i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Meio Ambiente

Na contramão da maioria dos estados, Paraná amplia desmatamento da Mata Atlântica

  • PorKatia Brembatti
  • 23/05/2019 17:04
Ritmo de desmatamento voltou a crescer no Paraná.
Ritmo de desmatamento voltou a crescer no Paraná.| Foto: Henry Milleo/Arquivo Gazeta do Povo

O monitoramento sobre a derrubada de mata nativa, feito a partir da análise de imagens de satélite, indicou que o ritmo ficou reduzido a quase zero em nove estados brasileiros. Foi o que mostrou o mais recente levantamento divulgado pela Fundação SOS Mata Atlântica. Ceará, Alagoas, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Paraíba, Pernambuco, São Paulo e Sergipe tiveram menos de 100 hectares desmatados, o equivalente a 1 quilômetro quadrado no período de um ano – entre 2017 e 2018. Mato Grosso do Sul, Goiás e Rio Grande do Sul também caminham para chegar nessa marca.

Enquanto boa parte dos estados com presença do bioma Mata Atlântica conseguiu frear o avanço sobre as áreas nativas, o Paraná caminha no sentido inverso, com aumento na área desmatada. Entre 2017 e 2018 foram 2049 hectares, ficando em terceiro lugar no ranking nacional, atrás apenas de Minas Gerais (3379) e Piauí (2100), e à frente Bahia (1985) e Santa Catarina (905).

No ano anterior, o Paraná também ficou na terceira colocação, na época com 1,6 mil hectares derrubados. Em alguns estados, a realidade é que a mancha verde foi diminuída a níveis tão baixos que já não é possível registrar casos de desmatamento em larga escala.

O Atlas de Remanescentes mapeia apenas áreas superiores a 3 hectares contínuos, preservados ou em estágio avançado de regeneração. Assim, manchas urbanas ou trechos muito pequenos são desconsiderados. Hoje, restam apenas 12,4% do que havia originalmente de Mata Atlântica no Brasil.

A direção de Gestão do Patrimônio Natural comenta que já espera que os resultados do levantamento da Fundação fossem negativos. Para Aristides Athaydes, diretor do órgão ligado à Secretaria Estadual de Desenvolvimento Sustentável, acredita que os números – que considerou incontestáveis – sejam fruto da política adotada em governos anteriores, baseada na falta de fiscalização e na perspectiva da impunidade, aliada à ausência de incentivo à preservação.

O diretor destaca que algumas medidas já estão sendo tomadas pela atual gestão, na busca por frear o avanço sobre as áreas naturais. Além da perspectiva de realização de concurso público para a contratação de pessoal, a diretoria pretende alavancar o convênio com a polícia ambiental e, em breve, passar a usar um sistema de mapeamento em tempo real que permite a fiscalização remota. Aristides ainda destacou que estão sendo implementadas algumas ações de estímulo à preservação, que ele espera que tenham efeitos imediatos.

Histórico de desmatamento

Ano após ano, o Paraná aparece no topo do ranking de derrubada de Mata Atlântica. Na busca por explicar o esse fenômeno, a Gazeta do Povo preparou, em 2018, um material analítico sobre o caso, que você pode conferir aqui.

8 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 8 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • M

    marcelo souza

    ± 33 minutos

    infelizmente estes ECOTERRORISTAS, só acreditam em suas avaliações, onde são incapazes de se unir com o governo Estadual, assim como a população que hoje, e o maior beneficiário desta Mata. Não adianta olhar somente para ONGs e Universidades, tem que ver o outro lado também. A fonte secou no governo para estas ONGs , e hoje são sustentadas por países, que querem se apossar de nossas Matas, pois eles já acabaram com o que tinham.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • M

      marcelo souza

      ± 33 minutos

      infelizmente estes ECOTERRORISTAS, só acreditam em suas avaliações, onde são incapazes de se unir com o governo Estadual, assim como a população que hoje, e o maior beneficiário desta Mata. Não adianta olhar somente para ONGs e Universidades, tem que ver o outro lado também. A fonte secou no governo para estas ONGs , e hoje são sustentadas por países, que querem se apossar de nossas Matas, pois eles já acabaram com o que tinham.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • E

        ELIZABETHE INES DURAN

        ± 2 horas

        Primeiro aspecto a Fundação SOS Mata Atlântica não apresenta um dado confiável como sempre o fez no Brasil. O caos ambiental apresentado em seus relatórios mantém verbais internacionais para a sua manutenção como ONG. Tempos atrás esta fundação afirmava que o Paraná tinha menos de 10% de cobertura vegetal o que foi desmentido pelo levantamento do MMA, onde levantou um índice 29,3% (fonte Inventário Florestal Nacional 2018). Outro aspecto, esta Fundação pegou dados absolutos. Quanto é a área total de Mata Atlântica no Paraná? Quase 20 milhões de hectares dos quais quase 6 milhões são remanescentes de vegetação nativa. Desmate de 2.049 ha representa 0,03515%, portanto nada de chilique.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • M

          MORALES

          ± 2 horas

          Amauri: Ninguém precisa se entregar à ignorância para preservar. Dá pra fazer de forma inteligente. As incoerências enlatadas: - fenômenos climático cada vez mais imprevisíveis. Existe previsibilidade nos fenômenos climáticos? - quem apoia desmatar para produzir mais? A lei permite desmatamento, veja a lei da Mata Atlântica. Simples. - O seita petista entregou esses dados que vemos aí, ou na sua cabecinha a situação se formou de janeiro para cá?

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • A

            AMAURI

            ± 2 horas

            A NATUREZA não perdoa. Os constantes fenômenos climáticos, cada vez mais imprevisíveis, são prova disso. O duro é saber que tem cegos lmbecis gananciosos, que apoiam desmatar para se produzir mais. O governo de Bozo é incentivador dessa prática.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            1 Respostas
            • M

              MORALES

              ± 2 horas

              Ninguém precisa se entregar à ignorância para preservar. Dá pra fazer de forma inteligente. As incoerências enlatadas: - fenômenos climático cada vez mais imprevisíveis. Existe previsibilidade nos fenômenos climáticos? - quem apoia desmatar para produzir mais? A lei permite desmatamento, veja a lei da Mata Atlântica. Simples. - O seita petista entregou esses dados que vemos aí, ou na sua cabecinha a situação se formou de janeiro para cá?

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

          • E

            ELIANA T

            ± 2 horas

            A Natureza está dando o recado com o Desmatamento através das catástrofes com enchentes, deslizamentos, ventanias fortíisimas, erosões, crateras, etc, tudo por culpa da imbecibilidade e ganância do Homem.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • M

              MORALES

              ± 14 horas

              Interessante que, os órgãos públicos, quase que sempre, apontam a mesma solução para esse tipo de problema: fazer concurso público e contratar um exército de fiscais. Na cabeça dessa gente, o contribuinte sai de casa todo dia, rala, cria filho com dificuldade e produz riqueza para pagar uma legião de funcionários públicos. A falta de aderência com a realidade faz com que esses parasitas não avaliem a enorme crise econômica e falta de alternativa, que leva pessoas a invadirem áreas de APP p/moradia, outros para tirar o sustento, ou seja, contratar func público é a saída útil para quem?

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              Fim dos comentários.