Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Não podem passar em branco as denúncias apresentadas no do­­­­min­­­go pelo Fantástico, da Rede Globo, sobre as fraudes envolvendo os radares que controlam a velocidade no trânsito. Na ampla e bem embasada reportagem são revelados detalhes das ilicitudes cometidas, desde manipulação de licitações – passando pela oferta de pagamento de propina, até manobras para "apagar" multas do sistema. O escândalo envolve cidades de vários estados, entre elas Curitiba, uma das primeiras capitais do País a contar com radares e redutores de velocidade para disciplinar o trânsito. Diante da gravidade do que foi mostrado no programa de televisão e repercutido pelos jornais, o caso precisa ser esclarecido com toda responsabilidade, dando-se a devida divulgação dos resultados para a sociedade, a quem o sistema se destina. O prefeito Luciano Ducci já anunciou que pretende rescindir contrato com uma das empresas envolvidas e passar o controle do sistema para a Diretran e a Urbs. Sem dúvida, duas providências oportunas para salvaguardar a credibilidade do serviço.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]