Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
Em Guaraqueçaba, há 25 comunidades insulares, o que exige uma logística especial da equipe de vacinação
Em Guaraqueçaba, há 25 comunidades insulares, o que exige uma logística especial da equipe de vacinação| Foto: Divulgação/Prefeitura de Guaraqueçaba

Todos os 399 municípios do Paraná já iniciaram a vacinação contra a Covid-19 da população adulta que não está no grupo prioritário. A informação é da Secretaria de Estado da Saúde (Sesa). Mas o ritmo da vacinação segue diferente em cada município – a depender de fatores que vão desde estrutura e adesão da população até quantidade de doses já recebidas em relação ao número de habitantes. No Litoral paranaense, a pequena cidade de Guaraqueçaba, por exemplo, já chamou para receber a primeira dose toda a população que está na faixa etária de 30 anos de idade. A chamada foi feita no último dia 8.

WhatsApp: receba um boletim diário com notícias do Paraná

De modo geral, os municípios paranaenses estão conseguindo anunciar datas de vacinação para a população entre 59 e 55 anos. A capital Curitiba, por exemplo, está vacinando as pessoas com 56 anos entre esta quinta-feira (10) e sexta-feira (11). Mas, além de Guaraqueçaba, também há casos como Antonina (Litoral), que já chamou as pessoas com 40 anos, e Capanema (Sudoeste), que convocou os que estão com 50 anos no último dia 6. Ao mesmo tempo, contudo, os grupos prioritários seguem sendo chamados.

A prefeita de Guaraqueçaba, Lilian Ramos Narloch (PSC), diz que a meta é concluir a imunização de todos os adultos até o mês de setembro. E, nesta sexta-feira (11), a prefeitura ainda vai discutir a possibilidade de anunciar uma nova faixa etária. Até a tarde desta quinta-feira (10), 3.662 pessoas receberam a primeira dose e 1.007 também já receberam a segunda dose na cidade. A estimativa é que haja uma população adulta de 5.791 pessoas. Ou seja, 63% do público alvo já recebeu ao menos uma dose.

A prefeitura afirma que precisou montar uma “força-tarefa” para conseguir vacinar a população, em função da geografia do local. Parte da população de Guaraqueçaba não tem facilidade para se locomover até um ponto específico de vacinação e algumas comunidades dependem da maré. Lá existem 25 comunidades insulares e 19 comunidades rurais, cujo único acesso é a PR-405. Segundo a prefeitura, há casos em que agentes de saúde têm que passar por até quatro rios. Para fazer a vacinação, o município está contando com 12 veículos, seis embarcações e um helicóptero.

3 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]