Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Travessia tem sido feita com três ferry-boats que pertencem ao DER/PR
Travessia tem sido feita com três ferry-boats que pertencem ao DER/PR| Foto: Divulgação/BR Travessias

Moradores e visitantes do Litoral do Paraná reclamam que o tempo de espera para fazer a travessia de ferry-boat em Guaratuba aumentou desde que a concessionária BR Travessias assumiu o serviço, no último dia 7. Há relatos de espera superior a duas horas.

Cadastre-se e receba notícias do Paraná no celular

Um morador de Guaratuba que trabalha em Matinhos e preferiu não se identificar disse à Gazeta do Povo que, desde a mudança de concessionária, tornou-se comum ficar na fila mais do que uma hora. A maior demora foi na última sexta-feira (16), quando teve que aguardar por duas horas. “Com a concessionária anterior, nunca esperei tanto. No máximo uns 40 minutos”, criticou.

“A travessia com a empresa anterior tinha duas balsas. Quando acabou o contrato, ela levou as balsas embora e a concessionária atual está usando três ferry-boats, que têm porte menor. E na travessia tem muito caminhão. Na sexta-feira, quebrou um ferry-boat e ficaram só com dois”, relatou o morador. No dia 11, um dos ferry-boats também havia apresentado problemas e não pôde ser utilizado. Segundo a empresa, nos dois casos os equipamentos voltaram a funcionar no mesmo dia.

Concessionária foi notificada a prestar esclarecimentos

Em nota, o Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER/PR) informou que está acompanhando a situação e já notificou a concessionária para que preste esclarecimentos sobre medidas para resolver o problema. “Segundo avaliação da empresa, a liberação do acesso ao Litoral (após restrições devido à pandemia de Covid-19) resultou em uma demanda acima do esperado para Guaratuba”, destacou o departamento, que classificou o momento como “incomum, de transição entre concessionárias, após décadas de atividade da empresa anterior”.

A respeito do aumento da tarifa, o departamento argumentou que a concessionária anterior havia sido penalizada em 2012, por não cumprir cronograma de investimentos e melhorias e outros itens contratuais, com redução do valor para R$ 7,40, vigente até 6 de abril. Sem a penalidade, a tarifa prevista para a concessão antiga seria de R$ 9,60 em 2021, ainda de acordo com o DER/PR. “Este valor de R$ 9,60, sem a penalidade, é quase 8% maior que o valor da nova concessão, que entrou em vigor no dia 7 de abril, com a tarifa básica de R$ 8,90”, concluiu o departamento.

Também em nota, a BR Travessias informou que os três ferry-boats com os quais vem operando são de propriedade do DER/PR e vinham sendo utilizados pela antiga concessionária. “A empresa informa ainda que a prestação do serviço encontra-se em fase de transição, com os devidos ajustes. A BR Travessias irá disponibilizar três balsas que irão integrar a frota atual. A primeira delas já encontra-se ancorada na baía de Guaratuba e deverá começar a operar tão logo sejam realizadas adequações”, acrescentou a empresa.

A Agência Reguladora de Serviços Públicos Delegados do Paraná (Agepar) solicitou informações ao DER/PR sobre o assunto.

23 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]