i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
coluna do leitor – 6/7/2018

Divida pública e previdência

  • Porleitor@gazetadopovo.com.br
  • 06/07/2018 00:01

O problema não está na Previdência. E todos sabem disso. O foco é enxugar a máquina pública, diminuindo ministérios e eliminando apadrinhamento e benesses. Os políticos não devem fazer do cargo uma profissão e sim uma contribuição à nação. Cada um deve utilizar seu próprio carro, pagar pela moradia e pelo plano de saúde, contribuir com a previdência e se aposentar nas regras normais da previdência e não do cargo que ocupou temporariamente. Com desonestidade nenhum sistema consegue ter suas contas positivas e desenvolver a nação. A seriedade se impõe em todos os planos. Essa deverá ser a primeira e talvez a única reforma para alavancar o país.

May Med

STF

O STF é a última instância, é o Supremo, deve independentemente de religião e política ser imparcial, fiel à Constituição e apoiar a Justiça contra os malfeitores. Lugar de bandido é na cadeia. O grande dilema é saber a quem recorrer quando o STF proceder tendenciosamente e transgredir até o princípio elementar que deveria ser o seu norte.

Humberto Schuwartz Soares

Vandalismo

Acho engraçado a prefeitura fazer campanha para denunciar vandalismo. Quando vi um meliante roubando tudo que era de valor de dentro de um totem de um ponto de ônibus no centro, cerca de meio-dia, liguei para a Guarda Municipal, fiz a denúncia e fiquei esperando a chegada da viatura. O rapaz conseguiu roubar tranquilamente e a GM não chegou. Fiquei uns 20 minutos esperando. Há dois anos eu denuncio as pessoas envolvidas nos roubos dos sinaleiros da Linha Verde (que agora estão roubando os sinaleiros, mas antes roubavam tampa de bueiro, fiação elétrica e outros) e a Prefeitura não fez absolutamente nada com essa galera. Lamento que a preocupação da prefeitura seja da boca pra fora.

Cristiane Lois Coleti Sierra

Abrir lojas em shoppings

Com os alugueis absurdos e esse monte de desempregados, pode esquecer. Eu abri um negócio num shopping e começou só dar prejuízo. Como eu vi que a projeção da economia esse ano é péssima e não recupera mais antes do fim do semestre no ano que vem, já logo fechei o negócio antes que virasse uma bola de neve. Fora a multa que me cobraram: pesada e injusta. O shopping é com se fosse seu sócio sem nenhum tipo de risco. Definitivamente não é a hora de arriscar abrir em shopping. Faça um negócio pequeno, virtual e trabalhe em casa.

Eriko Tallevi

Eleições

Acho que a maioria dos eleitores ainda se decide com base no programa da TV. Até porque os candidatos ainda nem apresentaram de fato seus planos de governo inteiros e as chapas ainda não foram definidas. Daqui para outubro o cenário ainda vai mudar muito. Até lá temos muito debate de propostas pela frente. Assim que o eleitor parar para pesquisar o plano de governo e o histórico de trabalho dos candidatos, as coisas tendem a mudar.

Márcia Candido

Desigualdade

Faltou indicar os mecanismos mais eficazes para gerar mobilidade social: baixos impostos, baixa regulação, acesso ao crédito, respeito às leis e aos contratos. Assim, haverá mais empregos e os mais pobres poderiam inclusive criar empresas e empreender. Como nos Estados Unidos, aonde muitos chegam sem dinheiro e prosperam.

Eduardo Prestes

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.