benéfica.

Mário A. Dente, São Paulo – SP

Nelson Mandela 2

Mandela foi preso, passou quase 30 anos atrás das grades sem direito a nada; já nossos políticos são presos em função do circo do mensalão, levam uma eternidade para serem julgados, utilizam advogados que por altas somas buscam válvulas nas leis esdrúxulas do nosso país. Querem conforto, visitas todos os dias, internet, celular, canais de televisão a cabo, comida diferenciada e todos os benefícios possíveis, além de se fazerem de vítimas. Nelson Mandela se foi, mas deixou um mundo melhor para o seu povo, enquanto nossos políticos só procuram um mundo melhor para eles mesmos.

Raul Gelbecke, administrador

Nelson Mandela 3

Ficou patente a fossa abissal que separa Lula e Mandela. Um lutou contra a desigualdade e a perseguição desumana que se fazia contra os negros na África do Sul, e conseguiu estabelecer uma nova realidade para seus irmãos nesse país, sem alimentar sentimentos de ódio e vingança na população negra. O outro instiga o fortalecimento do preconceito e da luta de classes, jogando o povo contra o que ele pronuncia "zelite".

Mara Montezuma Assaf, São Paulo – SP

Medicamentos

Há alguns anos, os medicamentos similares (Gazeta, 5/12) não passavam por testes em laboratórios, mas hoje sabemos que são confiáveis e muitas vezes mais baratos, fazendo com que o consumidor seja induzido a comprá-los. Os similares não apresentam risco à saúde e não são prejudiciais; portanto, o comprador pode, sem preocupação, consumi-los. É uma questão de preferência.

Fernanda Carbonieri

Prioridades

É hora de a população pressionar a classe política por melhor equipamento hospitalar, educação, segurança, formação adequada dos profissionais da saúde, da educação, da segurança e remuneração adequada. Se existe verba para jogar pelo ralo dos desmandos e da corrupção, também haverá para priorizar o investimento nas funções básicas dos governos, que são a saúde, educação e segurança.

Antonio Carlos Ferreira de Abreu Trindade, bancário aposentado e economista

Contas

Sou pensionista do Paranaprevidência e, desde o início do atual governo, fala-se que o serviço de previdência do estado está quebrado. Não consigo nem mais fazer um exame anual e torço para não precisar de tratamento médico. Agora há o boato de que nosso 13º está ameaçado. Temos carros da polícia parados e obras paralisadas. Então, o estado está ou não quebrado?

Maria Antonieta Pacheco

Educação Moral e Cívica

Poderia ser feito um plebiscito para decidir sobre a volta das aulas de Educação Moral e Cívica, o que considero uma necessidade imperiosa e urgente. Só amamos aquilo que conhecemos e a lacuna que ficou na formação educacional de nossos jovens com a falta dessa disciplina é grande e lamentável. Mas dá tempo de corrigir. Civismo é cultura.

Cyroba Cecy Braga O. Ritzmann, pedagoga

Imprensa

Todas as culpas e todos os castigos recaem, quando o acusado não tem escapatória de condenação ou outras regalias, na imprensa livre que tanto o PT se empenha para calar. Estamos muito parecidos com os outros países "democráticos", em particular com a Venezuela, cujo presidente "ornitólogo" culpa a imprensa pela inflação e até pela falta de papel higiênico. A mídia virou o bode expiatório de todas as asneiras políticas.

Leila E. Leitão, pedagoga, São Paulo – SP

Táxi

Como curitibano, quero agradecer aos nossos gestores públicos, atuais e passados, por mais um mês de dezembro com falta de táxis em ruas e shoppings. Nossa cidade tem muito para mostrar aos turistas que nos visitam.

Ademilson Becker

Cursos suspensos 1

A UFPR e algumas outras faculdades e universidades paranaenses tiveram cursos suspensos pelo MEC, mas podem recorrer e, propondo ajustes, continuar a oferecer os cursos no vestibular. Outras instituições tiveram suspensão rigorosa, o que se chama de tendência negativa: pioraram em relação à avaliação anterior. Essas últimas estão com o vestibular suspenso para esses cursos e impedidas de protocolar pedidos de novos cursos e câmpus. Agora é época de vestibular, os candidatos precisam saber se estão tomando a decisão segura.

Carlos Roberto Serpa Albuquerque

Cursos suspensos 2

Estamos sendo governados por políticos com atitudes e medidas paradoxais. Enquanto o MEC suspende vestibular em 26 cursos no Paraná, recebemos com honras médicos cubanos formados em escolas de duvidosa qualidade. Então, porque não aplicar o Revalida a tais profissionais? Pau que bate em Chico não bate em Francisco?

Nestor Antenor Camacho Calizaya

Guerrilha de Porecatu

Excelente a reportagem de Diego Antonelli "Terra roxa de sangue" (Gazeta, 7/12), sobre o cerco de Porecatu, tal qual o magnífico trabalho de 10 de agosto, chamado "Quando o Paraná virou um inferno". Esses textos contribuem de forma ímpar para disseminar o conhecimento sobre a história do Paraná.

Cristiano Binder

Mensalão

Lá em São Paulo, desaba uma estrutura de arquibancada de um campo de futebol que está sendo preparado para a Copa do Mundo. De Brasília, como sempre, vem aquele cheiro de enxofre. E, por mais que queiramos esquecer, não conseguimos nos livrar de Genoino, Delúbio, Zé "gerente de hotel" Dirceu e Pizzolatto. É o Brasil um país sério?

Carlos Roberto de Oliveira

Pesquisa

Nas pesquisas eleitorais, Dilma sobe em todos os cenários e a oposição encolhe. Chego à triste conclusão de que aquelas manifestações de junho que tomaram o Brasil de norte a sul aconteceram no ano errado. Deveriam eclodir em junho de 2014, às vésperas das eleições, quando o governo não teria tempo hábil para reagir com as suas caríssimas e irreais propagandas, nem teria como colocar os black blocs nas ruas, intimidando os manifestantes e jogando água na fervura.

Ronaldo Gomes Ferraz, Rio de Janeiro – RJ

Segurança pública

Numa tarde passei pelo Jardim Tereza Glazer e observei uma pequena placa nas casas de uma rua, na qual está escrito "rua monitorada". Excelente, eficaz e verdadeira prática de vigilância comunitária. Essa é a forma de colaborar com a atividade preventiva de segurança. Os moradores, ao notar algo anormal, ou tocam uma sirene, ou chamam a PM ou a empresa de vigilância. Cobrem uma lacuna difícil para a PM, que é a prevenção.

Luiz Eduardo Hunzicker, Colombo – PR

Obras da Copa

Normal esse atraso nas obras de mobilidade da Copa (Gazeta, 4/12). O governo não tem dinheiro nem para colocar gasolina ou diesel nos carros da polícia ou dos bombeiros, inclusive os do Siate.

Jordão Gregorio Barbosa

Obras da Copa

O governo estadual está paralisando o Paraná com suas manobras. É um absurdo utilizar-se de valores que já não são mais do poder público e sim de empresas que já prestaram o serviço oferecido para ao fim do ano poder passar ileso pela prestação de contas do TC.

David Soares

Obras da Copa

Com a festa que o governo federal está fazendo com o nosso dinheiro, até pode ser que as obras de mobilidade previstas para a Copa fiquem prontas no prazo. Com superfaturamentos, as obras e estádios vão ficar prontos. O Brasil é um país do faz de contas.

Airton Kraismann

Feriados na Copa

Não me parece haver dúvidas de que será feriado em dias de jogos do Brasil. Na prática, em copas anteriores foi o que aconteceu, sem qualquer determinação governamental. Penso que o mesmo ocorrerá nas cidades-sede em dias de jogo, ante o desespero dos governos em assegurar que o trânsito será esvaziado, na ânsia de ludibriar o visitante e dar a impressão que o país funciona. Se a seleção brasileira for a primeira do Grupo A e seguir se classificando até a final, será um mês perdido. Para Curitiba, no período de 18 dias entre 12 e 29 de junho poderá haver, e tenho certeza de que haverá, apenas cinco dias úteis. Quem pagará a conta de tantos feriados? Nós. Isso é vergonhoso. Acontecerá em todas as cidades-sede, incluindo São Paulo, a locomotiva do país. Não há discurso oficial que sustente que o país ganhará com a Copa, pois tantos dias seguidos sem trabalho significarão evidente prejuízo para a nação.

Eduardo Sabedotti Breda

Litoral

Nosso Litoral não tem jeito mesmo. O tempo raramente ajuda, pois é chuvoso; a orla é mal cuidada, o atendimento dos bares e restaurantes, na maioria dos casos, é de amador. Além disso, o acesso é caro pela BR-277 em função do valor escorchante do pedágio. Já o Litoral catarinense tem pedágios em torno de 90% mais baratos, as praias são mais cuidadas, e o atendimento do comércio em geral é muito melhor que o das praias paranaenses. Pobre Litoral paranaense.

Luiz Bittencourt

Monitoramento de carros

O governador aumentou os impostos e taxas veiculares em quase 400%, sem falar no pedágio. O sistema de chip deveria ser fornecido gratuitamente. Vamos observar se os deputados estaduais irão representar a vontade do povo, votando contra.

Wilton Moreira Gardem

Tempestade

44 horas sem energia na Rua Máximo Assineli, no Uberaba. Esse foi o saldo da última tempestade em Curitiba, na quinta-feira. Alimentos se estragaram na geladeira e no congelador, nossa rotina foi alterada por causa disso. Cada vez que ligávamos para a Copel, ouvíamos "sem previsão". Concordo que o estrago foi grande, mas 44 horas? A Copel já foi bem mais eficiente. Receberemos desconto na fatura pelas horas sem energia? E os alimentos perdidos?

Fabiane Márcia Degani

* * * * *

As mensagens devem ser enviadas à Redação com identificação do autor, endereço e telefone. Em razão de espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou editados. O jornal se reserva, ainda, o direito de publicar ou não as colaborações.Rua Pedro Ivo, 459 - Centro • Curitiba, PR - CEP 80010-020 • Tel.: (41) 3321-5999 - Fax: (41) 3321-5472.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]