i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
TRE

Cidade do Paraná terá nova eleição para prefeitura em 11 de abril

  • PorAngela Luvisotto
  • 12/02/2021 19:50
urnas eletrônicas
| Foto: Arquivo Gazeta do Povo

O Tribunal Regional Eleitoral do Paraná (TRE-PR) marcou para o dia 11 de abril uma nova eleição municipal em Munhoz de Melo, cidade da região Norte do estado. Os eleitores voltam às urnas porque o candidato a prefeito mais votado em 15 de novembro de 2020 acabou com a candidatura indeferida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A eleição suplementar será realizada apenas para o Executivo - ou seja, para a definição dos cargos de prefeito e vice-prefeito.

As principais notícias do Paraná pelo WhatsApp

Gilmar José Benkendorf Silva (MDB) obteve 55,95% dos votos - uma diferença de 448 votos para o segundo lugar. A candidatura foi cassada porque o emedebista não se desincompatibilizou, no prazo previsto pela legislação eleitoral, do cargo de secretário da prefeitura de Munhoz de Melo. Ele respondia pelas pastas da Agricultura e do Desenvolvimento Econômico. Gilmar já foi prefeito do município por dois mandatos, entre os anos de 2005 e 2012.

De acordo com a resolução divulgada pelo TRE nesta sexta-feira (12), com as regras do novo pleito, as convenções partidárias deverão acontecer entre os dias 22 e 26 de fevereiro e a propaganda eleitoral começa em 2 de março. Os candidatos que exercem cargos públicos devem se desincompatibilizar até 24 horas antes da data marcada para a convenção partidária.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 1 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • G

    Geraldo Aureliano Simões

    ± 0 minutos

    O TRE deveria arbitrar o pagamento total das custas de uma nova eleição ,como é o caso desta cidade Munhoz de Melo , ao prefeito que foi cassado por ter descumprido a lei , e usando da artimanha de recorrer a esferas superiores , e se beneficiando desta demora dos tramites, para participar do pleito e obter benefícios para si , como se eleger e aguardar o resultado de suas manobras , desfrutando do cargo para qual foi eleito.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso