Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Deputado estadual Boca Aberta Junior (Pros), durante solenidade de diplomação dos eleitos nas urnas de 2018
Deputado estadual Boca Aberta Junior (Pros), durante solenidade de diplomação dos eleitos nas urnas de 2018| Foto: Gazeta do Povo

A Justiça Estadual do Paraná determinou o bloqueio de cerca de R$ 200 mil do deputado estadual Matheus Viniccius Ribeiro Petriv, o Boca Aberta Junior (Pros). A liminar, assinada pelo juiz Emil Gonçalves, da 2ª Vara da Fazenda Pública de Londrina, foi concedida no bojo de uma ação civil pública por improbidade administrativa protocolada pelo Ministério Público (MP) estadual no último dia 18. Nela, o MP acusa o parlamentar, e uma assessora dele, de ter desviado “kits esportivos”, obtidos através de um convênio entre a Paraná Esporte, autarquia ligada ao governo do Paraná, e o município de Londrina. Isso teria ocorrido no ano passado, entre os meses de agosto e setembro.

De acordo com o MP, apenas 35% dos kits esportivos foram efetivamente entregues para colégios estaduais da cidade, conforme determinava o convênio. O restante – 65% - foi armazenado no gabinete do parlamentar e, depois, distribuído a “pessoas influentes de bairros londrinenses”, como se fosse “um presente do deputado estadual”, narra o MP. A lesão ao erário, ainda de acordo com o MP, teria sido de R$ 204.218,00.

Na sexta-feira (21), quando o MP divulgou a ação civil pública, Boca Aberta Junior negou as acusações. Em nota, ele disse que “nunca houve qualquer desvio de material esportivo, mas apenas a tentativa de adversários políticos, todos em benefício pessoal, de utilizar o nome da minha família para se autopromover”.

Boca Aberta Junior também é alvo de outra ação civil pública por improbidade administrativa, também divulgada na sexta-feira (21). De acordo com o MP, Boca Aberta Junior também exigiu parte dos salários dos seus comissionados para pagar despesas pessoais suas, do seu pai, o deputado federal Boca Aberta (Pros), e da sua mãe, a vereadora de Londrina Mara Boca Aberta (Pros). Ainda de acordo com o MP, os valores recebidos chegam a R$ 81.701,73. A família nega.

2 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]