i

O Sua Leitura indica o quanto você está informado sobre um determinado assunto de acordo com a profundidade e contextualização dos conteúdos que você lê. Nosso time de editores credita 20, 40, 60, 80 ou 100 pontos a cada conteúdo – aqueles que mais ajudam na compreensão do momento do país recebem mais pontos. Ao longo do tempo, essa pontuação vai sendo reduzida, já que conteúdos mais novos tendem a ser também mais relevantes na compreensão do noticiário. Assim, a sua pontuação nesse sistema é dinâmica: aumenta quando você lê e diminui quando você deixa de se informar. Neste momento a pontuação está sendo feita somente em conteúdos relacionados ao governo federal.

Fechar
A matéria que você está lendo agora+0
Informação faz parte do exercício da cidadania. Aqui você vê quanto está bem informado sobre o que acontece no governo federal.
Que tal saber mais sobre esse assunto?
Mais de 100 mil alunos

Governo anuncia escolas que serão transformadas em cívico-militares

  • 26/10/2020 15:11
O governador Carlos Massa Ratinho Junior lança nesta segunda-feira (26) o programa de colégios cívico-militares do Estado. No mesmo ato  é assinada a regulamentação da lei que autorizou o projeto e anunciada a lista das cerca de 200 unidades beneficiadas nesse primeiro momento.
   Curitiba, 26/09/2020. Foto: Geraldo Bubniak/AEN
O governador Carlos Massa Ratinho Junior lança nesta segunda-feira (26) o programa de colégios cívico-militares do Estado. No mesmo ato é assinada a regulamentação da lei que autorizou o projeto e anunciada a lista das cerca de 200 unidades beneficiadas nesse primeiro momento. Curitiba, 26/09/2020. Foto: Geraldo Bubniak/AEN| Foto: Geraldo Bubniak

Mais de 200 escolas paranaenses, em 117 municípios iniciarão o ano letivo de 2021 sob o regime de escolas cívico-militares. A nova modalidade de ensino funcionará com gestão compartilhada entre militares e civis em escolas do 6º ao 9º ano do ensino fundamental e no ensino médio.

As principais notícias do Paraná em seu whatsapp

As aulas continuarão sendo ministradas por professores da rede estadual, enquanto os militares serão responsáveis pela infraestrutura, patrimônio, finanças, segurança, disciplina e atividades cívico-militares. O anúncio do início do programa foi feito nesta segunda-feira (26), pelo governado Carlos Massa  Ratinho Junior e o secretário e Educação, Renato Feder, que assinaram a regulamentação da lei aprovada pela Assembleia Legislativa.

A partir desta terça-feira, as comunidades escolares (alunos, pais e professores) das escolas selecionadas participarão de consulta pública sobre o tema. Foram escolhidas 215 escolas estaduais, dos municípios com mais de 10 mil habitantes e com mais de uma escola estadual na zona urbana, para que as famílias tenham alternativa à escola cívico-militar, caso opte por não matricular seus filhos em um dos colégios com este conceito.

O investimento direcionado a cerca de 129 mil alunos será de cerca de R$ 80 milhões. É o maior projeto do país nessa área. São mais de 100 mil estudantes que passarão a estudar em um colégio cívico-militar.

“Esse programa será transformador para o Paraná. Para entregar a melhor educação do Brasil precisamos ampliar os projetos e trazer novas ideias”, afirmou Ratinho Junior. Ele destacou que a média das escolas cívico-militares no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) é 20% maior do que na educação tradicional. “Esse é um modelo vencedor. Se é vencedor, queremos ofertar essa modalidade. A implantação será feita de forma democrática”.

Haverá um diretor-geral e um diretor-auxiliar civis, além de um diretor cívico-militar e de dois a quatro monitores militares, conforme o tamanho da escola. No currículo haverá o aumento da carga horária, com aulas extras de português, matemática e valores éticos e constitucionais. “Teremos aulas adicionais de português, matemática e civismo, para estudar leis, Constituição Federal, papel dos três Poderes, ética, respeito e cidadania. Os alunos vão estudar mais. E no ensino médio a principal mudança é a implementação da educação financeira”, afirmou o secretário estadual de Educação e do Esporte, Renato Feder. “É um modelo que acreditamos para o futuro”.

Segundo o secretário de Segurança Pública, Romulo Marinho Soares, que tem experiência de dez anos como professor do Colégio Militar de Curitiba, o projeto integrado tem como objetivo ampliar esse modelo para outros locais do Estado. “Um aluno com essa formação sai muito focado para o seu objetivo, seja na formação acadêmica, na formação militar, na plataforma para empreender. Vamos montar um currículo voltado para esse novo conceito, que pede mais formação”, afirmou. “Ajudaremos a implantar esse programa com muita energia”.

Ratinho Junior rebateu a crítica da oposição de que o projeto foi apresentado e votado de forma acelerada e em momento inoportuno, por conta da pandemia, sem que as escolas estejam funcionando integralmente, o que pode dificultar a participação da comunidade das audiências públicas.

"Para implementar esse projeto, foi mais de um ano de planejamento. A epidemia retardou, queríamos ter implantando em março deste ano já, para colocar em prática no segundo semestre. Estamos lançando hoje. Agora vamos convocar os policiais militares que receberão treinamento, licitar e comprar os uniformes e adequar as escolas. A secretaria de Educação não parou na pandemia. As aulas estão ocorrendo normalmente, de forma virtual, e as audiências públicas também serão neste formato, abertas a toda a comunidade", concluiu.

Confira a lista das escolas aptas a serem transformadas em cívico-militares

6 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]

Receba Nossas Notícias

Receba nossas newsletters

Ao se cadastrar em nossas newsletters, você concorda com os nossos Termos de Uso.

Receba nossas notícias no celular

WhatsApp: As regras de privacidade dos grupos são definidas pelo WhatsApp. Ao entrar, seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.

Comentários [ 6 ]

O conteúdo do comentário é de responsabilidade do autor da mensagem. Consulte a nossa página de Dúvidas Frequentes e Política de Privacidade.

  • M

    Maquiavel

    ± 24 horas

    Muito boa esta iniciativa! O que está faltando nas escolas é disciplina e respeito! Depois que o país “democratizou” o nível educacional foi para o buraco, pois a esquerda tomou conta das escolas e os alunos tomaram conta da sala de aula...

    Denunciar abuso

    A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

    Qual é o problema nesse comentário?

    Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

    Confira os Termos de Uso

    • W

      William

      ± 2 dias

      Ótima noticia.

      Denunciar abuso

      A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

      Qual é o problema nesse comentário?

      Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

      Confira os Termos de Uso

      • J

        J. MOACIR

        ± 2 dias

        Não creio que seja uma boa solução. O desnível entre escolas Públicas e Particulares é abissal. A solução seria - gradativamente - a privatização das escolas - inicialmente da 1ª a 9ª séries - onde a defasagem com as particulares é gritante. Num segundo momento o Grau Médio . porém se os alunos chegarem à 9ª série bem , já será um salto extraordinário na Educação.

        Denunciar abuso

        A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

        Qual é o problema nesse comentário?

        Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

        Confira os Termos de Uso

        • N

          Neto

          ± 2 dias

          Que Deus ajude para que TODAS as escolas sejam Militares. Eu não teria problema nenhum em tirar meus filhos de escolas particulares e transferir para as escolas militares. Aprovo totalmente.

          Denunciar abuso

          A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

          Qual é o problema nesse comentário?

          Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

          Confira os Termos de Uso

          • W

            Walter

            ± 2 dias

            Tipo da notícia que estamos precisando ouvir. Se queremos um futuro promissor para nossas crianças, começa pelo ensino. Desejo sucesso ao projeto.

            Denunciar abuso

            A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

            Qual é o problema nesse comentário?

            Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

            Confira os Termos de Uso

            • W

              WILSON

              ± 2 dias

              Faço votos que os militares não sejam usados somente como enfeites políticos e que realmente sejam valorizados os conceitos de honestidade , disciplina , comportamento ético e moral . E , claro ,seja feito realmente um enorme esforço para ensinar de verdade português e matemática. E que , para mudar de ano , sómente passem os capazes ! Nada de promoção automática demagógica e destruidora de autoestima.

              Denunciar abuso

              A sua denúncia nos ajuda a melhorar a comunidade.

              Qual é o problema nesse comentário?

              Obrigado! Um moderador da comunidade foi avisado sobre a denúncia. Iremos avaliar se existe alguma violação aos Termos de Uso e tomar as medidas necessárias.

              Confira os Termos de Uso

              Fim dos comentários.