O presidente da República, Jair Bolsonaro, participa do  lançamento da Pedra Fundamental para a duplicação da BR – 469
O presidente da República, Jair Bolsonaro, participa do lançamento da Pedra Fundamental para a duplicação da BR – 469| Foto: Carolina Antunes/PR

O presidente Jair Bolsonaro e o governador Carlos Massa Ratinho Junior assinaram, nesta quinta-feira (27), em Foz do Iguaçu, o documento que oficializa o começo do processo de duplicação da Rodovia das Cataratas (BR-469), do trevo de acesso à Argentina até a entrada do Parque Nacional do Iguaçu. Eles também lançaram a pedra fundamental da obra de 8,7 quilômetros. A intervenção será financiada quase integralmente pela Itaipu Binacional (R$ 136,3 milhões dos R$ 139,4 milhões necessários). O restante será bancado pelo Governo do Estado.

As principais notícias do Paraná no seu whatsapp

O presidente Jair Bolsonaro destacou o potencial turístico da região e disse que a obra se insere no contexto de grandes investimentos da Itaipu Binacional em infraestrutura, que somam perto de R$ 1 bilhão na região. “A gestão da Itaipu tem sido bem administrada e estão sobrando recursos para investir em obras nesse canto maravilhoso do Estado e do País, onde estão as Cataratas do Iguaçu, uma das maiores belezas naturais do mundo”, disse o presidente. Destacando as recentes parcerias entre o governo federal e o estado, que viabilizaram, através de Itaipu, além da duplicação da rodovia, a construção da segunda ponte entre o Brasil e o Paraguai e a ampliação do aeroporto de Foz do Iguaçu, Bolsonaro ironizou que “ o ministro Tarcísio Freitas (infraestrutura) e o diretor da Itaipu Binacional, Joaquim Silva e Luna deviam fazer parte dos quadros da Secretaria de Infraestrutura do Paraná”.

O ministro de Infraestrutura, Tarcísio Freitas, reforçou o discurso do presidente, afirmando que “a maior parceria de infraestrutura do Brasil, hoje, é com o governo do Paraná. Com essa parceria, vamos transformar esse estado”. O ministro disse que a duplicação se alinha aos outros investimentos planejados para remodelar a infraestrutura do Paraná. “Juntamente com o Estado estamos desenvolvendo o maior programa de concessão rodoviária da história do País. Serão R$ 75 bilhões investidos nos próximos 30 anos, 2,4 mil quilômetros de novas duplicações e menos tarifas de pedágio. Vamos curar a ferida do Anel de Integração. E ainda tem o ramal ferroviário da Ferroeste que vai de Maracaju, no Mato Grosso do Sul, até Paranaguá”, disse.

O governador Ratinho Junior destacou que as obras da Rodovia das Cataratas vão potencializar o turismo na região Oeste e ajudar a recuperação do setor depois da pandemia. “É mais um reconhecimento do governo federal à importância do Paraná e de Foz do Iguaçu para o País. Estamos modernizando juntos a infraestrutura do Estado”, afirmou. Ele citou, ainda, as parcerias na segunda ponte entre Brasil e Paraguai e na ampliação da pista do Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. “O presidente Bolsonaro não colocou em seu plano de governo a segunda ponte para o Paraguai, mas, em um ano está fazendo a maior ponte do Brasil de vão livre. Não colocou a ampliação do aeroporto de Foz, mas está fazendo. Não colocou a duplicação da rodovia, mas, em um ano e meio está lançando a pedra fundamental. Tudo isso graças à gestão de Itaipu, que está fazendo um trabalho sério, gerando economia e nos permitindo repensar a infraestrutura do estado e do país”, declarou o governador.

9 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]