Como você se sentiu com essa matéria?

  • Carregando...
  • Ícone FelizÍcone InspiradoÍcone SurpresoÍcone IndiferenteÍcone TristeÍcone Indignado
Deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) deixa a Polícia Federal, em Brasília, após o cumprimento de uma ordem de busca e apreensão contra ele: Operação Lume cumpre 21 mandados.
Deputado Daniel Silveira (PSL-RJ) deixa a Polícia Federal, em Brasília, após o cumprimento de uma ordem de busca e apreensão contra ele: Operação Lume cumpre 21 mandados.| Foto: Gabriela Biló/Estadão Conteúdo

Vinte e um mandados de busca e apreensão estão sendo cumpridos pela Polícia Federal, na manhã desta terça-feira (16), contra alvos acusados de incentivar e financiar manifestações antidemocráticas no país. A Operação Lume cumpre diligências autorizadas pelo ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), em cinco estados e no Distrito Federal.

Todos eles têm em comum um apoio inconteste ao governo Jair Bolsonaro e o espectro político de direita, com a defesa de ideais liberais no campo econômico e conservadores nos costumes. Veja quem são os alvos conhecidos da operação até o momento:

  • Daniel Silveira, deputado federal (PSL-RJ);
  • Allan dos Santos, blogueiro;
  • Alberto Silva, blogueiro;
  • Ravox Brasil, blogueiro;
  • Luís Felipe Belmonte, advogado e segundo-vice-presidente do Aliança pelo Brasil;
  • Sérgio Lima, marqueteiro do Aliança pelo Brasil;
  • Otávio Fakhoury, empresário e dono do site Crítica Nacional;
  • Camila Abdo, blogueira e ex-assessora parlamentar;
  • Fernando Lisboa, blogueiro.

Conheça mais sobre alguns dos investigados

Daniel Silveira

É deputado federal de primeiro mandato pelo Partido Social Liberal (PSL) do Rio de Janeiro. Recebeu 31.789 votos nas eleições de 2018 É formado em Direito e foi policial militar entre 2012 e 2018. Ficou conhecido durante a campanha eleitoral por ajudar a quebrar uma placa de rua com o nome de Marielle Franco (Psol) e postar a foto na internet. Aliados da vereadora assassinada tinham colocado a inscrição em uma das esquinas da Praça Floriano, na Cinelândia, onde fica a sede da Câmara Municipal. Daniel Silveira integra a base do governo na Câmara e a ala bolsonarista do PSL, que defende o presidente Jair Bolsonaro.

Allan dos Santos

Empresário, blogueiro e sócio do site Terça Livre, um dos principais canais do bolsonarismo na internet, com 983 mil inscritos no YouTube e outros 303 mil no Twitter. Site se define como o maior canal conservador de notícias e análises políticas da América Latina. Foi alvo de operação da Polícia Federal no fim de maio sob acusação de disseminar notícias falsas (fake news) na internet. É formado em Filosofia, mas se declara como jornalista. É seguidor do filósofo Olavo de Carvalho, que mora nos EUA e é considerado guru do bolsonarismo.

Alberto Silva

Blogueiro lotado em Minas Gerais que opera um canal no Youtube chamado Giro de Notícias, com mais de 1 milhão de seguidores. Conhecido também como Beto Silva ou Beto Louco, foi acusado em 2017 de operar uma lucrativa rede de sites especializados em publicar notícias falsas que lhe rendia até R$ 150 mil por mês na época, segundo a Folha de São Paulo. Ao jornal mineiro O tempo, ele negou que publique fake news.

Luís Felipe Belmonte

Empresário, advogado e suplente do senador Izalci Lucas (PSDB-DF). É também segundo-vice-presidente e um dos principais doadores do Aliança pelo Brasil, partido criado pelo presidente Jair Bolsonaro para abrigar dissidentes do PSL e que ainda aguarda registro na Justiça Eleitoral. Aos 66 anos, Belmonte conquistou a confiança do clã presidencial após voltar ao Brasil, em janeiro de 2018, depois de um período sabático na Inglaterra. Foi filiado ao PSDB e fez doações até para partidos de esquerda. A mulher do empresário, Paula Belmonte, é deputada federal pelo Cidadania.

Sérgio Lima

Publicitário autodidata e marqueteiro do Aliança pelo Brasil. Antes da pandemia, Serginho — como é conhecido entre governistas — vinha sendo incentivado por bolsonaristas a disputar a prefeitura de São Paulo. Segundo reportagem de O Globo, Lima foi o responsável pela identidade visual do partido do presidente Jair Bolsonaro e também pela criação do site da legenda.

Otavio Fakhoury

Empresário, investidor e dono do site Crítica Nacional, é considerado um dos principais articuladores da militância bolsonarista nas redes. É seguidor de Olavo de Carvalho. Foi ativista dos movimentos Vem Pra Rua e Acorda Brasil por ocasião do impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Em 2018, doou R$ 102,5 mil a candidatos do PSL, o então partido de Jair Bolsonaro. Fakhouri foi tesoureiro-geral do diretório estadual do PSL, na gestão de Eduardo Bolsonaro. O empresário também foi alvo da operação da PF, no fim de maio, contra disseminadores e financiadores de fake news na internet.

Camila Abdo

Ex-assessora do gabinete do deputado estadual Coronel Nishikawa (PSL-SP) e blogueira, apresenta programas no canal Direto aos Fatos no Youtube, e escreve para os sites Crítica Nacional e Estudos Nacionais.

39 COMENTÁRIOSDeixe sua opinião
Use este espaço apenas para a comunicação de erros

Máximo de 700 caracteres [0]