i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Estrutura

Entidades unem forças no Paraná para fomentar a inovação no Litoral

  • PorMaria Eduarda Lass especial para a Gazeta do Povo
  • 13/03/2020 20:08
Litoral do Paraná.
Litoral do Paraná.| Foto: Albari Rosa/Arquivo/Gazeta do Povo

Cerca de 80 entidades entre órgãos públicos, instituições de ensino, ONGs e empresas privadas se reuniram nesta sexta-feira (12) para o pontapé inicial de uma iniciativa que busca incentivar o desenvolvimento econômico do litoral do Paraná nos próximos anos.

RECEBA notícias do Paraná pelo WhatsApp

Encabeçado pelo Sebrae/PR, o chamado Sistema Regional de Inovação (SRI) já funciona em cidades do Oeste e Sudoeste do Paraná, e agora mira os municípios litorâneos. O levantamento realizado pela entidade na região elencou três áreas com potencial imediato de crescimento, e que serão o foco inicial do programa: a aquicultura, o turismo entre temporadas e o empreendedorismo.

“Na aquicultura, temos pessoal na academia e área disponível para criar novas fazendas de ostras, mariscos e aumentar a pesca”, afirma o gerente do Sebrae Joailson Agostinho. “A Mata Atlântica também tem um potencial subaproveitado de turismo ecológico fora do verão, sendo que formamos anualmente profissionais de turismo na região”.

Para fomentar o crescimento dessas e outras iniciativas, o SRI Litoral vai funcionar em duas frentes. O primeiro foco é aproximar as empresas das universidades da região, para reter a mão de obra que se qualifica no local. “O Litoral tem faculdades particulares, três grandes instituições públicas de ensino, mas não tem oportunidades para absorver essa mão de obra. É comum vermos o jovem formado subindo a serra para ser garçom”, afirma Agostinho.

Além de faculdades particulares, as sete cidades que compõem o Litoral contam com a presença da Universidade Federal do Paraná (UFPR), do Instituto Tecnológico Federal do Paraná (ITFP) e da Universidade Estadual do Paraná (Unespar). O escritório do Sebrae em Paranaguá deve funcionar como centralizador das informações sobre profissionais, vagas e qualificações disponíveis, assim como ponto de encontro de empresários que buscam trocar experiências.

O segundo braço de atuação do programa é atrair a atenção do poder público para as novas empresas. “O papel dos municípios e do estado é editar políticas públicas favoráveis ao início e durabilidade das empresas, com benefícios para quem quer empreender, desonerações de impostos e criação de fundos para a inovação”, afirma a consultora do Sebrae Ana Lúcia de Souza. “Se o município não estiver bem organizado no seu ambiente local, não adianta a União e os estados legislarem sobre as empresas, porque, na prática, as coisas não acontecem. ”

Representantes do poder Executivo e Legislativo de cinco das sete cidades litorâneas participaram do lançamento do programa: Paranaguá, Morretes, Guaratuba, Pontal do Paraná e Matinhos. Para a especialista, desenvolver um ambiente favorável à criação e manutenção de novas empresas é o que falta para manter a mão de obra no local, além de atrair novos atores para a área.

Na Região Oeste, o Sistema já intermediou a criação de leis de inovação nos municípios de Cascavel, Toledo, Foz do Iguaçu e Palotina, facilitando o acesso ao crédito por empresas inovadoras. Em 2018, a captação de recursos financeiros para inovação por meio de editais de fomento e linhas de financiamento nessa região foi de mais de R$65 milhões.

9 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 9 ]

Máximo 700 caracteres [0]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Termos de Uso.

  • ~

    ~~

    ± 1 dias

    Tem que parar de jogar esgoto no mar....senão vai ficar como SC.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • M

    Marcos eisenschlag

    ± 2 dias

    Muito bonito, mas parece mais um mecanismo para distribuir o dinheiro publico entre os participantes e deixar tudo como era antigamente. Vejamos um exemplo: SC na decada de 90 tinha um transito de containers pifio. sendo o maior porto utilizado o de Paranagua. Apos a liberação para construção de portos privados, hoje SC e' o segundo estado em volume de containers exportados do Brasil, enquanto aqui ainda estamos discutindo se devemos ou nao ter um porto privado...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • G

    Genecildo sousa

    ± 2 dias

    Muito estranho, agora que parece que esta andando a famosa faixa de infraestrutura de Pontal e aparece alguém dizendo que vai fomentar o turismo aqui, pelo teor da noticia é de alguém que não conhece o mínimo do nosso litoral o que mais atrapalha nosso crescimento em ambas as partes e a locomoção, só quem fica horas e horas em uma fila parado resolve se vem ou não no ano seguinte.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • S

    Sr. Walker

    ± 2 dias

    Que mané turismo na mata atlântica coisa nenhuma. Como isso vai gerar riquesas para o litoral? E a venda de balas de banana, agora vai ter mais sinergia entre Morretes e Antonina para alavancar esse comércio. Meu Deus o que que é isso? Só pode ser piada e de muito mal gosto. Nosso pantanoso litoral vai continuar sua medíocre vidinha da era da escuridão.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • E

    ELIAS

    ± 2 dias

    E o que o Sebrae vai fazer com aquele prefeito grilador de terra?

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • T

    TEZO

    ± 2 dias

    Comecem com um calçadão e ciclovia do morro do cristo ate bairro Eliane beira mar, e a prometida ponte que aí sim começa a alavancar o turismo.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • Z

    Z.

    ± 2 dias

    Falando sobre Matinhos... só se preocupam com um canto da praia, Caiobá. O resto continua uma porcaria desde sempre. Sem calçadas e ciclovias decentes. A falta de padronização, organização e regulamentação de fachadas tornou a comunicação (poluição) visual do comércio um horror. Culpa de prefeitos e vereadores.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • F

    Flavio Teixeira

    ± 2 dias

    Não é permitido nem cortar o mato das praias, prometem que irão fazer uma ponte (desde 1900...), não é permitido abrir estrada porque os ecopénosacochatos não querem que o mato seja retirado. E querem desenvolver o litoral??? É sério? É isso mesmo que li? Kkkkkkk

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

  • J

    Jim Kirk

    ± 2 dias

    Infelizmente a mentalidade do paranaense é muito travada. As praias paranaenses mais restringem que estimulam o empreendedorismo. Vejam SC. Tem lugares que vc vai e tem desde cadeira e guarda-sol até restaurantes que te servem na areia. Aqui pra comprar uma água é complicado.

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • Máximo 700 caracteres [0]

Fim dos comentários.