O índice é medido a cada dois anos | Leticia Akemi/Gazeta do Povo
O índice é medido a cada dois anos| Foto: Leticia Akemi/Gazeta do Povo

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou, nesta quarta-feira (4), o Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) de 2017 específico de cada escola. Os resultados, que permitem compor um ranking, mostram que, na primeira etapa do ensino fundamental (1º a 5º ano) e no ensino médio, as escolas líderes da lista estão no interior do estado. Já Curitiba tem a melhor instituição na fase 2 do ensino fundamental – o Colégio Militar de Curitiba (CMC).

LISTA COMPLETA: Veja o ranking das escolas no PR, de acordo com o Ideb

No ensino fundamental, a instituição com melhor desempenho nos anos iniciais no Paraná é a Escola Municipal Serranópolis do Iguaçu, na região Oeste, que teve nota 8,7. A cidade também foi a que obteve o melhor desempenho no estado.

Já nos anos finais do ensino fundamental o campeão é o Colégio Militar de Curitiba, que teve Ideb de 7,7. A instituição, aliás, tem um peso grande na qualidade do ensino paranaense, até porque há rigor na seleção dos alunos. Antes de ingressarem no 6º ano, os filhos de militares passam seis meses em aulas de reforço de português e matemática. Por outro lado, os alunos que vêm de fora só entram se aprovados em um teste.

DESEJOS PARA O PARANÁ: Excelência em áreas essenciais

No ensino médio, a escola com melhor desempenho no estado também é do interior. O colégio PGD, uma instituição particular de Londrina, teve média de 6,9, mais de três pontos acima da média nacional, que foi de 3,8. É nesta etapa de ensino, inclusive, onde está o maior gargalo do Paraná na educação básica. No estado, o novo índice total do ensino médio, que leva em conta escolas públicas urbanas e escolas privadas urbanas, é de 4 – a mesma atingida em 2011. A média supera em apenas um décimo a registrada em 2015, que foi de 3,9, e ficou a exatamente um ponto da projeção estabelecida pelo Inep para esta edição, que era de 5.

O índice

Medido a cada dois anos, o Ideb é calculado com base em duas dimensões: a proficiência dos estudantes, medida por meio do Sistema de Avaliação de Educação Básica (Saeb), e a taxa de aprovação dos alunos, mensurada através do Censo Escolar. A fórmula utilizada para obter o índice, que varia de zero a dez, faz com que o desempenho das escolas só melhore se as instituições tiverem avançado em ambas as dimensões.

Se considerado todo o Paraná, os estudantes vêm tendo desempenho melhor no desempenho no Ensino Fundamental. Na avaliação de 2017, os estudantes do 5º ano tiraram 6,5 – nota acima da meta estabelecida, de 6,2. Já os do 9º ano ficaram com nota de 4,9, três décimos a mais do que o obtido na avaliação anterior, em 2015.

A Gazeta do Povo também compilou os resultados do Ideb em todo o Brasil.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]