Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
CCR Rodonorte
A CCR Rodonorte administra 7 praças de pedágio no Paraná.| Foto: Ivonaldo Alexandre/Arquivo/Gazeta do Povo

As praças de pedágio administradas pela concessionária CCR Rodonorte devem ter o trânsito canalizado e desviado das cancelas, que deverão permanecer abertas a partir da 0h de domingo (28) até a assinatura dos novos contratos de pedágio. A medida deve ser tomada pela própria concessionária e foi determinada por uma decisão desta quinta-feira (25) da Justiça Federal.

A ordem estabelece que barreiras sejam instaladas para que o trânsito de veículos seja desviado nas imediações das praças. Tais desvios são necessários, diz a Justiça, para garantir a segurança de motoristas e motociclistas que irão passar pelos locais. A decisão atendeu a um pedido feito pelo Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR). No pedido, o DER-PR estabelece que as faixas centrais estejam bloqueadas e que o trânsito seja desviado para as faixas laterais. A medida será tomada também nas outras praças de pedágio desativadas.

Além do desvio, cabe também à CCR Rodonorte apresentar um cronograma com detalhes da reversão de bens nas praças de pedágio. Em caso de descumprimento, a Justiça estabeleceu uma multa diária de R$ 100 mil. A concessionária administra as praças de Balsa Nova, Palmeira, Carambeí, Jaguariaíva, Tibagi, Imbaú e Ortigueira.

Em nota, a CCR Rodonorte informou que “continua adotando todas as medidas necessárias para devolver as rodovias ao Poder Concedente ao término do Contrato de Concessão. Nesse sentido, a Concessionária avaliará tecnicamente a solução apresentada pelo Poder Concedente e tomará as providências necessárias para garantir a segurança viária”.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]