i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Coluna do leitor

Richa x Requião 1

  • Por
  • 16/02/2007 18:04

A Gazeta do Povo está cumprindo seu papel de alertar a sociedade para o perigoso discurso ideológico do governador Roberto Requião e do líder venezuelano Hugo Chávez. Cabe à sociedade fazer sua parte, como fizeram o empresário Joel Malucelli na reportagem sobre as PCHs, José Pio Martins na "Resposta a um jovem iludido" e o prefeito Beto Richa em carta aberta. É um comportamento oposto ao dos que se calam para continuar "amigos do rei".

Roberto A. Trauczynski, empresárioCuritiba – PR

Richa x Requião 2

Acompanhando a guerra do prefeito Beto Richa, acho que ele deveria provar sua inocência na Justiça, e não se esconder atrás da memória do pai, o ex-governador José Richa, para se defender do que diz o governador Roberto Requião. Se tem alguém usando a memória e o nome do ex-governador é seu próprio filho.

Huglia Kety Capelini, auxiliar de farmáciaCuritiba – PR

Richa x Requião 3

Sorte de nós, curitibanos, que vivemos em uma democracia. Se monarquia fosse, o governador Requião já teria mandado decapitar algumas cabeças, entre elas a de Beto Richa, prefeito que Curitiba, cidade que vem tendo verbas boicotadas, cerca de R$ 50 milhões, por causa da rixa entre governo e prefeitura.

Thiago H. Z. de Souza, advogadoCuritiba – PR

Richa x Requião 4

Lamentável sob todos os aspectos o comportamento do governador. Lamentável, porém esperado. Na falta de atos concretos de sua lastimável administração, ele procura a polêmica para obter espaço na mídia. Enquanto isto, nossas praias estão se tornando verdadeiros caldos de coliformes fecais, nossas escolas mais parecem favelas e nosso estado participa cada vez menos da renda nacional.

Luiz Tomita, administrador e professorCuritiba – PR

Scalco

A diretoria do Instituto Ciência e Fé, entidade de utilidade pública estadual e municipal, quer manifestar integral e irrestrito apoio ao ex-deputado constituinte e ex-ministro de Estado, Euclides Scalco, vitimado por acusações recentes do governador Roberto Requião, a propósito de supostos episódios da campanha eleitoral de 2002. Não só carecem de comprovação tais acusações, como seriam referenciadas por suposta testemunha, empreiteiro de obras públicas, que já desmentiu categoricamente sua participação na suposta ocorrência com que se procura enlamear um paradigmático homem público do Paraná, cuja vida e obra têm sido incansavelmente apontadas como exemplares em todo o país. O Instituto Ciência e Fé, com um trabalho cultural e científico de 12 anos, tem em Scalco, um dos fundadores da instituição, um de seus pontos de apoio e referência. Dele só se pode dizer, pois, que se trata de um cidadão irrepreensível, acima de quaisquer suspeitas.

Instituto Ciência e FéCuritiba – PR

Combustíveis 1

É o feriado chegando e os postos correndo para aumentar o preço da gasolina em 25% do dia para a noite. Enquanto isso a Petrobrás anuncia recorde de lucro e o povo paga a conta.

Higor V. dos ReisCuritiba – PR

Combustíveis 2

Uma dica de economia para quem vai viajar: deixe para abastecer na estrada, pois o preço dos combustíveis não sofre a pressão do cartel e por isso é bem mais barato. Palavra de quem só abastece nas estradas.

Carlos CorreaCuritiba – PR

Combustíveis 3

Infelizmente no Brasil a cartelização é tão óbvia que revendedores de combustíveis, produto essencial, se organizam em sindicatos e criam suas condições de atendimento e preço. ANP, Procon e outros órgãos de fiscalização só aparecem esporadicamente. Talvez porque os impostos gerados sejam significativos. Nessa condição não é de estranhar os preços absurdos cobrados em Curitiba.

João Carlos Cascaes, engenheiroCuritiba – PR

Maioridade penal 1

A maioridade penal deve sim ocorrer no Brasil. Não adianta falar que tem que educar o delinqüente, que tem que dar um auxílio ou algo do gênero. A realidade é que hoje, tudo o que acontece é culpa da educação. Parece que virou moda alguém cometer um crime e todo mundo falar: "olha tinha que dar educação para o povo". Educação é necessário sim, mas não pode carregar nas costas "a culpa dos crimes". Se fosse assim, gente com superior completo, pós-graduação e tudo mais não cometia crimes. Marginais precisam pagar pelos atos, sendo maior ou não.

Andressa Oestreich, estudantePinhais – PR

Maioridade penal 2

Sempre que acontece um caso de violência, a sociedade brasileira se mobiliza e discute os mesmos assuntos: a redução da maioridade penal e o aperto nas leis criminais no país. É só passar um certo tempo, que o assunto cai no esquecimento, e só volta ser lembrado se um caso de violência repercutir nacionalmente e chocar o país. Precisamos de segurança, pagamos impostos para receber em troca saúde, saneamento, infra-estrutura e a segurança pública, garantida na Constituição. Nosso país padece, e não é só com o aperto em nossas leis que vai resolver a situação. Se revermos a situação social do país, começando com a educação, a família estruturada e mais oportunidades de empregos, diminuiremos o buraco social em que se encontra o Brasil, e daremos maiores oportunidades aos jovens. Para tudo isso é preciso vontade política no Congresso Nacional.

Claudemir dos Santos, técnico em informáticaCuritiba – PR

Obras 1

As obras do viaduto da Marechal já estariam concluídas se estivesse ele localizado no Batel?

Cezar C. SchwindCuritiba – PR

Obras 2

Gostaria de informações sobre os serviços do Viaduto Parolin. Toda manhã a empreiteira que executa a obra fecha uma das pistas no sentido centro, causando um enorme congestionamento. No entanto, a empreiteira está trabalhando há uns quatro meses e não fez quase nada até agora, exceto uma pintura e pequena recuperação do reboco. Até quando vamos ter de agüentar a demora?

Edevir A. dos SantosCuritiba – PR

Trincheira

Acho um absurdo os prefeitos de Morretes e Antonina e o governador do estado ainda não terem providenciado a construção de uma trincheira no acesso às duas cidades. Todos os dias, milhares de pessoas arriscam suas vidas para atravessar a BR-277, chegando ou saindo da região. Nossa população está cansada de ver os acidentes que ocorrem no trevo. Será que algum acidente grave terá de acontecer para que se tome uma iniciativa?

Leandro FariaMorretes – PR

Prefeitura responde

Com relação às cartas contendo comentários sobre os serviços municipais, a Prefeitura de Curitiba informa os leitores:

Jyunji Tanaami: que a Urbs substituiu um dos veículos da linha Vila Guilhermina por um microônibus, porque diminuiu a demanda de passageiros nos últimos anos; a medida foi adotada para não comprometer o intervalo de circulação dos veículos;

Yeda Cunha: que para organizar o trânsito na entrada e saída das escolas a prefeitura implantou a Operação Escola, que funciona durante todo o ano letivo. Agentes e educadores da Diretran farão blitze educativas nos horários de entrada e saída das principais escolas da cidade para orientar os pais sobre o transporte seguro de crianças, alertar os motoristas sobre os limites de velocidade e cuidar da travessia segura dos estudantes.

Marcionilio Antonio Machado: que a coleta de lixo orgânico domiciliar foi modificada para melhorar o atendimento à população. Por causa do crescimento dos bairros e do volume de lixo gerado, foi preciso aumentar o roteiro da coleta e a área de abrangência de cada veículo. Nos setores da cidade onde a coleta é feita à noite, atuam equipes de limpeza treinadas para respeitar o descanso dos moradores e trabalhar da maneira mais silenciosa possível. Os moradores que se sentirem perturbados poderão comunicar à Central de Atendimento da Prefeitura, pelo telefone 156.

Secretaria Municipal da Comunicação Social da Prefeitura de Curitiba

Postura firme

Como leitor assíduo deste jornal e, principalmente, como paranaense, quero cumprimentar a Gazeta do Povo pelas posições firmes, claras e indispensáveis para um veículo de comunicação dessa envergadura. O editorial desta quinta-feira (15/2) sintetiza bem esse meu entendimento. O jornal expressa um sentimento que, com certeza, é o da maioria da população. Com essa postura, a Gazeta do Povo desempenha um papel de porta-voz daqueles que também não concordam com algumas atitudes condenáveis do nosso governante. Parabéns!

José TavaresCuritiba – PR

Taxistas

"Como usuária diária de táxis, sempre fui tratada com cortesia, independentemente da distância da corrida. Os taxistas costumam ser simpáticos, adequadamente trajados e educados. Não posso deixar de ser solidária com os profissionais que prestam bons serviços a mim e, tenho certeza, à cidade em geral."

Nelma Galvão Puhl, comercianteCuritiba – PR

***

Praça Carlos Gomes, 4CEP 80010-140 – Curitiba, PR Fax (041) 3321-5472leitor@gazetadopovo.com.br

Em razão de espaço ou compreensão, os textos podem ser resumidos ou editados. O jornal se reserva o direito de publicar ou não as colaborações.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 0 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.