Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • C

    Carlos Feliz

    ± 2 horas

    A roda da economia só vai voltar a rodar com vigor quando pararmos de maltratar o consumidor com uma carga tributária excessiva sobre os bens de consumo. A Reforma Tributária que está prestes a ser votada inverterá essa regressividade perversa ( o imposto sobre consumo onera muito mais os pobres) tributando mais as altas rendas, corrigindo a tabela do IR e aumentando o limite de isenção. Se isso acontecer o consumidor de baixa renda voltará a consumir e os investimentos voltarão. Pelo menos é o que eu espero...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • L

    Lopes

    ± 2 horas

    PIB = Consumo do povo + Gastos Governo + Investimentos + ( Exportações - Importações). Fórmula simples, que escancara o seguinte detalhe: O Governo não produz nada, apenas gasta, e para tanto, precisa primeiro tirar do povo. Logo, se não fosse O Governo, o consumo das famílias poderia fazer o PIB crescer de maneira sustentável e benéfica a todos.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • C

    Cidadão Brasileiro

    ± 5 horas

    Boa análise. Pode-se completamentar que o círculo vicioso mencionado, a retração da demanda interna pelo desemprego, TAMBÉM piora pela redução da massa salarial total, mas a reforma trabalhista tentou equacionar a produtividade nas empresas com menor custo da mão de obra. Não adiantou, como se viu não houve aumento de empregos. Por cima disso, a ociosidade nas empresas adia investimentos. Com o governo sem poder de puxar a economia (algo a que o liberalismo se opõe apenas filosoficamente), também a roda fica parada; a folga proporcionada pela reforma da previdência virá lentamente e ainda puxando o cobertor curto do lado consumo das famílias, q terão menos p/ gastar (continua).

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    3 Respostas
    • C

      Cidadão Brasileiro

      ± 8 minutos

      Lopes: os poucos grandes exportadores de commodities nem moram no Brasil, aproveitam a vida em lugares como Australia, Chile e Noruega. Nesses países a qualidade de vida é boa não por causa das commodities (senão viver sob o jugo da família Saud seria uma maravilha), mas porque a população, bem educada, não pode ser enrolada facilmente com falácias ideológicas, nem políticos corruptos se elegem com dinheiro de “doadores desinteressados”, nem medidas como a transferência massiva de dinheiro público a partidos é tolerada. Onde há material humano qualificado pululam negócios de alto valor agregado, e a exportação vem naturalmente.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • L

      Lopes

      ± 2 horas

      Cidadão Brasileiro: Austrália vive de commodities, Chile também. Essa besteira de que indústria é mais importante que agricultura e extrativismo é desculpa para o Governo justificar os desmandos na Economia, e que resulta apenas na deterioração da qualidade de viva do povo, quem realmente trabalha, produz e consome.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • C

      Cidadão Brasileiro

      ± 5 horas

      O erro maior está em não exportar valor agregado, apenas commodities. Dependemos de muitos produtos tecnológicos importados. Se as commodities agrícolas, minério e uns + aí param de fluir para fora, não temos dólares para os importados e o câmbio se vai. Não é possível competir no mundo sem um fator de produção inescapável: qualificação de mão de obra. Sem ensino forte, não há futuro, vide os asiáticos. A politização da educação é suicídio econômico. Por outro lado, há certos “fungos” que vingam com a situação corrente: tráfico, crime organizado, certas “igrejas”, corruptores - esses estão se imiscuindo na política, cada vez mais. E a sociedade distraída com bobagens nas redes sociais.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.