232126

Seu app Gazeta do Povo está desatualizado.

ATUALIZAR

PUBLICIDADE
  1. Home
  2. Política
  3. República
  4. 65 e 62 anos? Idade mínima para se aposentar pode aumentar a cada 4 anos

reforma da previdência

65 e 62 anos? Idade mínima para se aposentar pode aumentar a cada 4 anos

PEC enviada pelo governo ao Congresso prevê um gatilho automático para compensar o aumento da expectativa de vida da população

  • Folhapress
 | André Rodrigues/Gazeta do Povo
André Rodrigues/Gazeta do Povo
 
0 COMENTE! [0]
TOPO

A proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma da Previdência prevê um gatilho para que a idade mínima seja aumentada automaticamente à medida que a expectativa de vida da população cresce.O governo informou que, a partir de 2024, a idade mínima para aposentadoria pode ser ajustada a cada quatro anos. O texto original da PEC prevê que a idade mínima para se aposentar é 65 anos para homens e 62 anos para mulheres.

Atualmente, uma pessoa que chega aos 65 anos de idade vive mais 18,4 anos, em média. Isso é chamado expectativa de sobrevida e indica o período em que a aposentadoria deverá ser paga. Se for constatado que essa expectativa aumentou um ano, a idade mínima para aposentadorias subiria automaticamente o equivalente a 75% desse ano adicional de sobrevida.

FIQUE POR DENTRO: Conteúdo especial da reforma da Previdência – o que muda no INSS e para servidores

O secretário da Previdência Social do governo, Rogério Marinho, afirma que o gatilho é para ajustar as regras ao aumento da expectativa de sobrevida – ocasionada em função de fatores como a evolução da medicina, melhorias no saneamento, entre outros.

Por se tratar de uma PEC, a reforma precisa passar por duas votações na Câmara e mais duas no Senado, com apoio de três quintos dos parlamentares.

LEIA MAIS: Quais são as opções para quem vai se aposentar pela regra de transição

40 anos de contribuição para 100% do benefício

Pelo texto apresentado, o trabalhador só conseguirá receber o valor integral do benefício após contribuir por 40 anos. A regra de cálculo da aposentadoria prevê que o benefício será de 60% para quem cumprir os 20 anos mínimos exigidos de contribuição. A cada ano que o trabalhador contribuir além do tempo mínimo (20 anos) será adicionado 2%. Assim, a integralidade do benefício (100%) será alcançada após 40 anos de contribuição.

O governo propõe também redução de alíquotas do INSS para aproximadamente 20 milhões de trabalhadores.

VEJA TAMBÉM: Qual o clima na Câmara para aprovar a PEC da Previdência?

8 recomendações para você

deixe sua opinião

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

O jornalismo da Gazeta depende do seu apoio.    

Por apenas R$ 0,99 no 1º mês você tem
  • Acesso ilimitado
  • Notificações das principais notícias
  • Newsletter com os fatos e análises
  • O melhor time de colunistas do Brasil
  • Vídeos, infográficos e podcasts.
Já é assinante? Clique aqui.
>