Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
O senador Alvaro Dias (PV-PR) | Pedro França/Agência Senado/Arquivo
O senador Alvaro Dias (PV-PR)| Foto: Pedro França/Agência Senado/Arquivo

O senador Alvaro Dias (PV-PR) lidera as intenções de voto para a disputa pela Presidência da República em 2018 entre os eleitores paranaenses, na pesquisa estimulada, isto é, quando os nomes dos candidatos são apresentados ao participante. É o que mostrou um levantamento da Paraná Pesquisas sobre em quem os paranaenses votarão para presidente no ano que vem, realizado entre os dias 4 e 8 de abril (confira a ficha técnica abaixo).

O parlamentar paranaense foi mencionado como opção de 31,7% dos entrevistados, quase o dobro das intenções do segundo colocado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (16,2%). Em seguida aparecem o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-RJ), com 13,1%; o prefeito de São Paulo, João Dória (PSDB), com 9,4%; a ex-senadora Marina Silva (Rede-AC), com 9,4%; o ex-ministro Ciro Gomes (PDT-CE), com 4%; e o presidente Michel Temer (PMDB), com 3,5%. Segundo a pesquisa, 8,2% disseram que não votariam em nenhum dos nomes apresentados e 4,5% não souberam opinar.

Doria venceria eleição para presidente no estado de São Paulo, diz pesquisa

Veja momentos em que Lula e Bolsonaro deixaram claro estar em campanha

Leia a matéria completa

Se a eleição fosse hoje...

A pesquisa do instituto tem outro recorte, que perguntou aos entrevistados também de forma estimulada em quem eles votariam se a eleição fosse hoje. Alvaro Dias também lidera, com 30,9% das intenções de voto, com Lula em segundo (15,9%); Bolsonaro em terceiro (14%); o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB) em quarto (9,7%). Ciro Gomes em quinto (3,9%) e Michel Temer em sexto (2,8%).

Ficha Técnica

O levantamento da Paraná Pesquisas questionou 1.542 eleitores sobre a intenção de votos nos pré-candidatos à Presidência da República entre os dias 4 e 8 de abril de 2017. A pesquisa estimulada questionou os eleitores sobre nomes propostos, o que não significa que não existam outros pré-candidatos para o cargo na disputa. A margem de erro é estimulada em 2,5 pontos porcentuais, para mais ou para menos. O índice de confiança é de 95%.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]