i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Editorial

Na Venezuela, um Legislativo falso e usurpador

  • PorGazeta do Povo
  • 08/01/2021 17:36
guaidó
EUA, Brasil e outros países continuam a reconhecer Juan Guaidó como presidente interino da Venezuela, endossando a prorrogação do mandato da Assembleia Nacional eleita em 2015.| Foto: Federico Parra/AFP

Os poderes legítimos não governam, enquanto os impostores, graças ao uso da força, detêm o poder de fato. Esta é a situação da Venezuela sob o bolivarianismo – já era assim no Poder Executivo desde 2019, quando o ditador Nicolás Maduro pretendeu tomar posse após um processo eleitoral totalmente fraudulento, levando o presidente da Assembleia Nacional, Juan Guaidó, a proclamar-se presidente interino do país, com amplo reconhecimento internacional. Agora, a situação atinge também o Poder Legislativo, com a “posse”, no último dia 5, de uma suposta nova legislatura na Assembleia Nacional, quase que inteiramente composta por chavistas.

“Suposta” porque a ilegitimidade desta composição da casa legislativa é tão flagrante quanto a ilegitimidade de Maduro. Os deputados foram “eleitos” em outro pleito repleto de irregularidades, boicotado pelas forças democráticas, com intervenção judicial que colocou amigos do chavismo no comando de partidos até então de oposição a Maduro, e cujo resultado não foi reconhecido por boa parte da comunidade internacional, a não ser pelos camaradas ideológicos do bolivarianismo. Estes chavistas podem até intitular parlamentares, mas não o são; e o grupo que formam pode até se reunir diariamente no prédio onde deveria funcionar o Poder Legislativo, mas também não pode se intitular Assembleia Nacional – no máximo, uma “Assembleia Nacional paralela” e usurpadora.

A ilegitimidade da composição da Assembleia Nacional que tomou “posse” no dia 5 é tão flagrante quanto a ilegitimidade de Maduro. Os deputados legítimos continuam a ser os eleitos em 2015

Onde está, então, o legítimo Poder Legislativo da Venezuela? Afinal, pela lei, esta semana marcaria o encerramento de uma legislatura e o início de outra. Que status passariam a ter os deputados eleitos em 2015, quando o povo realmente teve voz e elegeu uma maioria de democratas? Além disso, caso a legislatura se desfizesse, Guaidó já não poderia reivindicar a presidência interina do país, pois também deixaria de ser o presidente da Assembleia Nacional. Pois um número suficiente de deputados conseguiu contornar as restrições de movimento impostas pela ditadura, reunindo-se e aprovando uma lei que prorroga, em caráter excepcional, os próprios mandatos, para evitar que houvesse um vácuo de poder. Uma atitude tão necessária quanto legítima.

O desafio seguinte seria conseguir o respaldo internacional. Pois não bastava que as democracias ocidentais repudiassem o Legislativo falso de Nicolás Maduro; seria preciso que elas também reconhecessem a extensão do mandato legislativo dos deputados eleitos em 2015, com Guaidó à sua frente – consequentemente, mantendo seu reconhecimento como presidente interino do país. Os Estados Unidos, o Reino Unido e boa parte do Grupo de Lima, do qual o Brasil faz parte, mantiveram seu endosso à Assembleia Nacional legítima e a Guaidó no próprio dia 5; apenas Argentina e México, com governos de esquerda, não assinaram a nota. Mais preocupante foi a postura da União Europeia. O órgão não considera legítima a eleição parlamentar de 2020, mas a Comissão Europeia também não reconheceu a ampliação do mandato da Assembleia Nacional legítima – e boa parte do Parlamento Europeu já demonstrou insatisfação com a decisão do braço executivo da UE. Na prática, a posição do bloco europeu passa a ser a de que não existe nem Executivo, nem Legislativo nenhum operando de forma legítima na Venezuela, já que o bloco também não reconhece a posse de Maduro em 2019.

A “posse” dos pseudodeputados chavistas, a bem da verdade, não muda muito na Venezuela. Mesmo quando ainda não havia uma Assembleia Nacional ilegítima, as decisões dos deputados eleitos em 2015 eram letra morta e continuarão sendo, já que Maduro segue impondo sua vontade graças ao apoio das Forças Armadas e dos coletivos paramilitares. O amplo repúdio da comunidade internacional a Maduro e o reconhecimento (agora desfalcado pela decisão da EU) de Guaidó pouco ajudaram a criar o clima para que a democracia retorne à Venezuela. E, neste momento, é difícil imaginar que a posse de Joe Biden como presidente dos Estados Unidos altere o balanço de forças a ponto de Maduro aceitar uma negociação séria, já que nas rodadas anteriores, mediadas por outros países, a participação do ditador se mostrou apenas um teatro que lhe permitiu ganhar tempo enquanto aumentava a repressão internamente. O sofrimento dos venezuelanos, infelizmente, tem tudo para continuar.

9 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 9 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • R

    Roberto Fakir

    ± 8 horas

    Assembleias ilegais em países bananeiros não são tão anormais (sic) assim, pois são apenas países bananeiros. Aqui, a imprensa quase conseguiu montar a assembleia de Brasília totalmente ilegal. Nenhum jornal fez alguma referência ou editorial exclusiva sobre "O HOMEM QUE UM DIA QUIS SER NANCY PELOSI", mas de forma ILEGAL. Talvez os 4 ou 5 ministros que votaram pela ilegalidade estejam com as redações nas mãos, ou a ideologia dos jornalistas de hoje vão fazer que se efetivem VÁRIAS ilegalidades a partir da saída de Donald Trump. O povo brasileiro não tem nada a ver com os EUA mas viu o que aconteceu lá. Coragem é um produto escasso em tempos de sleep giants.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • M

      MICHAEL GUSTAV ADOLF MULL

      ± 8 horas

      As eleições já eram fraudulentas quando trabalhava lá como expatriado , entre 2006 e 2009. Não começou em 2019.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • C

        Celso Arruda Salomé

        ± 9 horas

        Ditador da Venezuela condenando invasão do Capitólio. Quem diria.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • J

          JOSIL

          ± 10 horas

          Aqui também temos os usurpadores no legislativo e no STF, etc, tudo farinha do mesmo **** . E também temos os seus apoiadores, os parasitas travestidos de "progressistas" e outros "inteligentinhos/bonzinhos/limpinhos", ou levianos e folgados mesmos....

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • M

            Marcus Pinheiro Machado

            ± 11 horas

            AQUI UM PRESIDENTE FALSO ,MENTIROSO E USURPADOR

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            3 Respostas
            • F

              FB

              ± 10 horas

              Falou pouco e ainda falou caca. Tudo o que menos precisamos é de extremista de ultra esquerda falando essas coisas.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

            • J

              JOSIL

              ± 10 horas

              Perdeu a boquinha, está com saudades dos PeTralhas, crise de abstinência, com certeza. Não só esse, mas muita gente, muita mesma; "tradicional/grande" imprensa/mídia sendo os portas vozes dos parasitas, afinal também não são de ferro e foram atingidos.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

            • S

              Sou Brasil

              ± 10 horas

              Marcus, faltou você xingá-lo de bobão!!!...Me poupe, que tipo de comentário ofensivo, sem argumento e desnecessário!

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

          • D

            Domingos Marconato

            ± 14 horas

            Cada povo tem o governo que merece,assim foi a Venezuela, no mesmo caminho está indo a Argentina, e como o povo é burro, num futuro não muito distante , o Brasil , e dentro de 50 anos a grande maioria da humanidade estará sob o jugo da esquerda criminosa.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            Fim dos comentários.