Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
 | Marcelo Andrade    /   Gazeta do Povo
| Foto: Marcelo Andrade /   Gazeta do Povo

A percepção que a população tem do governo do Paraná, do tucano Beto Richa, melhorou, e atingiu seu melhor índice agora em dezembro, levando em consideração outras duas avaliações feitas em 2017, em março e julho. Apesar da melhora histórica, o índice de pessoas que hoje desaprovam a gestão Richa ainda é alto: 54,5%. As informações constam de um levantamento realizado pelo Instituto Paraná Pesquisas, a pedido da Gazeta do Povo.

O Paraná Pesquisas ouviu 1.520 eleitores em todas as regiões do estado, de 14 a 17 de dezembro de 2017. O grau de confiança do levantamento é de 95% e a margem de erro aproximada é de 2,5%, para mais ou para menos.

Aprovação chega a 41,2% dos paranaenses

Ao serem perguntados se “de uma maneira geral (...) você aprova ou desaprova a administração do governador do Paraná Beto Richa”, a maioria (54,5%) respondeu que desaprova, contra 41,2% que disseram aprovar a gestão tucana. Além disso, 4,3% “não sabe ou não opinou”.

Em março, a desaprovação chegava a 63,9% no levantamento realizado também pelo Paraná Pesquisas. A aprovação, naquele mês, era de 32,4%. Em julho, a desaprovação caiu para 57,4%; a aprovação aumentou para 38,1%. Já aqueles que alegam não saber ou preferiram não opinar representaram 3,7% em março e 4,5% em julho. 

Melhora da aprovação é acentuada

Coordenador do levantamento, Murilo Hidalgo, afirma que a melhora pode ser considerada “acentuada”, do começo do ano para cá.

Na comparação com os dois primeiros anos do segundo mandato de Beto Richa no governo do Paraná (2015 e 2016) – quando estouraram escândalos como “Publicano” e “Quadro Negro”, fora o “29 de abril”, de repercussão nacional, e os aumentos de impostos –, aparentemente 2017 registrou menos fatos negativos envolvendo a gestão do tucano. 

“Pessoas começaram a entender as medidas duras”

“Eu percebo que as pessoas começam a entender as medidas duras que adotamos. E agora compreendem mais ainda, na comparação com vários outros estados brasileiros, que estão com dificuldade extrema, sem pagar décimo terceiro salário. Então eu estou orgulhoso. Faria tudo de novo. Fui responsável e estou com a consciência tranquila”, disse Beto Richa, durante entrevista à Gazeta do Povo na quarta-feira (20), em Brasília.

Em outra pergunta feita pelo Paraná Pesquisas – “Em sua opinião, a administração do governador do Paraná está sendo ótima, boa, regular, ruim ou péssima?” –, a maioria, 30,5%, disse que considerava “regular”. Outros 22,5% apontaram “boa”; 21,0% “ruim”; 21,0% “péssima”; e 3,7% “ótima”. Além disso, 1,3% “não sabe ou não opinou”. 

“É normal. Eu tomei medidas impopulares. Poucos na classe política se preocupam com ações que garantem o desenvolvimento do estado, o bem-estar da população, sem pensar eleitoralmente, sem pensar na popularidade. Eu tomei medidas austeras e vou continuar tomando, pensando no futuro do nosso estado, na qualidade de vida do nosso povo”, completou o governador do Paraná.

Deixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros
Máximo de 700 caracteres [0]