i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Luiz Cláudio Mehl

Como haverá de ser o nosso prefeito? Ou prefeita?

  • PorO titular da coluna, Carlos Heitor Cony, está em férias.
  • 24/09/2008 21:01

Antecipar o futuro! Essa é uma possibilidade que nos fascina. Homens e mulheres disputam o privilégio de ter o conhecimento antecipado dos acontecimentos. Alguns recorrem às cartas, outros buscam respostas nos horóscopos; e há também quem utilize búzios ou videntes. Qual então será o perfil do futuro prefeito?

Ele/ela não poderá viver unicamente da memória, pois a cidade que vive apenas da memória é uma cidade fantasma. É preciso, porém, que cultive lições da história, pois uma cidade sem memória não tem rumo. E uma cidade com memória é uma cidade sábia.

Deverá estar consciente de que a cidade não tem dono, mas tampouco é terra de ninguém. Deverá se preocupar com a alma do povo, dedicando-se às obras para o povo, mas não poderá jamais esquecer de compartilhar com alma as suas obras.

Deverá ter solidariedade com os miseráveis e os humildes, pois isso conforta o coração dos seres humanos. Suas ações deverão se estender para além das intenções, por isso o homem deverá ser o sujeito e objeto do planejamento, que deverá produzir resultados práticos.

O respeito ao cidadão deverá estar presente entre as suas prioridades; o tempo perdido na fila da maternidade, da escola, do ônibus, da previdência e da imprevidência deverá encontrar no/a eleito/a um adversário constante.

Suas leis deverão se preocupar com o básico, o essencial. Seus auxiliares deverão ser preparados e estimulados a tomar decisões, não a ser prisioneiros da lógica fria dos computadores, embora devam saber fazer uso delas.

As escolas não serão mágicas. Poderão ser chamadas de integrais, públicas ou privadas; mas deverão ter carteiras e professores exercendo a profissão com dignidade. Hão de ser um lugar opção dos mais pobres, dos menos pobres e também dos ricos.

A saúde do povo deverá preocupar o/a prefeito/a.

Para isso terra, ar, água e todos os bens da natureza serão preservados da ação predadora de quem não os respeita – e recuperados por medidas de saneamento básico.

Os doutores cuidarão da alma e do corpo dos cidadãos. E a miséria será combatida com a multiplicação do emprego.

O/a prefeito/a não poderá ser omisso, mesmo sabendo que a solução da moradia está na riqueza dos campos. O equilíbrio da casa própria será perseguido pela criação de instrumentos que promovam a comunicação entre as necessidades dos mais diversos segmentos da sociedade.

A harmonia de convivência será garantida pela vocação de cada vizinho. Quem produz batata deverá ser incentivado para produzir mais batata; o que planta verdura, que plante mais verdura; e aquele que industrializa produtos, que multiplique os empregos.

Que haja estímulo à criatividade individual e desenvolvimento das artes. Esse é o caminho para cruzar o deserto de idéias. E na nossa cidade este terreno é extremamente fértil.

Ele/ela não deverá ser um Frankenstein gerado por mago de marketing político. Será o/a cidadão/a que recebeu a maioria de votos. Por isso, sempre é bom lembrar: vote bem. Vote consciente.

Luiz Cláudio Mehl é presidente do Instituto de Engenharia do Paraná.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.