Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
urnas eletrônicas
| Foto: Arquivo Gazeta do Povo

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) marcou para o dia 11 de abril uma nova eleição municipal em Munhoz de Melo, cidade da região Norte do estado. Os eleitores voltam às urnas porque o candidato a prefeito mais votado em 15 de novembro de 2020 acabou com a candidatura indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A eleição suplementar será realizada apenas para o Executivo - ou seja, para a definição dos cargos de prefeito e vice-prefeito.

As principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

Gilmar José Benkendorf Silva (MDB) obteve 55,95% dos votos - uma diferença de 448 votos para o segundo lugar. A candidatura foi cassada porque o emedebista não se desincompatibilizou, no prazo previsto pela legislação eleitoral, do cargo de secretário da prefeitura de Munhoz de Melo. Ele respondia pelas pastas da Agricultura e do Desenvolvimento Econômico. Gilmar já foi prefeito do município por dois mandatos, entre os anos de 2005 e 2012.

De acordo com a resolução divulgada pelo TRE nesta sexta-feira (12), com as regras do novo pleito, as convenções partidárias deverão acontecer entre os dias 22 e 26 de fevereiro e a propaganda eleitoral começa em 2 de março. Os candidatos que exercem cargos públicos devem se desincompatibilizar até 24 horas antes da data marcada para a convenção partidária.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]