Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Portas de comércio fechadas
Portas de comércio fechadas| Foto: Alexandre Mazzo/Gazeta do Povo

Pesquisa realizada pelo Sebrae-PR em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV) indica que os pequenos negócios (micro e pequena empresas e MEIs) voltaram a sofrer com a pandemia. De acordo com o levantamento feito entre o fim de fevereiro e início de março, 76% dos 530 empresários paranaenses entrevistados afirmaram que tiveram queda de faturamento -- em média, essa queda foi de 37%.

RECEBA notícias de Paraná pelo Whatsapp

Os dados revelam que o agravamento da pandemia e, consequentemente, o endurecimento das medidas restritivas levaram à interrupção na breve retomada das PMEs e MEIs. Na edição anterior da pesquisa, feita em novembro, o número de afetados pela pandemia era de 70%; uma melhora em relação a setembro, quando a porcentagem era de 75%.

Ainda segundo o Sebrae e a FGV, o acumulado do ano foi ruim para os empreendedores do estado. Para 68% dos pequenos negócios paranaenses, o faturamento em 2020 foi pior do que o de 2019.

A pesquisa revela que o empresariado do estado espera melhora somente para daqui a 18 meses. Com isso, a proporção de empresários preocupados com o futuro da empresa chegou a 56%. O levantamento anterior apontava 45%. Ainda, 19% dos donos de micro e pequenas empresas afirmaram que tiveram que demitir.

Os segmentos mais afetados, segundo o levantamento, foram os de turismo, economia criativa, beleza, serviços de alimentação e artesanato. Na outra ponta, oficinas, pet shops e clínicas veterinárias, serviços empresariais, saúde e agronegócio mantiveram bons números.

1 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]