i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Editorial 2

Maior rigor

  • Por
  • 24/04/2009 21:02

Jovens com menos de 18 anos não podem mais ficar fora de casa após as 23 horas sem a companhia de um responsável. Isso vem ocorrendo em pelo menos seis cidades do interior de São Paulo, por decisão de juízes titulares de Varas da Infância e Juventude, que determinaram a aplicação de normas rígidas quanto à permanência dos menores em "situações de risco", o que quer dizer afastar crianças e adolescentes dos perigos a que estão sujeitos nas ruas. A ideia da restrição surgiu de um "clamor da sociedade", segundo um dos juízes, lembrando que a decisão se baseia totalmente no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA). De janeiro a maio de 2004 – período em que as restrições não estavam em vigor –, foram registrados 131 casos de furto com participação de menores em um dos municípios. Quatro anos depois, no mesmo espaço de tempo, com as restrições, foram computados 11 casos. Não há dúvida do ganho para a segurança pública com os adolescentes fora das ruas à noite e de madrugada. O que se lamenta é que isso só ocorra por força de lei, quando o desejável seria que as próprias famílias cuidassem da questão e decidissem, pelo diálogo calcado em valores, em quais situações é aceitável – lembremos, por exemplo, dos que precisam estudar à noite – que os adolescentes estejam fora de casa a altas horas.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.