Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...

Havia muito tempo que não lia uma coisa tão digna e séria quanto o comentário de Beatriz Campos na Coluna do Leitor (Gazeta, 21/2). A decisão do STF de obrigar o Estado a indenizar presos é deveras vergonhosa e canalha! A Constituição foi diversas vezes pisada, rasgada, e ainda têm coragem de dizer que estamos em uma democracia. Quando vejo o ministro Marco Aurélio – ele, que endossou o confisco das poupanças no passado –, não consigo ficar sem rir. É um senhor ator teatral!

Miguel Riechi

Poderes

O Brasil tem um Poder Judiciário sucateado (salvo o abnegado grupo da Lava Jato). Além disso, um Executivo e um Legislativo que em 13 anos quebraram a economia, pelo roubo das estatais ou pela cumplicidade surda e muda.

Benone Augusto de Paiva

Hospitais públicos

A precariedade no atendimento dos hospitais públicos brasileiros é resultado da má gestão dos recursos públicos. Vemos doentes em desespero, mendigando tratamento e sem poder fazer exames. E, nos mesmos hospitais, corredores cheios de materiais encaixotados que não foram usados. É muito provável que tenham sido adquiridos para que os que ocupavam as cadeiras de gestores enchessem seus bolsos de propina. Dinheiro do contribuinte jogado no lixo.

Jeovah Ferreira

Água

Discordo do artigo de Yves Besse (Gazeta, 23/2), diretor na empresa Veolia Water Technologies. Toda vez que o Estado pretende regular um bem escasso, ele o torna indisponível. Pedir por mais regulação só interessa a quem dela pretende viver. O que pretende a empresa em questão? Ser contrata pelo estado. Explicado.

João Queiroz

Orquestra

Em recente visita a Viena, constatei que, em apenas um dia, havia 14 concertos em cartaz, além de uma casa de ópera que traz uma ópera diferente a cada dia, sete dias por semana. Em Curitiba, temos uma bela casa de espetáculos, e o pouco que ainda resta da Escola de Belas Artes. Manter a Sinfônica e o balé é o mínimo que o governo pode fazer pela cultura paranaense.

Herbert Richert

Trânsito

Sem generalizar muito, o problema do trânsito de Curitiba é o curitibano! Motoristas que não cumprem regras, não planejam seus trajetos, são egoístas e mal educados; motociclistas que perderam a noção do perigo; ciclistas que são cheios de direitos e esquecem das regras que também a eles se aplicam; e os pedestres, que ajudariam se também seguissem as regras! É um festival de infrações e imprudências, e ainda há quem reclame da tal indústria da multa!

Melissa Oliveira

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]