• 05/03/2020 18:14
Regime semiaberto

Lava Jato: Fachin autoriza uso de tornozeleira eletrônica a filho de Meurer

  • 05/03/2020 18:14
    Ministro do STF Edson Fachin, relator da Lava Jato
    Ministro do STF Edson Fachin, relator da Lava Jato| Foto: Rosinei Coutinho/SCO/STF

    O advogado Nelson Meurer Júnior, filho do ex-deputado federal pelo PP do Paraná Nelson Meurer, está autorizado a usar tornozeleira eletrônica e deixar a prisão. A decisão foi assinada nesta quinta-feira (5) pelo ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF). Em maio de 2018, no âmbito de uma ação penal derivada da Lava Jato, Júnior foi condenado por corrupção passiva a 4 anos, 9 meses e 18 dias de reclusão, mas em regime semiaberto. “Ele está há 4 meses cumprindo pena de modo ilegal, em uma prisão”, reclamou o advogado Michel Saliba, responsável pela defesa. Em outubro de 2019, Júnior foi levado para a Penitenciária Estadual de Francisco Beltrão junto com seu pai, Nelson Meurer, cuja pena era em regime fechado. “Enquanto perdurar o estado de ausência de estabelecimento penal adequado ao regime semiaberto na Comarca de Francisco Beltrão, o cumprimento da reprimenda no aludido regime seja realizado na forma harmonizada”, escreveu Fachin.

    Tudo sobre:

    Comentários [ 0 ]

    O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.